Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Pagamento digital: descubra as melhores soluções para seu negócio

Escrito em 20 de Setembro de 2018 por Renato Ribeiro

Atualizado em 02 de Agosto de 2021

Na última década, o comércio eletrônico tomou consistência e apresentou resultados expressivos. A pandemia de Covid-19, sem dúvida, foi o catalisador que faltava para que os recursos virtuais e o pagamento digital se aperfeiçoassem para melhor se adequar às tendências.

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

Para você ter uma ideia, em 2020, o e-commerce bateu recordes nunca vistos antes nas vendas online e ganhou um aumento de 41% novos lojistas. 

Ainda, 56% dos consumidores brasileiros afirmaram que compraram no e-commerce pela primeira vez na pandemia, e 94% pretendem continuar comprando nas lojas online que descobriram no período.

Nesse contexto, percebeu-se a importância dos meios de pagamento digital, que se provaram seguros e fáceis de se utilizar. A grande diferença das novas formas de pagamento é a facilidade de realizar movimentações financeiras (pagar e receber) sem a necessidade de dinheiro físico e burocracias bancárias, 24 horas por dia, sete dias por semana. 

Como expoente, no Brasil, segundo dados coletados pelo Instituto Locomotiva em 2020, as compras feitas por aplicativos de celular cresceram 30% no Brasil durante o primeiro mês de isolamento social.

Ao todo, 54 países já estão avançados em pagamentos instantâneos, sendo a China e a Índia as pioneiras no sistema. Na China, por exemplo, 80% da população e das empresas movimenta dinheiro apenas por super apps como Alipay e Wechat Pay, que fazem tudo. Na Índia, um a cada dois indianos está no sistema, sendo o total de 41 milhões de transações diárias.

Esses dados exemplificam que o pagamentos digitais (e tecnologias relacionadas, como os super apps) são uma grande tendência global.

Saber ao certo quais pagamentos digitais combinam melhor com o seu negócio pode ser um fator decisivo para alavancar suas vendas.  Por isso, é crucial conhecer as diferenças entre eles e saber identificar qual opção é mais adequada para o perfil de sua loja e clientes. 

Neste artigo, você vai descobrir quais são as principais tendências do mercado em relação a pagamentos digitais. Além disso, contará com dicas valiosas que o ajudarão a escolher as melhores soluções em meios de pagamentos. Quer saber mais? Continue a leitura!

pagamentosdigitais

O que são meios de pagamentos digitais? Quais as diferenças entre eles?

Quando se fala em tecnologia para pagamentos digitais, é possível citar três principais opções:

  • gateways;
  • integração direta;
  • intermediadores. 

1. Gateway

Esse tipo de meio de pagamento digital funciona de maneira semelhante ao das máquinas de cartão de crédito de lojas físicas. Ou seja, ao utilizá-lo, o dinheiro das vendas cai diretamente na conta informada pelo gestor do negócio.

Nesse caso, o empreendedor precisa ter um contrato com uma instituição bancária ou com pelo menos uma bandeira de cartão de crédito. Assim, por meio desse processo, uma ferramenta online que permite digitar os dados do cartão dos usuários é disponibilizada.

Além do uso de cartão de crédito, os gateways também podem oferecer opções de emissão de boletos e transferência eletrônica. 

2. Integração direta

Essa ferramenta possibilita o uso de cartões de crédito de maneira simples. Por meio dela, as operadoras de cartão oferecem um canal de integração direto com a loja, conhecido como webservice.

Por meio da integração direta, a empresa estabelece uma conexão que permite a comunicação entre eles. É importante lembrar que quanto mais bandeiras de cartão você disponibilizar, maiores serão as chances de atrair novos clientes.

3. Intermediador via API

O intermediador de pagamento, como o próprio nome indica, é o responsável por fazer a conexão entre a loja online e o consumidor. Para isso, uma empresa terceira é contratada e, por meio dela, cobra-se uma taxa para cada transação realizada. 

O uso de intermediador é uma alternativa muito empregada por quem está começando com um negócio online. No entanto, apesar de ser um dos tipos de pagamentos digitais mais seguros, é importante buscar informações sobre ele para saber se ele atende às expectativas de sua loja. 

