Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

WhatsApp Pay: entenda melhor essa novidade do mercado!

WhatsApp Pay é a novidade do mercado, quer saber o que é e como vai funcionar? Acesse o artigo agora e tire suas dúvidas!

Escrito em 27 de Maio de 2021 por Daniela Giglio

Atualizado em 11 de Junho de 2021

Em 30 de março, o Banco Central liberou o funcionamento do WhatsApp Pay, mais uma novidade no segmento de pagamentos digitais no Brasil. O novo recurso permite utilizar o aplicativo de mensagens para comprar produtos ou serviços.

Você também pode ouvir este post!

Desde maio, a ferramenta vem sendo liberada aos poucos para os usuários do aplicativo. Juntamente com a Índia, o Brasil foi escolhido como um dos primeiros países a receber a novidade devido ao grande número de usuários no país.

Segundo a edição de 2020 da pesquisa Mobile Time/Opinion box, o WhatsApp está presente em 99% dos smartphones brasileiros: são mais de 120 milhões de usuários, sendo 5 milhões na versão Business

Paralelamente, o mercado de meios de pagamento vem crescendo cada vez mais. O Pix, por exemplo, já se tornou popular entre os brasileiros, e o que se espera é que os pagamentos digitais se tornem ainda mais presentes nas transações financeiras do dia a dia. Por isso, a chegada do WhatsApp Pay deve representar um grande impacto no mercado de pagamentos no país.

Continue a leitura para saber como funciona o WhatsApp Pay, como ativar a ferramenta, quais são as regras para transações financeiras pelo app e como fazer pagamentos de forma segura. 

O que é WhatsApp Pay?

O WhatsApp Pay é um novo recurso lançado pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, no qual o usuário poderá efetuar pagamentos. A novidade foi anunciada pela primeira vez por Mark Zuckerberg, presidente executivo do Facebook, em junho de 2020.

Porém, na ocasião, o Banco Central do Brasil barrou o lançamento, exigindo que o WhatsApp fizesse um cadastro da nova funcionalidade no país para que se tornasse um credenciador de pagamentos. 

O sistema de pagamentos passou então pela regulação e foi liberado no país, no final de março de 2021, começando a funcionar em meados de maio e sendo liberado, de forma gradual, para os usuários da plataforma. 

Com o WhatsApp Pay, qualquer pessoa que tenha uma conta no aplicativo para trocar mensagens poderá também realizar pagamentos de forma gratuita para qualquer conta bancária, física ou jurídica.

Para ter acesso a essa funcionalidade, basta baixar a versão mais atualizada do WhatsApp em um dispositivo móvel com sistema operacional iOS (iPhone) ou Android, estando disponível para contas pessoais. Já a funcionalidade empresarial (WhatsApp Business) deve chegar em breve.

Os pagamentos feitos via WhatsApp Pay serão processados pelo Facebook Pay que, a princípio, tem parceria com a adquirente Cielo. Mas espera-se que, em breve, mais adquirentes possam oferecer esta funcionalidade.

A chegada do WhatsApp Pay representa um grande potencial de revolução nas operações de pagamentos. Isso porque a ferramenta facilita as transações de compra e venda online e abre as portas para mais inovações no mercado de pagamentos. Além, claro, de aumentar a circulação monetária nacional. 

Então, como vai funcionar o WhatsApp Pay?

Para cadastrar um tipo de pagamento e começar a utilizar o WhatsApp Pay - receber e enviar dinheiro -, é preciso seguir os seguintes passos:

Passo 1: No primeiro momento, você vai ativar a função no seu app do WhatsApp. Entre em configurações e busque pela opção “Pagamentos”, ou abra uma conversa e selecione Anexar > Pagamento.

Passo 2: Em seguida, clique em Facebook Pay para criar uma conta. Será necessário ler e aceitar a Política de Privacidade, os Termos de Pagamento do Facebook, e também os termos da adquirente.

Você será direcionado para criar um PIN (senha) de seis dígitos, ao qual será utilizado em todas as suas transações pelo sistema do Facebook Pay e WhatsApp Pay. Para a sua segurança, é importante escolher uma senha segura e nunca compartilhá-la com outras pessoas.  

