Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

O que é Outbound Marketing e como aplicar na sua empresa

O que é Outbound Marketing, como ele se diferencia do Inbound e quais estratégias você precisa adotar para colocar em prática na sua empresa!

Escrito em 14 de Outubro de 2021 por Carolina Fanin

Atualizado em 25 de Outubro de 2021

Se você possui um time de vendas, ou se você é o seu próprio time de vendas, - alô, empreendedor! - então, provavelmente, já ouviu falar sobre Outbound Marketing, Inbound Marketing, Sales Engagement e outras técnicas de vendas.

Sem tempo para ler? Que tal ouvir este conteúdo? Aperte o play!

Porém, as técnicas de vendas evoluem na mesma intensidade com que o mercado e os clientes evoluem, e por isso é necessário definir qual a melhor estratégia para o seu negócio.

Neste texto vamos falar melhor sobre o que é Outbound Marketing, como ele se diferencia do Inbound e quais estratégias você precisa adotar para colocar em prática na sua empresa!

Papel e caneta na mão, boa leitura!

O que é Outbound Marketing?

Antes de colocar em prática, é preciso entender melhor o conceito desta técnica.

O Outbound Marketing (ou “marketing de saída”, em uma tradução livre) é a técnica mais tradicional de vendas que conhecemos.

Antes do avanço da internet e do marketing digital, as empresas ofertavam seus produtos em mídias como TV, rádio, outdoors, revistas, telefone e reuniões presenciais.

Ou seja, vendiam e prospectavam clientes de forma ativa.

Com o surgimento da internet, o e-mail, as redes sociais e todas as estratégias que conhecemos hoje de marketing digital, inclusive o Inbound Marketing, essas técnicas do Outbound se tornaram cada vez mais questionadas.

Isso aconteceu pois encontramos uma forma relativamente mais barata e fácil de vender, e os clientes se adaptaram rapidamente a este novo modelo.

Entretanto, o Outbound não morreu e, até hoje, muitas empresas ainda o consideram muito importante para o seu processo de vendas, destinando boa parte do seu budget a ele.

Outbound Marketing x Inbound Marketing

Existem várias diferenças principais entre o marketing de entrada (Inbound) e de saída (Outbound).

O Outbound envolve alcançar os consumidores-alvo de forma proativa para fazê-los se interessar por um produto. Por outro lado, o Inbound Marketing concentra-se na criação e distribuição de conteúdo que atrai as pessoas para o seu site.

O Outbound normalmente tem uma abordagem mais “agressiva” e abrangente, com a expectativa de que pelo menos algumas pessoas se tornem clientes.

Já o Inbound é, geralmente, mais sutil e se concentra em convencer um determinado grupo de pessoas a avançar no funil de vendas ao longo do tempo.

Veja algumas diferenças entre eles:

Marketing de entrada

INBOUND

Marketing de saída

OUTBOUND

· Conteúdo digital informativo direcionado a públicos específicos, escrito para ajudar a resolver os problemas dos consumidores.

· O conteúdo vem em formas interativas, como postagens em mídias sociais, blogs, relatórios, webinars etc. 

· As mensagens são personalizadas para consumidores específicos. 

· Estratégia abrangente em vários canais.

· Mensurável por meio de software de marketing digital.

· Conteúdo projetado para capturar a atenção de qualquer consumidor e escrito para vender produtos.

· O conteúdo é exibido em mala direta, anúncios, outdoors, na TV etc.

· As mensagens devem se destacar entre milhões de outros anúncios que os consumidores veem todos os dias.

· Estratégia linear com canais limitados.

· Difícil de mensurar resultados na publicidade física.

Fonte: Neil Patel

O Inbound ganhou força com o avanço da internet, onde foi possível criar uma comunicação indireta com seus clientes, através da distribuição de conteúdos relevantes e outras técnicas de marketing digital.

Entretanto, apesar de diferentes, eles possuem o mesmo objetivo: vender. Então no fundo, não são tão opostos assim e podem funcionar muito bem como complementares na sua estratégia geral de marketing!

O que acontece é que o Inbound elimina a etapa ativa de prospecção de clientes e, por isso, diminui drasticamente o custo por aquisição do cliente (CAC), permitindo com que pequenas e médias empresas possam vender seus produtos mesmo quando concorrem com grandes empresas.

O outbound por sua vez é muito utilizado para a construção de uma marca forte e sólida, não podendo ignorar o alcance das mídias tradicionais (rádio e TV).

Vantagens e Desvantagens do Outbound Marketing

Embora seja uma estratégia de marketing válida e ainda muito utilizada pelas empresas, possui seus desafios, e é importante que você esteja ciente.

Conheça as principais desvantagens do Outbound:

  • Maior dificuldade em analisar o ROI;
  • Clientes podem utilizar técnicas de bloqueio como: bloquear chamadas e classificar os e-mails como SPAM;
  • Possui um custo elevado (quando comparado ao Inbound).

Felizmente, essa estratégia também possui vantagens que fazem com que as empresas continuem investindo e dedicando tempo à ela.

Veja algumas:

  • Promove o reconhecimento da marca, ajudando você a alcançar pessoas que nunca ouviram falar de seus produtos ou serviços;
  • Pode gerar resultados imediatos - as pessoas interessadas em seus produtos e serviços provavelmente tomarão uma atitude em relação aos seus anúncios e farão uma compra;
  • Os consumidores estão acostumados com este tipo de abordagem. Eles sabem, por exemplo, que haverá anúncios no jornal de domingo ou na TV e - embora isso esteja mudando - alguns ainda têm a sensação de poder confiar mais nesses anúncios do que nos apresentados pela internet.