Além disso, é imprescindível contratar plataformas que ofereçam um bom suporte técnico e segurança aos usuários.

É importante destacar que você está lidando com o dinheiro do seu cliente. Por isso, escolha corretamente esse importante parceiro de negócio.

Para completar, também é fundamental fazer um cálculo inicial e verificar se as taxas cobradas estão dentro do planejamento financeiro da empresa.

Uma das grandes vantagens desse tipo de serviço é que ele oferece uma excelente ferramenta para o planejamento da gestão financeira do negócio. Além disso, evita o contato e a intermediação por meio de instituições bancárias, o que reduz o custo e a burocracia em todos os processos de cobrança.

Empresas de pagamento digital: como escolher a melhor para o seu negócio?

Agora que você já sabe o que são meios de pagamentos, confira as dicas a seguir para descobrir qual deles se alinha a seu negócio. 

1. Busque informações sobre os tipos de tecnologia

Antes de entender melhor os tipos de meios de pagamento digitais, é importante ter em mente que essa escolha é que vai determinar como se dará a entrada de capital na sua empresa.

Por isso, é essencial que o empreendedor esteja atento ao tipo de tecnologia que será adotada e a sua conexão com a rotina e os sistemas utilizados pelo negócio. Além disso, outro fator que pode determinar a sua tomada de decisão é escolher com base no perfil de cliente e no tipo de solução em meios de pagamento mais demandada por ele.

Se você tem clientes que preferem pagamentos por boletos bancários, então esse é o melhor meio de pagamento digital para sua empresa. Logo, é necessário incluí-lo entre as opções de pagamento disponíveis.

Acompanhe a evolução dos meios de pagamentos digitais e adote o que mais fizer sentido para o seu público.

o que são meios de pagamentos

Crédito: Freepik 

2.  Avalie a viabilidade de integrar os sistemas

Sem dúvida, um dos primeiros aspectos que devem ser analisados antes de contratar uma das soluções em meios de pagamento é a integração entre os sistemas. Mas afinal, o que significa isso?

É possível integrar os sistemas já adotados na rotina de gestão financeira da sua empresa com o meio de pagamento que será utilizado. Com isso, é possível:

  • Obter maior agilidade no processamento das informações;
  • Ter maior controle na gestão;
  • Contar com uma segurança extra. 

3.  Busque facilidade para o cliente e para a empresa

Além de sistemas integrados, é necessário estar atento a uma característica que agregar valor à experiência de compra do consumidor: a facilidade

O empresário deve pensar em como se dá o processo de compra e buscar soluções que visem a facilidade tanto para o cliente, quanto para a sua própria empresa.

Metodologias que compliquem a experiência do usuário podem ocasionar perda de clientes e reduzir o número de vendas.

Dessa maneira, invista em pagamentos digitais que ofereçam soluções capazes de trazer facilidade para a experiência de pagamento do cliente e que agreguem eficiência e segurança para o seu negócio.

Quais são as formas de pagamento digital e como diversificar?

Ao pensar em pagamentos digitais, você deve estar atento a outra questão importante sobre o planejamento de sua empresa: as formas de pagamento.

É necessário conhecer todas as opções do mercado e traçar um perfil do seu cliente a fim de identificar quais opções são mais interessantes dentro das características do consumidor que visitará a sua loja.

Também é importante destacar que um cliente que abandona um carrinho por ausência de opções de pagamento é um cliente que, provavelmente, não vai voltar tão cedo para o seu site, outro aspecto negativo que merece atenção do empreendedor.

É difícil prever qual será a forma de pagamento escolhida pelo cliente. Entretanto, é possível avaliar quais são os métodos mais utilizados pelo público-alvo do seu negócio. Nesse caso, a diversificação e a oferta de várias alternativas de pagamento são excelentes alternativas.

Veja, agora, as principais formas de pagamento digital:

Cartão de crédito e débito 

Os cartões de crédito são, atualmente, a forma preferida de pagamento dos brasileiros, de acordo com diversos levantamentos, como este da Opinion Box. Isso porque o cartão é um meio versátil, que permite o pagamento a prazo e o parcelamento das compras, hábitos fortemente ligados ao consumo brasileito.