Passo 3: Nesta etapa, você deverá inserir os seus dados pessoais, como nome completo, número do CPF e endereço residencial. 

Além disso, será preciso cadastrar o seu cartão de débito, fornecendo os dados de número do cartão, data de vencimento, e código de segurança (CVV). Também é possível usar um cartão virtual.

Passo 4: Após completar o seu cadastro, pode ser necessário fazer a verificação do cartão. Nesse caso, o seu banco enviará um código por SMS ou e-mail para confirmar a inclusão do cartão no app. 

Se estiver tudo certo, você receberá uma notificação sobre a aprovação do uso do cartão no WhatsApp Pay, e já poderá começar a enviar e receber dinheiro pelo aplicativo. 

Quem deseja receber pagamentos como pessoa física por meio do WhatsApp Pay, deverá seguir os mesmos passos de cadastro e, em seguida, acessar Configurações, e clicar em Ajustes > Pagamentos > Aceitar pagamentos.

Pessoa jurídica

No caso de empresas que utilizam o WhatsApp Business, o processo é um pouco diferente. Confira:

Passo 1: Abra o WhatsApp Business em seu celular, clique em Configurações > Pagamentos > Serviços > Facebook Pay > Receber pagamentos por vendas.

Passo 2: Leia e aceite o Acordo de vendedor do Facebook, os Termos de Serviço do Comerciante do WhatsApp, e o Contrato de Credenciamento da adquirente.

Passo 3: Se você já tiver uma conta de comerciante da adquirente, poderá usar a mesma informando o seu CPF ou CNPJ. Basta conectar e verificar essa conta pelo Facebook Pay. 

Caso contrário, será necessário criar uma nova conta informando nome, CNPJ e endereço da sua empresa, além de dados pessoais de nome, CPF, data de nascimento e e-mail.

Passo 4: Depois de confirmar os seus dados, será necessário aguardar a verificação da sua conta. Esse processo pode levar até 3 dias úteis, e o WhatsApp Pay enviará uma notificação quando você puder utilizar a ferramenta. 

Na prática  

Se você já completou os passos de cadastro no WhatsApp Pay e ativou a sua conta, é só começar a usar a função de pagamentos. A funcionalidade é gratuita para pessoas físicas. 

Por enquanto, o limite em cada transferência é de R$1.000,00, e existe um limite mensal de R$5.000,00. Essas medidas servem para evitar fraudes. No entanto, é possível que, em breve, esses limites sejam ampliados. 

Todo o histórico de pagamentos feitos via WhatsApp Pay pode ser encontrado nas configurações do aplicativo. Basta acessar Ajustes > Pagamentos, e conferir todas as transferências efetuadas, que serão classificadas pelos status “Efetuado”, “Solicitado”, “Processando”, “Pendente”, “Não efetuado", e “Expirado”.

Além disso, é possível verificar o status da transação na própria conversa com a pessoa. Em caso de a transferência não ter funcionado, o usuário deve entrar em contato com a instituição financeira para solucionar o problema.

Todas as operações realizadas via WhatsApp Pay aparecerão no seu extrato bancário identificadas pelo código FBPAY *WA, junto ao nome da pessoa que recebeu o valor.

Fazer transferências e pagamentos dentro do aplicativo é bastante simples na prática. Basta seguir esses passos:

  • Abra a conversa com quem você deseja efetuar a transação, seja para enviar o dinheiro ou para enviar a cobrança;
  • Clique no ícone de opções presente no canto inferior da tela e selecione a opção Pagamentos;
  • Insira o valor a ser transferido e selecione o método de pagamento;
  • Confirme a operação com a sua senha cadastrada no WhatsApp Pay ou usando a biometria.

WhatsApp Pay versus Pix

O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos, já está se tornando o queridinho dos brasileiros, já tendo movimentado mais de R$ 70 milhões até abril de 2021. O sucesso se deu por muitos motivos e a facilidade e rapidez na hora de solicitar e efetuar pagamentos pode ser uma das explicações.

