Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Como evitar a inadimplência e garantir o fluxo de caixa?

Escrito em 05 de Março de 2019 por Renato Ribeiro

Atualizado em 02 de Fevereiro de 2021

Fazer com que alguém pague o que deve se ele não tem dinheiro é um grande desafio para as empresas. Por isso, criar estratégias e pesquisar como evitar a inadimplência é a melhor saída. Confira neste artigo algumas dicas que podem salvar seu financeiro. 

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

A inadimplência é, na maioria dos casos, a grande responsável pelo baixo rendimento financeiro de uma empresa e deve ser contida antes de afetar drasticamente o fluxo de caixa. Por isso, implantar uma boa gestão de cobrança pode ser a melhor estratégia para o seu negócio e uma forma de como evitar a inadimplência.

O ano de 2019 será de reconstrução e desafios, pois, depois de intensa crise, a economia dá sinais de recuperação e muitos empreendedores estão atentos ao movimento do fluxo de caixa para buscar maneiras de como evitar a inadimplência prevenindo que clientes importantes passem a dever a empresa.

De acordo com indicador da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), a inadimplência do consumidor brasileiro desacelera cresce 0,9% o primeiro semestre de 2019, a segunda menor variação desde 2012, conforme gráfico a seguir: 

como evitar inadimplência gráfico

Fonte: CNDL 

Embora essa diferença seja menor, se comparada ao ano passado, a inadimplência continua crescendo por isso, é importante saber como evitar a inadimplência. Isso vai ajudar a evitar atrasos nos pagamentos e todo o impacto que esse comportamento causa no relacionamento comercial e no saldo bancário da empresa. 

Continue lendo este post para conhecer algumas ações importantes para auxiliar na gestão financeira da sua empresa.

Como evitar a inadimplência fazendo uma gestão de cobrança eficiente?

Muitos são os fatores que levam um cliente à inadimplência:

Por isso, você precisará de um conjunto de medidas para alcançar essas variáveis.

A gestão de cobrança tem como objetivo inibir a intenção do cliente de se eximir do pagamento referente à aquisição de produtos ou prestação de serviços. Além disso, com uma boa gestão de cobranças é possível vender mais

Confira no vídeo abaixo algumas dicas de como evitar a inadimplência em sua empresa:

Antes de evoluir para uma cobrança mais rigorosa, que tal colocar em prática as dicas que daremos a seguir?

5 dicas para uma boa gestão de cobranças

1) Acompanhe as informações de pagamento dos clientes

Embora não seja o ideal, a conciliação bancária pode até ser realizada em períodos mais espaçados, mas, é fundamental ter o controle de todos os títulos vencendo em um determinado dia e verificar se o pagamento foi realizado.

O acompanhamento diário facilita a identificação rápida de um título em aberto e a providência imediata junto ao cliente. Pode ser apenas fruto de um esquecimento pontual ou até mesmo uma falha sistêmica do banco e você só vai saber se checar na fonte.

Monitore seus clientes de perto e tenha os dados sempre atualizados sobre os títulos em atraso. Fique atento e, caso você perceba que os pagamentos estão sendo realizados com atraso todos os meses, verifique se uma alteração na data de vencimento pode ajudar a resolver o problema, por exemplo.

2) Verifique pendências em instituições antes de conceder o crédito

Há um ditado que diz “nem tudo é o que parece ser”, logo, não saia concedendo crédito só porque o cliente parece ser um bom pagador

Inicie um relacionamento amigável, mas tenha o cuidado de verificar se há pendências financeiras em órgãos como saber se o nome está no SPC e SERASA, antes de conceder qualquer crédito.

Fazendo isso, você vai evitar maiores transtornos para a sua empresa, pois, dependendo do volume de negativações, uma a mais não fará diferença para um cliente mal-intencionado e sua cobrança ficará pendente, sem solução e você amargará o prejuízo.

Os órgãos de proteção ao crédito são um indicador da postura financeira de um cliente. Durante a consulta, se houver alguma notificação, você saberá a quanto tempo aquele se encontra em situação irregular demonstrando toda a sua intenção de quitar as dívidas.

3) Incentive o pagamento no cartão de crédito

Muitos clientes têm condições de contratar o cartão de crédito corporativo e efetuar seus pagamentos por meio dele. Para a empresa é ótimo e para o cliente as vantagens tarifárias também são bem atraentes. Incentive essa prática para eliminar de vez os problemas com atraso de pagamento.

