Antecipação de recebíveis vs empréstimo: qual o melhor para o seu negócio?

Escrito em 23 de Maio de 2024 por Time iugu

Atualizado em 04 de Junho de 2024

Veja nosso guia e saiba como escolher a melhor linha de crédito para a sua empresa

 

A antecipação de recebíveis é uma das formas mais eficientes de manter o capital de giro de uma empresa em atividade para viabilizar o pagamento de despesas fixas, investimentos que contribuem para o crescimento do negócio e até mesmo arcar com gastos inesperados.

A antecipação de recebíveis vem ganhando cada vez mais espaço entre os empreendedores. Em 2022, a iugu registrou movimentação de cerca de R$ 882 milhões antecipados, e mais de R$ 1.1 bilhões em 2023. Isso representa um salto de 24,7%.

IMAGEM 01

Mas o que é antecipar recebíveis e por que essa prática pode ser mais atrativa do que empréstimos tradicionais?

Antecipação de recebíveis

A antecipação de recebíveis é uma linha de crédito em que uma empresa vende seus direitos sobre pagamentos futuros a empresas terceiras – instituição de pagamentos, na grande maioria das vezes – para receber o dinheiro mais rápido.

Imagine que a Empresa X fez, no mês de julho, R$ 50 mil em vendas parceladas no cartão de crédito, que serão recebidas nos próximos 12 meses. No entanto, se deparou com um gasto inesperado que precisa ser pago o quanto antes. Se mexer no capital de giro para arcar com isso, outras despesas serão negligenciadas.

Dessa forma, a melhor opção é conversar com o fornecedor de soluções financeiras da sua empresa para verificar se ele oferece a antecipação de recebíveis, como a iugu faz para seus clientes.

Com a antecipação, é possível adiantar o valor das parcelas, que a empresa só receberia mais tarde.

Na iugu, por exemplo, você pode optar pela antecipação por valor, ou seja, antecipar todo o montante de uma única vez, ou uma parte dele. Ao receber esse dinheiro, a Empresa X consegue lidar com o imprevisto sem bagunçar suas finanças.

IMAGEM 02

Quais são as vantagens da antecipação de recebíveis?

André Gonçalves, CFO da iugu, afirma que a antecipação é uma poderosa ferramenta para as empresas que precisam de capital giro.

“Manter o acesso a diferentes fontes de capital nem sempre é uma tarefa fácil. Em meio a diversas obrigações, a gestão do capital de giro pode se tornar um desafio ao cumprimento do plano de negócios. Com isso, a antecipação dos recebíveis é considerada uma maneira eficaz para que os empreendedores possam liberar recursos já disponíveis para a empresa e, assim, ter acesso à liquidez”, ele explica.

 

IMAGEM 03

 

Dentro dessa lógica, antecipar recebíveis é vantajoso em diversos aspectos:

Redução do risco de inadimplência

reducao-de-custo-inadimplencia

 

 

Como visto no exemplo acima, a antecipação de recebíveis é muito útil para lidar com despesas inesperadas que podem deixar a empresa em uma situação complicada caso o pagamento não seja efetuado.

A antecipação também evita a necessidade de pedir empréstimo, cujas taxas podem pesar no bolso e aumentar ainda mais as dívidas.

Melhoria do fluxo de caixa

melhoria-de-fluxo-de-caixa

 

 

Às vezes, o número de vendas pode não corresponder ao valor dos lucros do mesmo dia por causa de parcelamentos e outras condições que adiam o pagamento. Com isso, o fluxo de caixa pode ser prejudicado.

Antecipar os recebíveis mantém o fluxo de caixa operante, o que também contribui com a saúde da negociação junto a fornecedores e clientes. Isso porque, ao invés da empresa esperar semanas ou meses para receber, terá dinheiro o suficiente para fazer essas transações.

Otimização do capital de giro

otimizacao-do-capital

Cuidar do capital de giro é cuidar da gestão financeira de uma empresa, já que esse é o montante necessário para manter o negócio funcionando.

Um capital de giro desfalcado é um grande problema porque pode acarretar em dificuldades nos fundamentos básicos para a sustentação de qualquer companhia, como o pagamento de colaboradores, fornecedores e contas básicas (água, luz, aluguel, internet, impostos), compra de equipamentos e matéria-prima e investimentos que colaborariam no crescimento geral da empresa.

Ao antecipar os recebíveis, a empresa evita desfalques no capital de giro e as engrenagens do negócio podem continuar rodando normalmente. 

Empréstimo

O conceito de empréstimo é muito simples e conhecido: pedir dinheiro emprestado a um banco e pagar o valor sobre juros, sejam em várias parcelas ou de uma só vez.

