Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica, não sejam MEI e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Indiquei um cliente pelo programa de Afiliados. Como eu posso consultar minha indicação?

Você pode consultar sua indicação no Painel do Indicador.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Quero ser cliente

Como vender mais em tempos de crise: estratégias para colocar em prática já

Escrito em 14 de Abril de 2020 por iugu

O empreendedor que souber como vender mais em tempo de crise certamente terá mais cartas na manga que outros. Afinal, em um cenário como o atual, em que os desafios provocados pela pandemia do Coronavírus e pelas consequências do isolamento social já registraram um impacto na economia mundial, o Brasil, infelizmente, também não sairá ileso. 

Alguns economistas acreditam que o país sofrerá uma recessão e preveem um PIB de -0,48% em 2020. No entanto, apesar do contexto desfavorável, é possível, com criatividade, planejamento e estratégia, vivenciar esse período sem prejuízo e, até mesmo, lucrar nele. 

Segundo Marcelo Ortega, palestrante e especialista em vendas, o gestor que consegue enxergar oportunidade em frente à crise, tem vantagem competitiva no mercado:

“Crise é oportunidade versus risco. Economia fraca é parte do risco do empresário e do time de vendas”. 

Nesse contexto, é fundamental ressaltar que ter uma visão romântica e ingênua sobre a crise não contribui em nada para superá-la. Dessa forma, aplicar medidas e ações assertivas e pontuais é essencial. 

Não é à toa que essa seja uma das diretrizes do livro "Como vender em tempos de crise", que afirma que a maneira como lidamos com os desafios determina nosso futuro. Ou seja, em um momento de crise, em vez de reclamar e lamentar, é crucial, o mais cedo possível, arregaçar as mangas e seguir em frente. 

Quer descobrir como vender mais em tempos de crise? Então, leia este post até o fim!

Como vender mais em tempos de crise: o que considerar em primeiro lugar? 

Confira, agora, o que é preciso avaliar, em primeiro lugar, para saber como vender mais em tempos de crise. 

1. Faça um diagnóstico de seu negócio 

O primeiro passo para saber como vender mais em tempos de crise é realizar o diagnóstico de seu negócio. Em períodos mais críticos, é natural que as pessoas comprem menos. Contudo, ficar de braços cruzados em relação a isso não adiantará em nada. 

Sendo assim, é importante que você converse com time de vendas e de marketing e que faça um brainstorming com eles para descobrir soluções sobre o assunto. 

Nesse sentido, vale criar e-mails marketing criativos e persuasivos que direcionem o cliente para a compra, assim como investir em links patrocinados e em marketing de conteúdo para atrair visitantes para o seu site. 

É claro que traduzir essa estratégia em número de vendas demandará tempo, mas não se esqueça de que essa tática valoriza o relacionamento com o cliente e, como você saber, sai muito mais caro conquistar novos clientes do que manter um atual. 

Nesse quadro, também é interessante criar promoções exclusivas para os melhores pagadores, assim como propor condições diferenciadas, como a de descontos, uma atitude que ajuda diminuir os casos de inadimplência. 

2. Corte: o que puder cortar

Outra prática para saber como vender mais em tempos em crise é: reorganize seus custos. Em outras palavras, é preciso avaliar o que vale a pena manter e o que não. Para tanto, é preciso analisar:

  • estoque: verifique a quantidade de mercadorias paradas e coloque para girar os produtos que puder. Diminuir a produção também é importante, afinal, um estoque parado pode gerar prejuízos financeiros, sem falar que as mercadorias estragam;
  • fornecedores: se não for possível trocar por fornecedores mais baratos, você pode tentar negociar com eles;
  • contas: promova uma campanha dentro de sua empresa para que as pessoas fiquem mais atentas em relação ao uso de energia e de água. Para diminuir valores, você também pode efetuar trocas, substituindo, por exemplo, lâmpadas incandescentes por as de LED e também investir em torneiras e descargas mais econômicas. 
  • funcionários: tente não admitir nem demitir funcionários, salvo em exceções, é claro, pois esses processos são caros. 

3. Seja ético sempre

Muitos pensam que a ética é inerente ao caráter. Porém, não é bem assim. Momentos de crise geram ansiedade e medo. Logo, empreendedores se deixam dominar por esses sentimentos tomam atitudes indevidas para se proteger, como a de sonegar informações importantes dentro do ciclo de vendas, por exemplo. Não caia nessa, seja ético sempre. 

Para valorizar essa questão, o livro “Como vender em tempos de crise” promove as seguinte atitude:

  • defina sua bússola moral: para isso, imagine cenários. Você pode pensar sobre o que aconteceria com você e com sua carreira caso sua má conduta fosse divulgada em um noticiário, assim como pode imaginar como seus familiares se sentiriam ao saber de seu comportamento indevido. 

Para refletir mais sobre o assunto, recomendamos que assista ao TED abaixo: “A ética é a arte da convivência”. 

Como vender mais em tempos de crise: conheça mais dicas do livro 

Confira agora, mais duas dicas, para saber como vender mais em tempos de crise. 

1. Mude o foco

Em vez de lamentar que provavelmente os clientes não efetuarão mais uma compra com você, mude o foco. Nesse sentido, você pode pensar em soluções que façam sentido para eles no momento, como oferecer um downgrade de um plano, por exemplo. 

Caso se sinta confortável, também pode enviar um e-mail perguntando como ele está lidando com a situação e, até, mesmo, convidá-lo para visitar a empresa. 

Essas pequenas atitudes geram valor, pois ele se sentirá que sua empresa está preocupada genuinamente com ele, um fator importante para o processo de fidelização. 

Aplicar essas ações fará com que você se sinta melhor, tanto como ser humano, como empresário. 

2. Troque conhecimento 

Uma venda pode levar até cinco negociações para acontecer. Dessa forma, por que você não conversa com a sua equipe para entender as maiores objeções de seus clientes?  

Além de aprender mais sobre o comportamento de seus principais compradores, poderá, com sua experiência, dar dicas poderosas para a sua equipe sobre como quebrar as objeções e, assim, diminuir o ciclo de vendas. 

Resumindo, as 5 dicas sobre como vender mais na crise são:

  • faça um diagnóstico de seu negócio;
  • corte o que puder cortar;
  • seja ético sempre;
  • mude o foco;
  • troque conhecimento 

livro como vender em tempos de crise

Você sabia que pode aumentar suas vendas melhorando a experiência de pagamentos de seus clientes? Não? Pois, baixando, gratuitamente, esse e-book, você saberá:

  • os motivos que levam os clientes a abandonar o carrinho de compras;
  • o que não pode faltar no processo de pagamento de marketplaces, serviços de assinaturas, e-commerces e aplicativos;
  • que informações dos clientes devem ser coletadas em cada caso. 

Sensacional, não é mesmo? Para saber tudo isso, basta acessar esse link.

Crédito da foto de capa: Hotmart