É importante trabalhar com a aceitação das principais bandeiras de cartão de crédito, como Visa, MasterCard, Elo, Amex, Dinners e outras. Assim, você não perde clientes por não aceitar o cartão dele. 

O processamento do pagamento por cartão pode ser obtido no meio digital através de gateways, intermediadores e adquirentes, conforme explicamos no texto. Esses serviços cobram uma taxa em torno de 2% a 5% sobre as vendas para que seja possível utilizar o serviço.

Já o cartão de débito vem sendo substituído pelo Pix, uma forma mais moderna de pagamento digital que explicaremos a seguir, que tem menos taxas e liquidação imediata.

Pix

O Pix é uma forma de pagamento relativamente nova, lançada em novembro de 2020 pelo Banco Central. Apesar de ser mais conhecido no momento de realizar transferências entre pessoas, o Pix também pode ser uma forma de pagamento no e-commerce e lojas virtuais. Basta fazer uma integração com uma solução de pagamento que tenha o Pix entre os métodos de venda. 

A vantagem do Pix para as vendas digitais são inúmeras, e vão desde o pagamento à vista até a rapidez de liberar o produto para entrega. As taxas do pix para as empresas ainda é baixa perto dos outros meios de pagamento, fica em torno de 1 a 2%, o que pode representar uma economia para o seu negócio e, ao mesmo tempo, uma modernização dos meios aceitos.

Boleto bancário

O boleto bancário é um dos meios mais tradicionais, e sua versão em papel migrou para a opção digital há muito tempo. Ele é disponibilizado na forma de PDFs, e o pagamento é feito através do código de barras da cobrança. 

Para gerar um boleto digital, uma empresa precisa contratar a solução em uma conta de Pessoa Jurídica nos bancos, ou, ainda mais facilmente, contratar uma fintech de meio de pagamento, que além de emitir boleto, já faz o registro e baixa automática após o recebimento.

O boleto costuma ter taxas fixas para emissão e baixa, em torno de R$2,00 a R$5,00. Outras taxas podem variar de acordo com a instituição. Na iugu, você só paga por boletos liquidados.

Link de Pagamento

O Link de Pagamento é uma ferramenta moderna para quem vende por redes sociais e aplicativos de mensagem. Ele não é um método de pagamento, mas leva a uma página onde o pagamento é feito. Nessa página pode haver um ou mais meios aceitos, como cartão, boleto e Pix.

A vantagem do link de pagamento é que ele gera a liberdade de vender por qualquer canal, como Instagram, WhatsApp e outros, e cobrar os clientes com segurança e profissionalismo.

Na iugu, o link de pagamento é disponibilizado dentro da nossa plataforma completa de meios de pagamento online e pode ser customizado para sua empresa.

Carteiras Digitais

As e-wallets, ou carteiras digitais, estão se popularizando com os serviços da Apple Pay e Google Pay, que possuem a funcionalidade de pagamento por aproximação (NFC) do celular nas maquininhas de cartão, ou transações digitais. 

Mas além disso, as carteiras digitais estão presentes em diversos apps financeiros, como PicPay, RecargaPay e Mercado Pago. Segundo pesquisa da área de Inteligência de Mercado da Globo, o Brasil tem cerca de 600 carteiras digitais disponíveis em 2021. 

Nessas carteiras, é possível depositar saldos em dinheiro para pagar boletos fazer Pix, ou cadastrar cartões de crédito para usar em pagamentos diretos no app, entre outras possibilidades. Algumas delas oferecem vantagens ao pagador, como cashback e gratuidade de conta. 

Apesar de sua facilidade, poucas delas possuem integração com o e-commerce, sendo as mais conhecidas a Ame Digital e o PayPal. 

Além delas, alguns grandes varejistas estão desenvolvendo suas próprias carteiras digitais dentro de seus aplicativos de loja, a partir dos serviços de Banking as a Service, que produzem soluções financeiras customizadas para empresas.

600x205 – Banner ebook baas

Meios de pagamento digitais são seguros?

Antes de entrar na questão, devemos pensar em dois aspectos da segurança digital: uma é do lado do usuário e outra é do lado da tecnologia.

A tecnologia em si é feita com diversas camadas de proteção: criptografia, senhas, autenticação, regras de compliance e outras medidas que garantem a proteção de dados e seu correto armazenamento.

