Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

10 dicas de como aumentar a produtividade da sua equipe

Descubra como colocar em prática pequenas mudanças no dia a dia da empresa e aumentar a produtividade da sua equipe!

Escrito em 22 de Outubro de 2019 por Renato Ribeiro

Atualizado em 07 de Março de 2022

Não importa o tamanho do time que você gerencia, é sempre importante pensar em formas de aproveitar seu capital humano e conseguir resultados melhores. Mesmo que vocês não estejam passando por problemas, é melhor prevenir do que remediar.

São muitas as razões que podem afetar o desempenho de um time: problemas na comunicação, falta de alinhamento, esgotamento, desmotivação… Pensando em tudo isso, reunimos 10 dicas simples de como aumentar a produtividade que vamos listar a seguir.

Se quiser contar com pessoas motivadas e com alta performance na sua equipe, é só seguir os caminhos que vamos apontar!

1. Faça uma gestão com foco nas pessoas

É claro que bater metas e alcançar melhores resultados de negócio são importantes, mas sabe de onde vem seu potencial para conquistar esses objetivos? Das pessoas. Dos seus funcionários e colaboradores.

Por esse motivo, a nossa primeira dica de como aumentar a produtividade da equipe é: foque a gestão administrativa nas pessoas. Escute a sua equipe, entenda o que as motiva, o que pode ser melhorado, o que é valorizado. Tenha sempre em mente que funcionário feliz produz mais.

2. Conheça os pontos fortes e fracos da sua equipe

Algo essencial para quem busca formas de melhorar o desempenho da equipe é reconhecer que ela é formada por pessoas que têm com personalidades, vivências e características diferentes.

Entender isso é o primeiro passo para conhecer bem cada colaborador e suas particularidades, assim como maneiras de aproveitar seus pontos e não depender de suas fraquezas. Por exemplo, se você tem alguém mais fechado na equipe, mas que é criativo, uma boa opção pode ser colocá-lo como responsável por brainstorms, mas evitar que ele tenha contato direto com clientes.

Ou ainda: se um funcionário for muito comunicativo, mas tiver problemas com gestão do tempo, é melhor não deixá-lo com demandas com prazos muito curtos ou difíceis de cumprir. Porém, ele pode ser um ótimo candidato para fazer apresentações e atendimento de clientes.

3. Elimine tarefas chatas que podem ser automatizadas

Poucas coisas são mais desestimulantes do que ter que fazer à mão, “na raça”, coisas que poderiam ser simplificadas ou mesmo automatizadas. Essa possibilidade reduz o tempo gasto desnecessariamente nessas atividades e libera os colaboradores para desempenhar funções mais relevantes, que dependem de pensamento crítico, de análise, realmente do olhar de um humano.

É importante, porém, mostrar aos funcionários que a automatização de tarefas repetitivas é algo positivo. Explique a eles que é uma forma de valorizá-los e de das a eles uma maior possibilidade de demonstrar seu valor e crescer na empresa.

4. Estabeleça metas e recompensas

Uma dica bem conhecida de como aumentar a produtividade da equipe é o estabelecimento de metas. Porém, para trabalhar com metas, é importante que elas sejam:

  • Claras - todos devem saber exatamente o que é esperado conquistar;
  • Possíveis - metas irreais apenas desmotivam e adicionam pressão.

Se você considerar interessante a ideia de estabelecer metas para a sua equipe, pode ser também legal conhecer a metodologia ágil. Com esses métodos, você estimula o trabalho em equipe, determina objetivos, garante entregas frequentes e determina um cronograma para tudo isso acontecer.

Ah, inclua na gestão financeira a possibilidade de recompensar aqueles que baterem as metas. Dessa forma, eles terão mais um estímulo para serem produtivos!

5. Melhore a comunicação interna

Para quem busca formas de melhorar o desempenho da equipe, investir em ter uma comunicação interna clara e transparente é uma aposta que com certeza trará resultados.

Para evitar confusões, desentendimentos e fofocas (ou até mesmo desmotivação), o melhor caminho é informar, conversar. Algumas dicas que você pode colocar em prática para melhorar a comunicação da sua empresa:

  • Repasse as metas da empresa aos colaboradores;
  • Deixe claras as expectativas;
  • Dê feedbacks sempre que possível;
  • Elogie quando um trabalho for bem feito;
  • Estimule a colaboração entre pessoas e áreas;
  • Faça reuniões regulares (com objetivos definidos, como compartilhar resultados, atualizações e afins, assim elas não se tornam mais uma reunião que poderia ter sido um e-mail).

