Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica, não sejam MEI e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Indiquei um cliente pelo programa de Afiliados. Como eu posso consultar minha indicação?

Você pode consultar sua indicação no Painel do Indicador.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Quero ser cliente

Você sabe o que é a infraestrutura Whitelabel e como ela funciona?

Escrito em 23 de Abril de 2020 por Patrick Negri

Soluções tecnológicas são necessárias para qualquer tipo de empresa, seja um ERP, seja a estrutura para uma loja virtual ou ainda um sistema de pagamentos. Mas nem todo negócio tem ainda as condições para o desenvolvimento de um software próprio. Para resolver esse problema, podemos contar com as soluções Whitelabel.

Esse modelo permite o uso de tecnologias para atender às necessidades do cliente de maneira prática e rápida, fornecendo o suporte necessário para que essa empresa consiga realizar suas operações com praticidade e eficiência.

Quer entender mais sobre o assunto? Acompanhe o post!

O que é Whitelabel?

Podemos definir o Whitelabel como um modelo de negócio em que um produto ou serviço pode ser vendido sem a divulgação dos direitos autorais. Isso permite que uma marca contrate determinada tecnologia e possa usá-la livremente, sem atrelar o criador ao uso.

A expressão surgiu no mundo da música, quando compositores enviavam suas canções para que DJs conhecidos pudessem remixá-las e usá-las livremente, ajudando na divulgação.

Os primeiros registros de uso do Whitelabel na internet são de 2001, com um varejista de e-commerce que cedia telefones para que empresas pudessem vender seus produtos e ganhar comissão usando a própria marca.

Como o Whitelabel funciona?

Existem no mercado diversas empresas especializadas no desenvolvimento de soluções Whitelabel, que também são conhecidas como fábricas de software. Essas empresas têm equipes treinadas para desenvolver diversas soluções que serão comercializadas, atendendo às necessidades desses novos negócios.

Para que esse alinhamento seja promovido, o Whitelabel não precisa ser desenvolvido isoladamente. A empresa contratante pode disponibilizar uma equipe para que essa solução seja desenvolvida em conjunto. Assim, há um maior conhecimento das demandas e a criação de soluções realmente capazes de atender ao projeto.

Além disso, o fornecedor também garante o suporte técnico após a criação e a instalação da solução. Se ocorrer algum problema com o software, a empresa criadora deve fornecer atendimento técnico com rapidez, seja a distância ou in loco.

Porém, após a criação e a configuração do Whitelabel, a solução não carrega a identificação do fornecedor, sendo totalmente customizada com as informações e identidade visual da empresa que contratou o serviço. Assim, a imagem passada é de que se trata de um software exclusivo dessa corporação.

Quais são as principais vantagens que essa infraestrutura apresenta?

A contratação de uma solução Whitelabel traz diversas vantagens, que podem ajudar a consolidar a imagem da corporação no mercado. Destacamos aqui as mais importantes.

Não é necessário conhecimento de programação

O desenvolvimento de um programa ou sistema exige um conhecimento sólido de programação, e a contratação de uma equipe para isso pode custar caro para a empresa. Com o Whitelabel, a organização não precisa preocupar-se com isso, recebendo a solução pronta do fornecedor, com garantia e menor incidência de erros durante o uso.

É mais prática e rápida

Uma plataforma ou tecnologia Whitelabel vem pronta para uso, fazendo com que o empresário consiga economizar dinheiro e tempo que seriam investidos no desenvolvimento do software.

Esses ativos podem ser aplicados em outros aspectos da solução ou, até mesmo, em outros pontos do negócio, como estratégias de marketing.

Traz escalabilidade e previsibilidade

Os valores de compra de um Whitelabel já são determinados na hora de fechar o negócio. Assim, a empresa sabe exatamente quanto vai pagar pelo software e consegue organizar melhor o orçamento, sem surpresas nesse ponto.

Outro aspecto importante é a possibilidade de escalar a solução. A empresa fornecedora pode tornar o sistema mais robusto para atender a um número maior de clientes ou um fluxo mais intenso de visitas.

 É de rápida inserção no mercado

A contratação de uma solução Whitelabel permite que a empresa se coloque rapidamente no mercado, aproveitando melhor as oportunidades de negócio. Quando se trata de uma boa solução com um fornecedor de confiança, a organização pode começar a atuar em menos de um mês ou algumas semanas.

Propõe integração completa com o negócio

As soluções Whitelabel geralmente oferecem integração completa com o negócio. Isso faz com que o lojista tenha uma facilidade muito maior no uso das ferramentas, otimizando recursos e obtendo uma visão completa, assim, conseguindo realizar uma melhor administração.

Além disso, essas soluções são customizadas para responder às necessidades da empresa, oferecendo os ambientes ideais para a realização das atividades.

Diminuição de custos

O desenvolvimento de uma plataforma ou um software costuma sair bem caro para a organização, podendo, até mesmo, inviabilizar a abertura da empresa, dependendo do porte ou do capital disponível para investimento.

Com o Whitelabel, é preciso apenas arcar com a mensalidade da plataforma, sendo assim bem menos custoso e mais previsível do que os gastos com desenvolvimento e contratação de uma equipe.

Geralmente, esse tipo de software é disponibilizado na nuvem, o que também dispensa a necessidade de um data center robusto, outra demanda que custa bem caro.

Gera menor risco de implementação

Com o desenvolvimento do software feito por profissionais experientes nesse tipo de produto e o oferecimento de suporte técnico, o risco de problemas na implantação diminui, reduzindo a incidência de problemas.

Isso traz maior segurança não só durante a instalação do software, como no uso durante as atividades.

Quais são as diferenças entre Whitelabel e franquia?

O Whitelabel é facilmente confundido com uma franquia, afinal, os modelos são até similares, pois se tratam do fornecimento de uma solução para que alguém possa replicar o mesmo formato.

Porém, o Whitelabel é bem mais acessível, pois dispensa a necessidade de um grande investimento inicial, algo comum na contratação de uma franquia.

Ele também oferece um grande espaço para adaptação, fornecendo as estruturas do sistema para a empresa que contrata, mas permitindo a personalização, de acordo com as necessidades. Já a franquia é mais rígida em sua estrutura.

O Whitelabel é uma excelente solução para quem quer implementar a empresa e tem limitações tecnológicas. Esse tipo de contratação dá total mobilidade e deixa o empresário livre para cuidar de outros tópicos importantes, como a aquisição de clientes e um atendimento de qualidade.

Achou este conteúdo útil? Compartilhe o post nas suas redes sociais para que mais pessoas tenham contato com essas informações!