Além disso, hoje existe uma vasta tecnologia de sistemas antifraude atrelados a e-commerce e pagamentos digitais. Esses sistemas monitoram o comportamento de compra do usuário e bloqueiam caso haja atividades suspeitas, como o uso de diversos cartões em compras consecutivas. 

É claro que esse é apenas um exemplo, pois esses sistemas antifraude têm regras complexas para definir se um pagamento é suspeito ou não. Mas, de modo geral, contar com um bom antifraude tem ajudado diversas empresas a aumentarem a taxa de sucesso nos pagamentos e evitar os chargebacks e golpes.

Já do lado do usuário, é preciso ter atenção redobrada para se prevenir de golpes e fraudes. Existem crimes digitais que podem captar senhas e outras informações dos usuários para uso em compras fraudulentas. Por isso, cabe ao usuário se proteger e ter seus dispositivos sempre atualizados com medidas de segurança.

Análises dos nossos especialistas em segurança da informação apontam que 95% dos ataques digitais se iniciam por Phishing. Ele é um tipo de fraude que se inicia por e-mail ou mensagem com links maliciosos com a intenção de roubar dados ou instalar programas no computador. Diante desse cenário, aqui vão nossas dicas para você evitar cair nesse tipo de fraude:

phishing (2)

Ele não deve clicar em links suspeitos em e-mails e mensagens, nunca deve informar dados sensíveis e senhas, e além disso, deve ter programas de antivírus sempre atualizados e dupla autenticação ativada. Existem também boletos falsos, que devem ser sempre checados antes do pagamento, pois uma vez pago, é muito difícil reaver o dinheiro.

Dessa forma, a pessoa pode se prevenir contra boa parte dos problemas com pagamentos digitais, pois, na maioria das vezes, o problema está em mau uso e interações criminosas, e não na tecnologia em si.

Além de oferecer várias formas de pagamento, o dono do e-commerce também é responsável por garantir a segurança do usuário que visita o seu site, oferecendo métodos de pagamento certificados, e adicionando os protocolos de segurança no seu domínio.

Conclusão

Agora que você já conhece as principais opções de pagamentos digitais, deve buscar soluções que atendam às necessidades do maior número de clientes possível, incentivando, assim, a finalização da compra e o checkout transparente.

Essas questões vão impactar diretamente nas vendas do seu negócio, pois o momento da escolha do tipo de meio de pagamento é um ponto crucial na conclusão da compra e diminuição do abandono de carrinho.

A escolha da plataforma de recebimento pelo empreendedor deve levar em consideração alguns aspectos como: a variedade de meios de pagamentos, se há parcelamento para os pagamentos, o custo de cada operação, a reputação da empresa, a qualidade técnica e suporte oferecidos ao sistema. 

Utilizar os serviços de uma fintech de solução de pagamentos online é a opção mais rápida para disponibilizar meios de pagamento digitais, tanto em lojas virtuais quanto em lojas físicas que estejam digitalizando seus pagamentos. 

Veja algumas vantagens:

  • Uma só integração tecnológica para todos os meios de pagamento juntos;
  • Um só contrato para administrar;
  • Elimina contato com o banco, bandeira de cartão de crédito e qualquer outro intermediário;
  • Maior controle e gestão automatizada;
  • Atualização constante de novidades de pagamento no sistema.

Aqui na iugu, somos uma fintech que atende tudo que você precisa em relação a pagamentos digitais. Disponibilizamos processamento de cartão, emissão de boleto e aceitação do Pix, em um único sistema, além de fornecermos ferramentas para que você possa potencializar suas cobranças. 

Nosso software e API oferecem funcionalidades de automação de faturas, comunicação de cobranças, repetição de pagamentos recorrentes, split de recebíveis e muitos outros complementos que vão ajudar sua empresa a tornar o processo de cobrança muito mais ágil, escalável e sem complicação.

Quer melhorar as estratégias do seu negócio e investir em meios de pagamentos digitais seguros e eficientes? Entre em contato com a iugu e descubra como nossa plataforma de gestão e automação de pagamentos online pode ajudar no crescimento das vendas do seu negócio.

Conheça nossos planos