Tudo isso melhora o alinhamento da equipe e todos ficam sabendo para qual caminho estão caminhando e se estão caminhando juntamente com a empresa.

6. Forneça estrutura e infraestrutura

Muitas vezes os gestores não percebem, mas alguns problemas podem afetar — e muito — a produtividade da equipe, dentre eles está a falta de estrutura e infraestrutura. Mas o que isso quer dizer?

Quando falamos de estrutura, estamos falando literalmente sobre o ambiente de trabalho. Ou seja, as cadeiras, as mesas, a iluminação, a disposição dos móveis etc. Levar em conta a ergonomia no ambiente de trabalho pode transformar o espaço e torná-lo mais saudável e também mais estimulante.

Já quando falamos sobre infraestrutura, estamos falando de dar os recursos e ferramentas necessários para que as pessoas façam bem seu trabalho. A capacidade dos seus funcionários vai até um ponto, mas, se você não dá a infraestrutura, o apoio necessário para que ele tenha um bom desempenho, sua produtividade e, consequentemente, seus resultados serão afetados.

7. Determine oportunidades de desenvolvimento

Pode parecer que estamos mais uma vez falando de metas e recompensas — e realmente estamos, mas em uma visão mais macro. Uma razão muito comum para a desmotivação no trabalho é a falta de um plano de carreira ou de pelo menos um norte, uma ideia de para onde se está indo ou pode ir.

Por isso, determinar oportunidade de desenvolvimento e crescimento dentro da empresa pode ser o que vai aumentar a produtividade da sua equipe e mantê-los motivados. Pense em novos desafios e responsabilidades, em um fluxo de crescimento entre cargos e leve em conta também as ambições e objetivos das pessoas.

8. Ofereça benefícios além dos obrigatórios

Vale Transporte, férias remuneradas e 13º são benefícios obrigatórios e alguns outros, Vale Refeição e Plano de Saúde são opcionais, mas comuns. Claro que contar com tudo isso já é ótimo e com certeza pesa na hora de uma pessoa decidir se aceita uma proposta de emprego, mas oferecer outros benefícios pode ser uma forma de como melhorar o desempenho da equipe.

Por exemplo, a ginástica laboral é uma ótima escolha para escritórios onde as pessoas passam muito tempo sentadas. Oferecer aulas de inglês ou descontos em instituições de ensino parceiras também é uma ótima forma de estimular os colaboradores, além de também ser um investimento neles.

Há ainda empresas que oferecem café da manhã todos os dias ou frutas algumas vezes por semana e tudo isso é, com certeza, valorizado pelos funcionários. Então, se for possível, por que não oferecer alguns desses benefícios para a sua equipe?

9. Use um sistema de gerenciamento de tarefas

A desorganização é um fator que pode afetar bastante o desempenho dos funcionários de uma empresa, por isso apostar em um sistema de gerenciamento de tarefas é uma ótima dica de como aumentar a produtividade da equipe.

 

Esses softwares são uma boa pedida em termos de gestão administrativa pois permitem realizar um planejamento do dia a dia, acompanhar a evolução das tarefas (e das metas que já citamos!), integrar a equipe e até mesmo implementar Business Intelligence. Vale a pena buscar um.

10. Incentive as pausas

Para quem pensa que os funcionários devem trabalhar 8 horas por dia direto para serem produtivos, temos novidades. Uma pesquisa realizada pelo aplicativo DeskTime revelou que os colaboradores mais produtivos fazem uma pausa de 17 minutos a cada 52 minutos de trabalho.

As pausas na rotina servem para descansar a cabeça, relaxar, mas também para conversar com outras pessoas e até mesmo para estimular a criatividade. Portanto, os intervalos não são inimigos! Aliás, existem até mesmo técnicas que colocam as pausas como parte necessária do trabalho, como a Técnica Pomodoro.

Aplicando todas ou pelo menos algumas dessas dicas, você com certeza estará no caminho certo para aumentar a produtividade da sua equipe — e também para deixá-los mais felizes e motivados.

* Este post foi escrito por Diego Minone, CMO da Pluga, apaixonado por dados, produtividade e chocolate meio amargo.