Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Técnicas de growth hacking: 6 dicas de sucesso para escalar seu negócio

Escrito em 17 de Maio de 2019 por Redação iugu

Atualizado em 21 de Dezembro de 2020

Muitas startups famosas, como a Uber e a Airbnb têm aplicado técnicas de growth hacking em seus negócios, obtendo excelentes resultados. Pois é, o conceito está tão na moda que é impossível não ficar curioso para entender as estratégias usadas.

Você também sonha em transformar a sua empresa, mas não sabe por onde começar? Então, leia este artigo até o fim e descubra como as técnicas de growth hacking podem ajudá-lo a saber como escalar um negócio de sucesso! 

6 dicas sensacionais de técnicas de growth hacking

Aplicar técnicas de growth hacking pode ser a estratégia que faltava para alavancar o seu negócio. Quer saber como fazer isso? Então, leia atentamente as dicas abaixo. 

1.Aprenda SEO On page e Off page

Não é preciso entender muito sobre marketing para saber que técnicas de SEO podem fazer maravilhas para um negócio. Afinal, utilizando estratégias de SEO On page e Off page, a sua empresa pode ficar bastante conhecida no mercado, principalmente por meio do tráfego orgânico. Para completar, essa tática traz um detalhe importante: requer baixo custo. 

Para isso, você pode:

  • investir em uma consultoria de marketing digital;
  • trabalhar a partir de um planejamento das palavras-chave mais adequadas ao seu negócio;
  • conseguir backlinks que indiquem sua marca;
  • estruturar seu site para melhorar a experiência do usuário.

2. Faça uma campanha de indicações

Entre as técnicas de growth hacking mais relevantes, os programas de indicações ganham destaque. Isso porque ao implementá-los, a sua base de clientes pode aumentar bastante em pouco tempo. 

A Uber utiliza essa estratégia até hoje, apesar de ter reduzido o valor da recompensa. Inicialmente, ela oferecia R$ 20 de desconto para novos usuários vindos de uma indicação. Ao mesmo tempo, o usuário que indicou o app também recebia um desconto. E funcionou muito, afinal, quem não confia na indicação de um amigo?

Com essa técnica, além de ampliar sua base de clientes, você promove a divulgação e a interação de seu produto com os clientes atuais. 

Leia também: “UX e UI: entenda as diferenças e a importância para um e-commerce”

3. Use pop-ups de saída

Se você está sofrendo com uma alta taxa de rejeição em suas páginas. Ou seja, seus usuários saem do site assim que acabam de acessá-lo, uma dica é: use um pop-up de saída.

Esses pop-ups têm a função de reter o usuário no site, pois no momento que ele clica no botão de “Voltar” ou faz alguma ação para tentar sair da sua página, o exit pop-up abre.

Além disso, por meio desse recurso, você pode oferecer algum bônus, produto gratuito ou desconto em troca do e-mail do usuário. Assim, você tem uma “chance” de recuperar aquele lead importante por meio de uma lista de e-mails. 

Percebeu agora como aplicar uma simples funcionalidade pode fazer toda a diferença para o seu negócio? Não é à toa que essa é uma das principais técnicas de growth hacking! 

como escalar um negócio

Crédito: Freepik

4. Reduza o tamanho dos formulários de contato

Para conquistar e fidelizar um cliente, é fundamental conhecê-lo bem. Para isso, ter acesso às suas informações é bastante importante. No entanto, inserir formulários de contato muito complexos pode se tornar um problema. Isso porque o visitante que precisa informar seu nome, idade, cargo, empresa e mais do que duas informações, pode desistir de finalizar a inscrição. Logo, uma conversão é perdida.

Por isso, solicite apenas dados essenciais e dê prioridade ao seu nome e ao e-mail.

5. Diminua o tempo dos testes gratuitos

Para quem trabalha com aplicativo, software ou outro serviço online, os testes gratuitos podem ser a chave para conquistar novos clientes. Porém, um erro que muitos empreendedores cometem é oferecer um teste gratuito muito longo, com mais de 14 dias.

Essa prática prejudica seu negócio de três maneiras:

  • quebra a estratégia de urgência;
  • dá margem para que o usuário conheça seus concorrentes;
  • pode fazer com que o visitante adie o seu uso e, assim, esqueça o serviço. 

6. Faça um checkout fechado

Por último, mas não menos importante, lançar mão de um checkout fechado é também uma das técnicas de growth hacking mais relevantes.  Isso porque uma página de checkout sem distrações pode aumentar o seu número de conversões. 

Logo, é recomendável remover os elementos de navegação, cabeçalhos ou rodapés que chamem o usuário para outra página do seu site.

Contudo, é preciso tomar cuidado com essa estratégia. Em outras palavras, é essencial manter a identidade visual da sua marca e as partes reconhecíveis do site. Assim, o lead sente confiança que está comprando com a mesma empresa.

Aproveite e leia: “O que é checkout transparente: conheça 7 soluções para abandono de carrinho”.

técnicas de growth hacking

Crédito: Freepik

Técnicas de growth hacking

No decorrer desse artigo, você conheceu importantes técnicas de growth hacking e, assim, descobriu como escalar seu negócio. Você gostaria de conhecer mais estratégias para se tornar um empreendedor digital de sucesso e aperfeiçoar a sua loja virtual? Conta para gente! Para isso, basta deixar um comentário! 

Todo bom negócio precisa de parcerias inteligentes. Você sabia que a Iugu pode destacar a sua empresa no mercado? Isso mesmo! Afinal, apresentamos as melhores alternativas para cobranças avulsas, recorrentes e marketplace. Que tal contar um pouco sobre o seu negócio para a gente? Com certeza teremos uma ótima solução para a sua companhia. Para isso, basta clicar aqui