Com a adoção do cartão de crédito como forma de pagamento online, até os títulos atrasados há mais tempo, poderão ser incluídos no acordo, calculando os juros e parcelando o montante via cartão.

E se você tiver disponibilidade para contratar um software de gestão de cobrança, esse processo será muito mais rápido, pois, toda a ferramenta de automação desenvolvida para esse fim dispõe de facilidades para auxiliar nos processos financeiros.

Dessa forma, automatizar sua gestão de cobrança vai render tempo e dinheiro para a empresa. Um bom sistema deve ser parametrizado para:

  • Envio automático de cobrança, 
  • Cálculo de juros e multas,
  • Conciliação financeira
  • Emissão de relatório em tempo real,
  • Integração da base de dados dos clientes permitindo a mesma visualização de todos os departamentos simultaneamente.

4) Estabeleça uma política de crédito baseada no relacionamento

Normalmente o cliente chega à carteira de um fornecedor indicado por alguém ou referenciado pela boa prestação de serviços a um terceiro, evoluindo rapidamente para o contrato entre as partes.

Aceitar e desenvolver esse bom relacionamento é necessário para não causar uma má impressão no cliente, contudo, conceda o crédito em escala progressiva, condizente com o grau de relacionamento e o histórico pregresso de adimplência.

Um cliente recém-chegado, por mais que apresente boas comprovações para conseguir um limite de crédito alto, deve obedecer à política que você determinar como diretriz do relacionamento.

Mesmo que pareça rentável em um primeiro momento disponibilizar o crédito alto a apenas um cliente deixará você refém das finanças, caso ele realize uma compra de grandes proporções e tenha dificuldades de arcar com os valores.

Leia também: 6 dicas de gestão de cobranças para escritórios contábeis

5) Pesquise a situação financeira dos sócios

Pode ser que você faça a pesquisa sobre a empresa do cliente nesses órgãos e esteja tudo correto com ela, mas, e os sócios? Já parou para pensar que, para os contratos de longa duração, por exemplo, talvez seja necessário conhecer o histórico e o comportamento financeiro dos sócios?

Vamos supor que exista uma dívida grande em aberto. Caso a empresa decrete algum impedimento, como falência, e você resolva acionar os sócios da empresa, poderá não receber em função dos nomes negativados.

Qual é a importância da gestão de inadimplência para a empresa?

A gestão de cobrança pode ser chamada também de gestão de inadimplência, pois ela feita para evitar que isso aconteça. 

Portanto, ela é o caminho certo para quem deseja acompanhar de perto o fluxo de caixa. Ao perceber que os valores estão divergentes será bem mais fácil filtrar qual dos clientes encontra-se com o título em aberto.

Cada cliente ao fechar um contrato, um acordo ou uma parceria tem a ciência de que é um relacionamento de troca e que deverá arcar com os valores propostos. Se algo mudar durante o percurso, a sua empresa deverá ser notificada sobre as regras de cobrança e pagamento.

Caso isso não aconteça e o cliente não sinalize o interesse em pagar o que é devido, não espere uma postura diferente e trate logo de encontrar maneiras de como evitar a inadimplência recorrente e consequente dor de cabeça.

Os critérios adotados podem ser aplicados a clientes diferentes de forma preventiva e consciente. O importante é garantir a linearidade do seu caixa e a permanência da sua empresa no mercado sem perder a estabilidade financeira e tampouco, o controle da situação.

Agora que você já tem uma ideia de como evitar a inadimplência, que tal começar a colocar uma das dicas em prática? A iugu é uma plataforma de meios de pagamento online. Somos especialistas em soluções de cobranças e recebimentos para os modelos de:

  • Marketplace
  • Recorrência
  • Cobrança Avulsa

Além disso, nossa API é uma das mais completas e intuitivas do mercado. Por meio dela é possível ler toda a regra de negociação das empresas e automatizar as cobranças.

Quer saber mais como eliminar trabalhos manuais, por meio da automação de cobranças? Fale com um de nossos especialistas e peça uma demonstração.

Gostou deste conteúdo sobre como evitar a inadimplência e garantir o fluxo de caixa em 2019? Percebeu que com ações sutis de cobrança é possível inibir esse tipo de transtorno? Acompanhe nossas redes sociais para mais dicas financeiras como essa. Estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn!