Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Como usar corretamente as técnicas de SEO e melhorar sua loja online

Escrito em 20 de Julho de 2020 por Redação iugu

Atualizado em 15 de Dezembro de 2020

Quem trabalha com vendas online sabe que é importante garantir que sua loja seja encontrada pelo seu público-alvo. Uma das formas mais eficientes de aumentar a visibilidade da loja é com o investimento em técnicas de SEO. Essas práticas auxiliam o negócio a ficar mais visível na internet e, assim, ter mais receita.

Em outras palavras, as técnicas de SEO auxiliam um negócio a ficar mais visível para o usuário em páginas de busca. Dessa maneira, a empresa pode reduzir o investimento em impulsionamento pago e outras técnicas de marketing.

Quer saber mais sobre o tema e quais práticas utilizar no seu site? Confira em nosso post!

O que é SEO?

SEO é a sigla para Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca (em uma tradução livre). O termo se refere a um conjunto de práticas que podem ser adotadas por um site para aumentar seu nível de ranqueamento organicamente. Tais estratégias funcionam como pequenas otimizações, que ampliam a visibilidade do site na web.

Em outras palavras, as técnicas de SEO são abordagens que podem ser utilizadas na criação de páginas web ou de e-commerce para melhorar seu posicionamento em sites de pesquisa. Com elas, a empresa reduz o gasto com técnicas de marketing, como o Google Ads. Afinal, o custo necessário para atingir o consumidor será bem menor.

Qual é a importância do SEO para lojas online?

As técnicas de SEO ganharam muita popularidade na última década quando blogs e sites de notícia começaram a se profissionalizar. Em busca de mais alcance, essas páginas incorporaram novas formas de estruturar seu código-fonte e, com isso, ter um melhor ranqueamento. Dos títulos de textos ao tipo de tecnologia empregada, várias características passaram a ser pensadas para otimizar o funcionamento da página e a sua habilidade de ficar visível para mecanismos de busca.

No caso das estratégias de vendas online, investir na aplicação de técnicas de SEO pode ser uma ótima alternativa para a empresa aumentar a lucratividade do seu e-commerce. Essa prática traz para a página de vendas os mesmos impactos que foram identificados em outros sites, como aumento de visitas e redução de gastos com marketing. Ao mesmo tempo, facilita a liberação de recursos para outros setores estratégicos.

Que técnicas de SEO podem ser utilizadas pela sua loja de e-commerce?

A adoção de técnicas de SEO pode se dar por vários caminhos. Cada prática auxilia o negócio a ter um alcance mais amplo e disseminado ao otimizar diferentes aspectos do site. Confira alguns a seguir!

Evite ter links quebrados

Um dos pontos básicos para melhorar o ranqueamento da página é corrigir links quebrados. Essa prática melhora o nível de links que referenciam corretamente as páginas da sua loja online. Desse modo, o buscador reconhecerá o site como uma página mais popular.

Portanto, sempre faça avaliações se eles estão presentes nas suas páginas de vendas. Além de aumentar a visibilidade, isso também melhora a usabilidade. Os usuários dificilmente cairão em uma página que não existe mais.

Fique atento ao domínio

A escolha do domínio é um ponto crítico na criação de qualquer página web. Ela deve ser feita considerando o perfil da loja e seu público-alvo. Além disso, precisa estar alinhada com as estratégias do negócio e ser facilmente lembrada.

A escolha da URL de cada produto também pode considerar o uso de palavras-chave para melhorar o ranqueamento. Também prefira um registro feito em território nacional. Dessa maneira, o e-commerce será mais reconhecido como um que atende ao Brasil.

Crie uma descrição das páginas

Essa é uma medida simples, mas que pode ter um grande impacto no ranqueamento do site. A descrição tem que ser objetiva, transparente e capaz de destacar as principais características do produto.

Ela também deve ser pensada com base em palavras-chave que consigam atrair o público-alvo e, ao mesmo tempo, tornar o trabalho do buscador em categorizar o produto mais fácil. Portanto, sempre pense nesses detalhes ao estruturar a página de descrição do produto. Isso não só ajuda na tomada de decisão, mas também no SEO da página.

Categorize os seus produtos

A categorização tem um papel que vai além de facilitar a navegação na página web. Ela também melhora a atração do tráfego orgânico. Afinal de contas, os buscadores conseguirão identificar o que a loja vende facilmente.

Portanto, faça uma boa lista de categorias, que seja capaz de representar da melhor maneira possível seus produtos. Desse modo, as chances de vendas ocorrerem serão muito altas sempre.

Aplique alt tag nas imagens

A alt tag é uma pequena descrição das imagens. Com ela, softwares de acessibilidade, por exemplo, podem identificar o tipo de conteúdo exibido. Além disso, robôs de buscadores conseguem identificar melhor o conteúdo e disponibilizar produtos da sua loja em páginas de busca por texto e imagens.

Por isso, sempre faça uma alt tag alinhada com o produto. Descreva seu título, a cor e outros detalhes importantes. Assim, as pessoas saberão do seu site mesmo quando procuram imagens de algo.

Como o SEO impacta na experiência de uso do site?

O SEO pode ser visto como uma estratégia que vai além da simples possibilidade de colocar o site mais bem ranqueado nos buscadores. Essa prática também auxilia o negócio a aumentar a usabilidade das suas páginas web. Afinal de contas, a otimização de tais detalhes leva o e-commerce da empresa a ser mais estável, eficiente e de uso fácil.

Podemos citar, como exemplo, a categorização dos produtos. Essa prática facilita a busca por mercadorias e a avaliação do que pode ser interessante. Ou seja, o cliente demora menos tempo para encontrar o que precisa e fechar a venda.

Já a aplicação de alt tag torna os produtos mais fáceis de serem comprados até mesmo por pessoas cegas. Os softwares de leitura conseguirão identificar as características básicas dos produtos e repassar cada uma para o visitante. Desse modo, o nível de satisfação será alto até mesmo em cenários desafiadores.

Por fim, a usabilidade geral do site é otimizada quando se investe em estratégias de SEO. Essa fator será crucial, a médio e longo prazos, para gerar novas receitas. Afinal de contas, a usabilidade, quando reforçada, melhora a experiência de uso e aumenta as taxas de conversão.

Portanto, a empresa deve sempre investir em técnicas de SEO, pois isso tornará o site mais eficiente, acessível e visível para o público-alvo do negócio. Como consequência, a companhia poderá destacar-se na web e atrair mais vendas.

Gostou da nossa dica e quer saber mais sobre este e outros temas? Então siga a gente no YouTube, no Instagram, no LinkedIn, no Facebook e no Twitter!