Unindo Outbound e Vendas

Uma empresa pode receber leads de diferentes fontes, uma delas apenas sendo o Outbound. Como lidar com esses leads e como eles se diferem dos demais?

Leads que vêm do Outbound são aqueles que ainda não conhecem a sua solução, mas que possuem perfil de compra. Eles possuem um problema que você pode resolver.

Diferente dos leads de Inbound, por exemplo, que talvez tenham interesse no seu conteúdo, mas que não necessariamente possuem o desejo de compra naquele momento.

Uma vez recebido o lead do Outbound, o vendedor precisa entender qual é o problema que aquele lead possui e apresentar suas soluções.

Entretanto, se ele percebe que o lead ainda não está em um estágio avançado do funil e ainda possui dúvidas, ele pode enviá-lo para o lado do Inbound, onde ele receberá um fluxo de nutrição que o deixará mais preparado para o momento da decisão.

Portanto, a principal tarefa da equipe de marketing neste momento é trabalhar em alinhamento com o time de vendas. Seus esforços de marketing externo podem trazer muito mais resultados se os times de vendas e marketing trabalharem juntos para atingir as metas.

funil-simples-BLOG-IUGU

Como prospectar um lead de Outbound?

Antes de começar a definir qual estratégia de outbound você utilizará para atrair clientes, é necessário definir o seu Perfil de Cliente Ideal (ICP).

Definir o seu ICP é essencial para guiar o seu processo de outbound, desde a criação de listas de leads qualificados, até a definição dos discursos dos vendedores.

Mas não confunda Perfil do Cliente Ideal com Persona, este último é voltado para a estratégia de inbound, onde você determina um personagem semi fictício que descreve uma pessoa.

O ICP pode ser definido através das respostas de algumas perguntas:

  • Quais são os seus principais clientes atuais?
  • Quais contas atingem os melhores resultados?
  • Qual cenário se adapta melhor à sua solução?
  • Quais clientes geram mais receita?

Ou seja, o ICP é mais amplo e pode te ajudar a definir a persona de forma mais assertiva para a aplicação de uma estratégia conjunta de inbound e outbound.

O seu Perfil de Cliente Ideal deve conter os seguintes dados:

  • Segmento de mercado;
  • Tamanho da empresa;
  • Número de funcionários;
  • Ticket médio;
  • Localização geográfica;
  • Meios de comunicação mais utilizados;
  • Principais problemas que enfrenta que a sua solução consegue resolver.

Tendo o seu ICP definido, o seu processo de outbound acontecerá da seguinte forma:

Pesquisa > Prospecção > Conexão > Qualificação > Negociação > Contrato

Neste processo, entretanto, você pode contar com o apoio do Sales Engagement. Enquanto a equipe de outbound fica responsável pela captação de leads, o Sales Engagement é aplicado de ponta a ponta, mantendo tanto o lead quanto o vendedor engajados ao longo de todo o ciclo.

O objetivo é garantir que clientes em potencial não saiam do funil por falta de eficiência no processo e que eles convertam até chegar à última etapa.

Neste cenário, temos as seguintes etapas dentro do funil:

Prospects >  MQL > SQL > Clientes

Prospects são todos os leads atraídos pela estratégia de Outbound, se são leads qualificados eles viram MQLs (Marketing Qualified Leads), se permanecem no funil, se transformam em SQLs (Sales Qualified Leads) e a equipe de vendas assume o controle, conduzindo esses Leads até que se tornem clientes.

Como aplicar a estratégia de Outbound na sua empresa

Quando os profissionais de marketing da nova geração falam sobre outbound, geralmente usam uma combinação de diferentes canais. Como por exemplo: usar chamadas frias (cold calls) e mala direta, juntamente com anúncios de TV.

Porém, uma empresa deve considerar a relação custo x benefício ao estimar o valor de cada canal.

Observe que os custos incluem dinheiro, tempo e esforços gastos para atrair a atenção de um determinado cliente potencial. Quanto à parte do benefício, você precisa levar em consideração o número de leads qualificados atingidos pela campanha.

Por exemplo, muitas pessoas verão sua publicidade, mas poucas delas se encaixam em seu ICP.

Os melhores canais de saída para usar em sua estratégia de divulgação são: 

  • E-mails;
  • Ligações;
  • Web;
  • Redes Sociais;
  • Anúncios e Mídias Off-line.

A coordenação entre esses canais pode criar uma estratégia de marketing forte.

Entretanto, essa combinação de canais não é a única a funcionar bem.

Criar uma mensagem relevante é tão importante quanto estabelecer canais de comunicação eficientes. Essa mensagem deve enfatizar os pontos problemáticos ou abordar os objetivos de seus clientes em potencial e explicar por que seu produto é a solução ideal para eles.

Veja algumas dicas para uma comunicação fria assertiva:

  • Seja breve;
  • Deixe bem claro o seu objetivo;
  • Vá direto ao ponto;
  • Seja educado e amigável;
  • A dor deles vem primeiro e inflige emoções;
  • O valor vem em segundo lugar e apela ao raciocínio;
  • A frase de chamariz é obrigatória em qualquer e-mail frio;
  • Teste seus CTAs e melhore a mensagem.

Lembre-se de que quanto mais você souber sobre os negócios e o setor de seu cliente em potencial, melhor. Deixe-os saber que você tem a solução e, se eles não estiverem familiarizados com o seu tipo de produto, certifique-se de educá-los para otimizar os resultados.

Convencido de que o Outbound é a estratégia certa para o seu negócio? Que tal conferir nosso material gratuito sobre 39 ferramentas de Gestão, Marketing e Vendas?

Nova call to action