Essa é uma prática muito utilizada pelas empresas em algumas situações, como em casos de imprevistos, projetos específicos de desenvolvimento ou para pagar despesas básicas.

Existem vários tipos de linhas de crédito que podem se encaixar, de uma maneira ou de outra, na categoria de empréstimo: cheque especial, empréstimo com garantia, financiamento, peer to peer, etc.

Antecipação de recebíveis vs empréstimo: o que escolher?

antecipacao-de-recebiveis

As duas linhas de crédito têm suas utilidades, com a semelhança de que ambas têm o intuito de entregar o dinheiro no momento que o solicitante precisar. Por isso, é importante identificar a necessidade para escolher a melhor opção.

Quem pode pedir antecipação ou empréstimo?

A antecipação só é cabível quando a empresa realmente tem algo a receber futuramente. Desta forma, é uma prática mais recomendada para empresas de médio e grande porte, porque vale mais a pena quando as quantias são frequentes e significativamente substanciais.

Já as empresas menores costumam recorrer ao empréstimo. Como os créditos correspondem ao tamanho do negócio, é muito mais fácil devolver um valor menor (mesmo sobre juros) do que um volume mais robusto.

E quanto aos juros?

Obviamente, os juros também contam na hora de decidir qual é a melhor solução. A iugu cobra uma porcentagem sobre o montante a ser recebido e é passível de aprovação. As taxas variam conforme a negociação que é feita diretamente com o time financeiro, com o intuito de encontrar a melhor solução. 

diaria

semanal

mensal

regras-antecipacao

taxas-de-antecipacao

Mesmo assim, o processo de antecipação não se arrasta como muitas vezes acontece com os acordos de empréstimo, visto que o valor antecipado já chega ao solicitante com a taxa já subtraída. É tudo muito rápido, prático e transparente.

Além da extensão das parcelas, o maior medo de quem pega empréstimo são os juros. Cada instituição determina suas próprias condições, mas a Taxa Selic – taxa básica de juros da economia brasileira, englobando empréstimos, financiamentos e aplicações – é o grande indicativo para os encargos.

A Taxa Selic de abril de 2024 é de 10,65%, índice abaixo do mesmo período de 2023 (13,65%), mas que ainda pode aumentar consideravelmente o valor original do empréstimo, dificultando o seu pagamento e até mesmo colocando em risco a saúde financeira de uma empresa.

De acordo com o Banco Central, os empréstimos corporativos caíram 23,5% em março de 2024 em relação a fevereiro, registrando um total de R$ 219,7 bilhões. Em contrapartida, a taxa cobrada nas operações de crédito chegou a 19,4%, enquanto as empresas em inadimplência representam 2,6% – 0,1 ponto percentual a mais se comparado a dezembro de 2023.

O relatório Estatísticas Monetárias e de Crédito, também realizado pelo Banco Central, mostra que o índice de inadimplência das empresas que fizeram empréstimos atingiu 3,3% em agosto do ano passado.

Ainda em 2023, segundo dados do Serasa Experian, os pedidos de falência e recuperação judicial aumentaram quase 70% em relação a 2022, com mais de 1400 solicitações de empresas de pequeno a grande porte. Esse foi o maior número desde 2020, quando a economia sofreu as consequências da pandemia.

Levando tudo isso em consideração, o empréstimo exige atenção redobrada em relação a planejamento, negociação com o banco (ou outra instituição financeira), termos do contrato e cuidados com os pagamentos dentro do prazo estipulado.

Entenda a melhor solução para sua empresa

A antecipação de recebíveis acontece quando a empresa tem algo a receber no futuro, mas que por algum motivo deve adiantar esse dinheiro. O empréstimo, por sua vez, é solicitado quando o negócio precisa de capital, mas não tem a quantia no momento.

Ao mesmo tempo que a antecipação é rápida e prática, o pagamento do empréstimo pode ser demorado por causa do número de parcelas para quitar toda a dívida.

No que se refere às taxas de cada linha de crédito, a tendência é que o empréstimo pese mais no bolso por causa do tipo de serviço, das políticas da instituição financeira, da influência da Taxa Selic e do tempo de quitação.

Embora a escolha entre as duas opções dependem das particularidades de cada negócio e situação, antecipar os recebíveis é a melhor opção para as empresas de médio e grande porte, que frequentemente têm valores consideráveis a receber.

Isso diminui o risco de inadimplência, mantém o fluxo de caixa em pleno funcionamento, otimiza o capital de giro e contribui para a manutenção geral das questões financeiras de uma empresa.

Posts relacionados

O que é Bacen?
Equipe calculando a capacidade de pagamento da empresa.
grupo de pessoas discutindo sobre previsibilidade financeira da empresa onde trabalham