Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Solicitar Contato

UX e UI: entenda as diferenças e a importância para um e-commerce

Escrito em 13 de Agosto de 2019 por Patrick Negri

Você sabe qual é a diferença de UX e UI? Com a mudança de comportamento do consumidor e a maior interação com os canais de atendimento online, cada vez mais é fundamental acompanhar e avaliar como o usuário se sente em relação ao que sua loja oferece.

Como a comunicação com o mundo digital só é possível por meio de equipamentos que disponibilizem algum tipo de software ou aplicativo, também compreender a usabilidade do consumidor é essencial para oferecer uma experiência agradável de compra.

Neste post vamos, além de definir os conceitos, falar da importância de cada um para o e-commerce, como interagem e quais são as principais diferenças em relação às percepções do consumidor!

O que é User Experience (UX)?

O conceito de user experience ou experiência do usuário está conectado a todos os fatores de interação de um usuário com o produto, serviço ou solução e como será percebido e utilizado sob o aspecto da necessidade.

O foco no relacionamento e na usabilidade direciona as estratégias e canaliza os objetivos para uma abordagem emotiva que deseja alcançar e conquistar um consumidor volúvel e exigente, de uma forma cada vez mais abrangente.

Qual a importância desse conceito para um e-commerce?

Dentro de um ambiente de e-commerce há todo um percurso realizado pelo consumidor, desde a sua chegada, passando pela visita aos departamentos, enchimento do carrinho até a efetivação da compra.

Cada etapa provoca um tipo de sentimento que deve ser evolutivo e inspirador na concepção de UX, de maneira que seja gerado algum valor diferenciado, capaz de fidelizar o consumidor e prospectar o aumento e a constância das compras no e-commerce.

Um usuário bem atendido e orientado tende a se sentir confortável em um ambiente e permanecer por mais tempo em busca de soluções para suas dores — que pode ser a compra de um item específico, as orientações sobre o uso de um produto recém-adquirido — pois, sabe que ali pode encontrar as respostas que precisa.

Quais os principais pontos analisados para melhorar a experiência do usuário?

É importante entender a experiência do usuário como um processo contínuo e, com isso, desenhar as estratégias de vendas a partir das características levantadas sobre o consumidor— o público-alvo que se deseja atingir — e suas expectativas sobre um produto ou serviço.

Para tornar a experiência mais agradável para o usuário e estimular o uso e a aquisição do que seu e-commerce oferece você precisa analisar e considerar alguns aspectos de relevância:

  • uso dinâmico — ofereça um ambiente virtual prático, intuitivo e simplificado, para criar uma intimidade imediata;
  • utilidade — disponibilize ferramentas internas que sejam úteis na hora da navegação e em todo o processo até à compra;
  • facilidade de acesso — crie alternativas de acesso rápido e fácil, ao alcance de alguns pouco cliques;
  • eficiência funcional — canalize a utilização do ambiente para a proposta do seu negócio, com objetividade.

Quais as vantagens do UX para o e-commerce?

Quanto mais você souber sobre o usuário e suas preferências, mais fácil será de interagir antes, durante e depois que a venda for concluída. Dessa forma, as oportunidades de encantar o usuário e promover a marca têm fortes chances de alcançar o êxito.

O primeiro contato de um usuário como o seu e-commerce será sempre de reconhecimento e flerte. A evolução para um namoro e posteriormente um casamento duradouro vai depender do que o seu negócio tem a oferecer e como introduzir na vida do usuário.

É fundamental levar em consideração os sentimentos que envolvem cada estágio do relacionamento e assim prospectar mais chances de conversão de vendas e fidelização ao longo da jornada aumentando a visitação e o fluxo de operações.

Qual o conceito de User Interface (UI)?

Se por um lado o UX lida com a parte intangível do relacionamento com o usuário, por outro, o UI ou uso de interface, trata de desenvolver o meio físico que proporcionará a experiência que o usuário precisa para se encantar pelo seu e-commerce.

Vamos entender melhor — quando falamos da experiência do usuário em um site e todas as percepções que ele deve ter para sentir algo diferenciado em suas buscas, é o UI com ferramentas sistêmicas que dá suporte a essas possibilidades.

Aspectos como imagens, layouts e todo o conceito gráfico do seu negócio são desenvolvidos pela equipe de user interface. O UX mapeia os desejos e anseios do usuário e poderá atuar em conjunto com o UI que desenvolve recursos palpáveis que despertem as melhores sensações.

Quais as melhores práticas de UI aplicadas no e-commerce?

  • crie uma solução baseada nos anseios e expectativas de um público-alvo já segmentado;
  • considere os desejos do usuário e não o que você acha que ele deseja;
  • elabore um ambiente simples, mas interativo e dinâmico;
  • disponibilize as informações ordenadas de forma prática;
  • dê total atenção ao usuário permitindo, que ele deixe sugestões e opiniões dentro do site;
  • estabeleça um padrão de atendimento sistêmico;
  • use as cores com sabedoria para que o ambiente seja leve e agradável.

Quais os impactos positivos?

Agradar o usuário e estimular a compra em seu e-commerce deve ser ao grande objetivo do seu negócio. Sendo assim, contar com duas ferramentas complementares e interativas só acarretará impactos positivos sobre o usuário e tudo que ele procura para atender aos seus desejos.

Toda ação planejada para conceder maior autonomia ao usuário e aprofundamento em suas buscas devem ser criteriosamente aprofundadas chegando ao cerne da percepção do usuário em consonância com todos os recursos que ele pode utilizar para capturas esses sentimentos.

Nenhum usuário permanecerá muito tempo no ambiente do seu e-commerce se a experiência causar transtorno ou desconforto. Um site que trava a todo o momento ou imagens de produtos que não abrem pode ter grande responsabilidade nas perdas volumosas de vendas.

O consumidor da atualidade não se detém por muito tempo em algo que não desperte boas sensações, por isso, quanto mais interessante for o seu e-commerce virtualmente, maiores as chances de fidelização e referenciamento da sua imagem no mercado.

Quais as principais diferenças entre UX e UI?

Como dissemos mais acima, as duas ferramentas são diferentes, mas complementares e podemos dizer que uma não terá efeito sem a outra. A intangibilidade do UX se materializa de alguma forma e é por meio de uma solução UI que isso acontece de modo efetivo.

Chegamos ao final deste post e percebemos que ambos os conceitos — UX e UI — causam no usuário um tipo de reação, que a princípio parece diferente, mas logo se percebe que a interação digital é um fio condutor e que um não alcança o mesmo resultado sem a contribuição do outro.

Se você gostou deste post sobre as diferenças de UX e UI e a importância para um e-commerce que tal seguir as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no FacebookTwitter e YouTube!