Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Aceleradoras de startups: o que são e como conseguir o apoio de uma

Descubra o que são, quais recursos as aceleradoras de startups oferecem e veja como conquistar o apoio de uma

Escrito em 19 de Novembro de 2021 por Carolina Fanin

Atualizado em 22 de Novembro de 2021

Startups costumam ser empresas inovadoras e que possuem um modelo de negócio escalável, podendo crescer rapidamente.

Esse modelo de empreendedorismo está em alta. Atualmente, o Brasil já conta com 21 “unicórnios”: startups que captaram recursos no mercado e já são avaliadas em mais de US$1 bilhão.

Além disso, a projeção é que, nos próximos 5 anos, o país ultrapasse mais de 100 empresas com esse perfil. Os dados são uma estimativa da ABStartups (Associação Brasileira de Startups).

Entre os “unicórnios” brasileiros mais conhecidos, estão empresas como 99, Nubank e QuintoAndar.

Um dos caminhos para as empresas atingirem esse crescimento acelerado é participar de um processo guiado por aceleradoras de startups.

O que são aceleradoras de startups?

As aceleradoras de startups são parceiros de negócios que agilizam o crescimento das empresas.

Seu objetivo é fazer com que as empresas menores atinjam uma maior maturidade em pouco tempo, fazendo com que a startup alcance suas metas em um tempo muito menor do que o normal.

Essas metas mudam de acordo com o modelo de negócio da startup, mas geralmente incluem o desenvolvimento e lançamento ao mercado de um produto ou serviço e alcançar o “break even'' (quando a startup passa a ter receita o suficiente para não depender da injeção de recursos externos), por exemplo.

Quais recursos as aceleradoras oferecem?

Quando é firmada uma parceria entre a startup e a aceleradora, a empresa que oferece apoio geralmente disponibiliza uma série de auxílios para garantir o crescimento da startup. 

Entre os recursos oferecidos estão:

  • Aporte financeiro (tanto para garantir a sustentabilidade da empresa quanto para o empreendedor poder se dedicar ao processo);
  • Conexões e networking (com o objetivo de auxiliar o empreendedor a tomar as melhores decisões de negócio);
  • Mentorias sobre negócios e áreas de conhecimento;
  • Conexões com fornecedores, subsidiados ou não, que vão ajudar a fortalecer a cadeia produtiva da startup. 

A duração desse processo pode ser de 3 meses a 1 ano.

Em troca desse apoio, a aceleradora se torna sócia dos criadores da startup, já que é firmado um contrato, destinando parte dos lucros da startup para o fundo que atuou na aceleração.

A negociação pode ser feita de acordo com a expectativa de ambas as partes, variando entre 5% e 10% da empresa.

No entanto, geralmente, ambos os lados só recebem algum tipo de lucro quando a própria startup conquista bons resultados e consegue lucrar. Essa relação é chamada de “ganha-ganha”.

Como conquistar uma aceleradora

As aceleradoras de startups estão sempre à procura de novas empresas para firmar parcerias.

A escolha de qual startup será acelerada costuma ser feita em um tipo de processo seletivo, que é conduzido pela própria empresa que cria o programa.

Os critérios para a seleção dessas empresas variam de aceleradora para aceleradora, que são divulgados em chamadas públicas e editais.

O ponto fundamental nos processos de seleção, entretanto, é o pitch - ou discurso - de apresentação da startup, feito pelo empreendedor.

Para realizar um bom pitch, o líder da startup deve ter, primeiramente, o seu objetivo de negócio bem claro. Para isso, criar um quadro organizacional com os valores da startup e o seu planejamento estratégico, incluindo os valores, propósito e metas da companhia, pode ser essencial.

Outras dicas que costumam ajudar na hora do pitch são:

  • Objetividade - explicar em pouco tempo tudo que é necessário saber sobre a startup;
  • Praticar o discurso para amigos e parentes e peça feedbacks;
  • Apresentar resultados reais ou projeções reais;
  • Não deixar o nervosismo dominar.

A confiança durante um pitch é essencial para demonstrar a qualidade do seu negócio, por isso, quanto mais seguro do discurso o empreendedor estiver, melhor ele conseguirá expor suas ideias.

Qual a diferença entre aceleradoras e incubadoras?

Embora haja semelhanças entre os dois tipos de relação com as startups, as aceleradoras têm propostas diferentes das incubadoras. A primeira diferença está no perfil das startups escolhidas.

As aceleradoras procuram empresas mais bem estruturadas e com um conceito de negócio bem formulado, enquanto as incubadoras aceitam propostas em estágio mais inicial.

Enquanto as aceleradoras trabalham com um perfil abrangente de startups, com pouca ou nenhuma limitação de ramo de atuação, as incubadoras geralmente apostam em startups com modelo de negócio nichado.

Os responsáveis pelas iniciativas também costumam ser diferentes.

As aceleradoras, normalmente, são gerenciadas por fundos de investimentos ou empreendedores experientes. Já as incubadoras costumam ser iniciativas de instituições independentes, como universidades ou o poder público.

Onde encontrar uma aceleradora?

No Brasil já existem diversas aceleradoras focadas em auxiliar o crescimento das startups.

Essas empresas criaram métodos próprios de aceleração e mantêm contato direto com os principais investidores do mercado, o que facilita a conexão entre startups e fundos de investimento. Veja abaixo algumas das principais aceleradoras de startups do país:

1. ACE

  • Investimento nas startups: R$ 150 mil;
  • Startups mais aceleradas: mais de 130;
  • Processo seletivo: a inscrição deve ser feita pelo site da empresa.

2. Artemista

  • Investimento nas startups: não há aporte e nem participação societária;
  • Startups mais aceleradas: mais de 90;
  • Processo seletivo: a inscrição deve ser feita pelo site da empresa.

3. Baita

  • Investimento nas startups: até R$ 80 mil;
  • Startups mais aceleradas: mais de 20;
  • Processo seletivo: a inscrição deve ser feita pelo site da empresa.

4. Liga Ventures

  • Investimento nas startups: não há aporte financeiro;
  • Startups mais aceleradas: mais de 30;
  • Processo seletivo: a inscrição deve ser feita pelo site da empresa.

5. WOW

  • Investimento nas startups: até R$ 250 mil;
  • Startups mais aceleradas: mais de 40;
  • Processo seletivo: a inscrição deve ser feita pelo site da empresa.

Como se preparar para o apoio de uma aceleradora?

Uma das características mais importantes dos programas de aceleração de startups é o apoio à gestão, uma vez que os empreendedores e gestores podem enfrentar dificuldades para lidar com as mais diversas questões que aparecem ao liderar uma empresa.

Pensando nisso, nós da iugu desenvolvemos um conteúdo especial e gratuito para quem precisa de apoio nessa questão. Separamos um guia de 39 ferramentas tecnológicas que vão te auxiliar em áreas como planejamento estratégico, gestão de marketing e funil de vendas, gestão financeira, entre outras plataformas que vão automatizar as tarefas de gestão. Baixe já gratuitamente!

Nova call to action