Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Como garantir a segurança de dados nas vendas online?

Veja dicas para segurança de dados e evite fraudes, um dos principais problemas dos negócios de vendas online.

Escrito em 07 de Janeiro de 2021 por Patrick Negri

Atualizado em 03 de Maio de 2021

Não é de hoje que as empresas focam os seus esforços, nos mais diversos níveis, em criar um canal de venda digital efetivo, prático e bem-sucedido. Com o uso da internet cada vez mais massificado e democrático, esse caminho vem sendo intensificado dentro do mercado. Assim, garantir a segurança de dados é fundamental.

Isso porque as vendas online entregam uma praticidade e uma eficiência muito grande aos clientes e também às empresas. E para que todo o processo ocorra com sucesso e sem riscos, a segurança na captação, processamento e armazenamento de dados é essencial

A segurança de dados nas empresas, portanto, deve ter a mesma atenção e dedicação que os esforços de venda e marketing. Além de reputação, também estamos falando de adequação às leis, já que, neste ano de 2020, aprovamos a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil

As consequências de falhas na segurança de dados dos e-commerces causam milhões de fraudes por ano e, por isso, é um tema que deve ser tratado com tanta atenção por todas as empresas.

Neste artigo trataremos do assunto a partir dos seguintes questionamentos:

  • o que é segurança de dados?
  • qual é a importância da segurança de dados?
  • como evitar os riscos da segurança de dados?

Se você tem interesse no assunto, quer adequar o seu e-commerce ou até mesmo começar a vender online a partir de hoje, esse conteúdo é para você. Boa leitura!

O que é segurança de dados nas empresas?

A segurança de dados nas empresas é composta por todos os mecanismos e ferramentas focados em proteger os dados de pessoas físicas e jurídicas. 

Existem três grandes pontos-chaves nos quais a segurança da informação deve estar sempre pautada. Com base no entendimento dessas três premissas, é possível ter a verdadeira dimensão da importância da segurança de dados, conforme veremos a seguir.

  • Confiabilidade: garante que apenas pessoas autorizadas tenham acesso aos dados e informações;
  • Autenticidade e integridade: protege os atributos originais dos dados e informações, evitando e inibindo adulterações durante um descuido ou ataque de cracker;
  • Disponibilidade: viabiliza o acesso aos usuários autorizados pelos proprietários dos dados, quando necessário. 

A segurança de dados em uma empresa está diretamente ligada à valorização e ao desenvolvimento do seu capital intelectual, que é obtido a partir de muito investimento financeiro e muita estratégia. 

Por isso, esses três pontos-chaves são essenciais para garantir o sucesso da empresa. Tanto em relação aos seus concorrentes, como também em relação aos seus clientes e, principalmente, à justiça. 

Qual é a importância da segurança de dados?

Planejamento prévio de segurança de dados é essencial para evitar invasões de sistemas.

 

A importância de proteger esses dados dá-se, principalmente, por dois motivos: evitar fraudes e aprimorar a estratégia de venda da empresa, garantindo com que todos os dados sejam mantidos de forma segura.

Afinal, para concluir uma venda, a empresa necessita dos dados do cliente, sendo os principais:

  • e-mail e senha;
  • nome completo;
  • data de nascimento;
  • endereço de entrega;
  • número do cartão de crédito/débito.

Esses dados são denominados dados pessoais, os quais contêm informações que possibilitam a identificação básica de um indivíduo. E, ao ser identificado, um indivíduo pode ser abordado de diversas maneiras. 

Isso porque, a partir do tratamento e entendimento dos dados coletados, a empresa pode traçar métodos de vendas mais focados nas características e nos comportamentos dos seus clientes. Além, é claro, de entender quais pessoas não estão atingindo e também estruturar campanhas de venda para a sua expansão. 

Proteção de dados no e-commerce

No e-commerce, por se tratar de um processo que acontece totalmente pela internet, a vulnerabilidade aumenta ainda mais, pois esse dados acabam ficando armazenados em diversos. 

E é exatamente nessas possíveis falhas que os criminosos virtuais, também conhecidos como crackers, começam a atuar. Eles têm desenvolvido métodos cada vez mais sofisticados para invadir, copiar e até mesmo alterar dados coletados pelos e-commerces de empresas, o que oferece um perigo imenso a todos os agentes envolvidos.

Esses crackers fazem isso principalmente para se beneficiarem financeiramente, tanto fraudando compras, como vendendo os dados para outras pessoas e empresas. 

Ao ser fraudado por um descuido ou um vazamento de dados do e-commerce, certamente o cliente não voltará mais a comprar da empresa em questão. Ou seja, ambos os lados são seriamente prejudicados. 

E os prejuízos não param por aí. Quando os dados de uma empresa são hackeados e vendidos para outras empresas, toda a estratégia de venda é demasiadamente enfraquecida. 

Lei Geral de Proteção de Dados

A segurança de dados envolve temas tão importantes e sérios, que a sua regulamentação tem sido cada vez mais necessária e demandada. Por isso, em 18 de setembro de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados, Lei nº 13.709, foi sancionada no Brasil.

Trata-se da lei que regulamenta todos os processos que envolvem dados. Segue abaixo o texto original da lei sobre a sua disposição e seus principais fundamentos.