Com a chegada do WhatsApp Pay, você deve estar se perguntando se ele será capaz de substituir o Pix, e a resposta é que não! O cenário mais provável é que ambos os meios de pagamento sejam concorrentes diretos e cada pessoa, física ou jurídica, irá escolher qual é mais vantajoso para si. 

Além disso, entende-se que o WhatsApp Pay, na verdade, criará um novo canal de vendas, enquanto o Pix foi recebido como uma melhor alternativa diante do TED, DOC e boleto, por exemplo.

A expectativa é que microempreendedores sejam os mais beneficiados pela na funcionalidade do mensageiro online, porque poderá ser um fator de redução de gastos com maquininhas, por exemplo.

Se para sua empresa, o Pix é o meio de pagamento ideal, a iugu oferece essa solução, te ajudando a ter mais agilidade em suas vendas e proporcionando uma experiência mais prática aos seus clientes. Segundo nossos dados, de março a abril de 2021, ocorreu um aumento  de 54% nas transações por esse meio de pagamento.

Não são cobradas taxas para ativar o Pix nas contas iugu, mas elas incidem quando as vendas são realizadas. Caso deseje consultá-las, você pode dar uma olhada em nossa página de preços e planos e, se quiser entender mais como funciona o Pix na iugu, leia o artigo que fizemos sobre o tema.

Regras para transações financeiras no WhatsApp Pay

Para fazer pagamentos usando a ferramenta WhatsApp Pay, é necessário ter uma conta em um dos bancos participantes do sistema. São eles:

  • Banco do Brasil;
  • Banco Inter;
  • Bradesco;
  • Itaú Unibanco;
  • Nubank;
  • Sicred.

Além disso, só é possível cadastrar cartões com as bandeiras Visa ou Mastercard emitidos pelos bancos participantes. Por enquanto, as transferências só podem ser feitas em real e dentro do Brasil.

Posso usar o WhatsApp Pay no meu negócio?

Até o momento, ainda não é possível usar o novo recurso de pagamentos do WhatsApp para realizar transferências para contas de Pessoa Jurídica. 

No entanto, a previsão é que a função esteja disponível para empresas e comerciantes cadastrados no WhatsApp Business a partir do segundo semestre de 2021 e, o que se tem especulado, é que terá uma  taxa fixa de 3,99% por transação para empresas. Além disso, as contas Business poderão receber no máximo 20 pagamentos por dia. 

Fique seguro no WhatsApp Pay

O WhatsApp Pay é uma ferramenta segura, que usa criptografia para proteger as informações dos usuários, e armazena os dados dos pagamentos utilizando diversas camadas de proteção de software.

Apesar dos recursos de proteção dos dados, é preciso tomar algumas precauções na hora de fazer suas transações pelo WhatsApp Pay. Isso porque, com a popularização da funcionalidade, é provável que tentativas de golpe possam surgir.

O principal ponto para garantir a segurança é não compartilhar o código de confirmação do WhatsApp, o PIN da sua conta Facebook Pay, e nem o código de verificação da transferência. 

Todas as transações devem ser realizadas diretamente pelo sistema do WhatsApp Pay. Assim, não passe informações se alguém pedir os dados de cartão por mensagens no aplicativo. Também desconfie se pedirem dinheiro emprestado de forma inesperada, em uma conversa, é recomendável ligar para a pessoa e confirmar se é ela mesmo que está pedindo a transferência. 

Isso porque houve um aumento de fraudes/roubos em aplicativos por causa do compartilhamento de códigos de verificação. Para garantir que o seu WhatsApp não seja clonado, nunca informe esse código a qualquer pessoa, e ative a verificação em duas etapas.

Com todas essas informações ficou fácil de ver que o WhatsApp será um grande sucesso no mercado de meios de pagamento digitais tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. 

Mas, se o WhatsApp Pay não for suficiente, como no caso de donos de e-commerce, contar com outros meios de pagamento podem solucionar seu problema. Com a iugu sua automação de pagamentos fica mais fácil, podendo ser feito de forma segura e adequada para seu negócio. Se quiser entender melhor, clique neste link e confira!