Art. 1º Esta Lei dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

Parágrafo único. As normas gerais contidas nesta Lei são de interesse nacional e devem ser observadas pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios. (Incluído pela Lei nº 13.853, de 2019)

Art. 2º A disciplina da proteção de dados pessoais tem como fundamentos:

I - o respeito à privacidade;

II - a autodeterminação informativa;

III - a liberdade de expressão, de informação, de comunicação e de opinião;

IV - a inviolabilidade da intimidade, da honra e da imagem;

V - o desenvolvimento econômico e tecnológico e a inovação;

VI - a livre iniciativa, a livre concorrência e a defesa do consumidor; e

VII - os direitos humanos, o livre desenvolvimento da personalidade, a dignidade e o exercício da cidadania pelas pessoas naturais.

A Lei é extensa e descreve meticulosamente como devem ser realizados os processos de coleta, tratamento e armazenamento de dados no Brasil.

É importante ressaltar que o descumprimento destas normas acarretará em multas milionárias e até mesmo na suspensão e encerramento das atividades das empresas que aplicam processos impróprios em relação à segurança de dados. 

Por isso, é muito importante contar com o auxílio de um bom advogado especialista em LGPD nesse momento, com o intuito de adequar todos os processos da sua empresa e garantir que ela cumpra todas as diretrizes.

Como evitar os riscos da segurança de dados?

fotografia de um profissional em frente a computadores pesquisando como garantir a segurança nas vendas online

Fique atento as melhores recomendações para segurança de dados.

 

Como vimos até aqui, os riscos causados por uma segurança de dados mal aplicada podem ser extremamente prejudiciais aos clientes e às empresas, podendo chegar até mesmo a níveis judiciais.

Os números relacionados às fraudes em nosso país são elevados, conforme vemos no infográfico abaixo.

Devido a esses altos números de fraudes nos processos de e-commerce, a verificação de segurança de ferramentas, integrações e plugins de pagamentos é essencial e deve ser frequente.

O objetivo de uma segurança de dados eficaz é proteger a integridade das pessoas e das empresas. Por isso, a iugu, oferece uma infraestrutura de pagamentos completa e devidamente protegida de todos esses riscos. 

Ter um mecanismo eficaz para a gestão, o recebimento e o controle de pagamentos faz toda a diferença em um negócio online. Por isso, prezamos tanto pela conformidade total aos processos e às leis de segurança.

Além de contar com uma ferramenta de pagamentos segura como a da iugu, conheça 5 dicas de como garantir a segurança de dados nas vendas online da sua empresa. 

  1. Certificado SSL

A SSL (Secure Sockets Layer) é uma tecnologia que criptografa os dados trocados dentro de uma rede, com configurações complexas que fazem com que os dados sejam conservados devidamente privados. 

É identificado pela URL, que deve incluir “https://” e um cadeado na barra de navegação. No e-commerce, é essencial para a segurança de dados pessoais e bancários dos clientes, pois impede possíveis invasões e interceptações externas

  1. Selos

Os selos são certificados que autenticam a segurança de um site e, consequentemente, garantem uma boa reputação aos mesmos. Os exemplos de selos mais conhecidos e reconhecidos são o Ebit, o Site Blindado e o Black Friday Legal.

O Ebit é o selo que, por meio de pesquisas com os consumidores em relação às suas compras, avalia e certifica a reputação dos e-commerces. Os resultados são expostos com medalhas de bronze, prata, ouro ou diamante - em ordem crescente de qualidade e credibilidade.

Já o Site Blindado é uma ferramenta que reconhece possíveis vulnerabilidades nos sites, como ataques e invasões. É um sistema pago, com diversos planos e além de proteger os dados dos clientes, também envia relatórios de diagnósticos para ajudar na solução de problemas de segurança.

O Black Friday Legal, por sua vez, tem grande importância no mês de novembro, que é quando acontece um dia de grande promoção em e-commerces de todo o país. É concedido pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico e garante que boas práticas sejam seguidas pelas lojas online.

  1. Sistemas antifraude

Atualmente, existem no mercado diversos sistemas especializados em antifraude. Os serviços são oferecidos com base no cruzamento de dados e até mesmo análises de biometria e comportamento digital para comprovar a legitimidade das transações.

Quando alguma transação não passa pelo sistema, a validação passa a ser manual, com ligações e envio de e-mails para comprovar a autenticidade da operação. 

Esses sistemas não costumam ser caros e entregam um resultado muito satisfatório. Vale a pena investir.

  1. Plataforma segura

Ter o site do e-commerce desenvolvido e hospedado em uma plataforma segura também é essencial para garantir a segurança de dados, além de facilitar o seu gerenciamento.

Além da segurança, uma plataforma de qualidade também entrega uma boa experiência aos usuários, o que faz toda a diferença para ter resultados positivos nas vendas.

Com um desenvolvimento tecnológico constante, as melhorias são aplicadas com frequência e as atualizações sempre contam com um design responsivo e ainda mais segurança para a realização de transações financeiras.

Para períodos de grandes promoções ou em datas comemorativas como o Natal, por exemplo, ter uma plataforma de qualidade também garante uma boa entrega no que diz respeito ao tráfego intenso, não congestionando ou deixando o site lento.

  1. Senhas fortes

Orientar os usuários a criar senhas fortes também é uma boa dica para intensificar a segurança de dados nas lojas online.

No momento de cadastro, dite algumas regras de criação de senhas seguras com o acréscimo de letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais, por exemplo. 

Ao criar uma senha mais forte, o usuário também auxilia no processo de proteção dos seus próprios dados dentro da plataforma de e-commerce, o que também garante que a sua experiência seja muito melhor.

E então, está pronto para implementar todas essas 5 dicas em sua empresa? Conheça nossos sistemas e certificações de segurança iugu e saiba como garantimos a sua tranquilidade nas vendas online!