Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Realidade Aumentada no e-commerce: por que investir?

A realidade aumentada já é usada em muitas empresas; saiba como aplicar ao seu negócio e quais as vantagens

Escrito em 24 de Março de 2022 por Daniela Giglio

Atualizado em 26 de Abril de 2022

O crescimento do e-commerce brasileiro impulsiona novas estratégias e ferramentas que melhoram a experiência de compra dos consumidores. Uma delas é a realidade aumentada.

Continue a leitura ou ouça o post em áudio:

Com um aumento de 27% do faturamento na comparação entre 2021 e 2020, as lojas virtuais no Brasil estão em um momento de mercado superaquecido, o que exige que os empreendedores se reinventem para atender às necessidades dos clientes.

Comprar online, além de ser uma comodidade, também foi uma necessidade durante o isolamento social. Agora, os consumidores se veem fidelizados a esse estilo de consumo.

Neste artigo apresentamos como o seu e-commerce pode investir na experiência de compra e porque a realidade aumentada pode ser uma grande oportunidade para aumentar as suas vendas. Continue a leitura!

A importância da experiência de compra no e-commerce

Oferecer uma boa experiência a quem visita a sua loja virtual é essencial para converter visitantes em clientes, e então em clientes fidelizados. Para isso, é possível utilizar diversas ferramentas e estratégias.

Entre as estratégias mais utilizadas, podemos destacar alguns exemplos que a sua loja não pode deixar de aplicar no dia a dia.

  • Usabilidade: sites responsivos para mobile, aplicativos próprios, imagens com descrição para acessibilidade, descrições de produtos com o máximo de informações possíveis;
  • Logística: prazos de entrega com estimativas mais curtas, fretes baratos ou gratuitos, possibilidade de logística reversa sem custos ao consumidor;
  • Pagamento: diferentes opções de pagamento, como boletos, cartão de crédito e débito, Pix, e integração com aplicativos de pagamento.

Esses três pilares auxiliam nas vendas do dia a dia e proporcionam uma boa experiência ao usuário que visita a sua loja. Porém, novos recursos surgem para melhorar ainda mais essa experiência.

Um desses recursos é a realidade aumentada, aproximando ainda mais clientes e produtos.

O que é realidade aumentada?

A realidade aumentada, ou RA, é um recurso digital de imersão, com imagens 3D que interagem com um ambiente no mundo real.

Na prática, é a possibilidade de experimentar como um produto ficaria ao chegar na casa do seu cliente. Com esse recurso, as possibilidades são infinitas, podendo aplicar novas cores à uma parede, como um móvel ficaria posicionado na sala ou até mesmo como um sapato ficaria no pé.

Embora pareça algo muito além do tradicional, a realidade aumentada já é utilizada por algumas plataformas de e-commerce de grandes empresas, mas também pode estar presente em qualquer loja virtual.

Realidade aumentada x realidade virtual: qual a diferença?

É comum que os dois termos se confundam, mas há uma grande diferença: a realidade virtual é a imersão completa em um ambiente digital. 

Ou seja, ao invés de visualizar um objeto virtual aplicado à realidade física — com o auxílio da câmera do celular ou outro recurso —, o objeto em questão seria aplicado a um cenário que também é virtual.

A realidade virtual, ou RV, é muito utilizada para jogos de videogame, por exemplo, com óculos e recursos auditivos para imergir alguém nessa realidade digital. 

Vantagens de usar a realidade aumentada no seu e-commerce

Grandes empresas já utilizam a realidade aumentada para fortalecer suas vendas e marcas. O recurso é muito utilizado pelo e-commerce de móveis e decoração, oferecendo uma visualização proporcional do produto em relação ao ambiente real.

Porém, esse recurso também está sendo implementado por marcas de outros segmentos, com crescimento significativo no setor de vestuário. Com o isolamento social e a impossibilidade de experimentar as pessoas na loja, o consumidor agora pode testar roupas e sapatos sem sair de casa.

De acordo com uma pesquisa da Statista, em 2020, 61% dos entrevistados já utilizaram o recurso e preferem comprar em sites que ofereçam realidade aumentada.

Entre as justificativas, 63% dos consumidores declararam que a RA melhora a experiência de compra.

O uso da realidade aumentada é mais comum no e-commerce dos Estados Unidos e Ásia, mas a tecnologia também já é tendência no Brasil, seja com lojas que oferecem provadores virtuais ou visualizadores em RA, como o Coral Visualizer.

Como aplicar a realidade aumentada às suas vendas?

Para aplicar a RA ao seu e-commerce, algumas estratégias podem ser adotadas para diferentes experiências dos usuários.

Se a sua loja virtual ainda não tem nenhum recurso similar, podemos indicar três alternativas diferentes de realidade aumentada.

Filtros para redes sociais

Os filtros para redes sociais estão presentes no nosso cotidiano há muitos anos, e desenvolver um filtro próprio é uma alternativa de pouco investimento que pode trazer ótimos resultados.

Essa estratégia envolve, principalmente, um objetivo de branding. Ou seja, é a alternativa ideal para anunciar um novo produto ou serviço, divulgar a marca e alcançar novos clientes.

Os filtros de redes sociais são mais indicados para e-commerce de maquiagem, roupas e acessórios que podem ser facilmente encaixados em uma selfie.

Entre algumas marcas que já apostaram nessa estratégia, podemos citar o filtro de batons da L’Occitane en Provence e o filtro de óculos da Dior.

Provador virtual

O provador virtual já é muito utilizado por diversas lojas de roupas. O seu sucesso é por ser um recurso extremamente útil para quem quer comprar roupas online, já que simula a experiência de um provador.

O mais comum é encontrarmos esse recurso com um pouco mais de investimento do que os filtros, já que ele deve considerar o cálculo das medidas corporais do cliente, caimento do tecido e outros pontos importantes para simular a experiência de um provador.

O recurso pode ser encontrado em lojas como Dafit e Netshoes.

Algumas empresas já são especializadas em desenvolver esse recurso e oferecem a integração para e-commerce. Sendo assim, pode ser uma alternativa mais barata e prática do que tentar desenvolver uma ferramenta própria.

Visualização do produto

Por fim, podemos citar a visualização do produto em 3D. Para isso, o consumidor precisará utilizar a câmera de um celular ou uma foto do ambiente em que quer aplicar o produto.

Esse recurso já é muito utilizado no e-commerce do setor de decoração, com a visualização de móveis, tintas e papéis de parede, etc.

Porém, também pode ser utilizado no setor de vestuário, como a aplicação de calçados que simulam o produto ao ser calçado, como o aplicativo Wanna Kicks, disponível para celulares Android e iOs.

Outras ferramentas para e-commerce

Além de oferecer uma experiência diferenciada para o consumidor, a sua loja também deve contar com ferramentas que facilitem o dia a dia das vendas.

Para isso, é importante contar com ferramentas de métricas, gerenciamento de conteúdo, marketing, atendimento e também para gerenciar a parte financeira da loja.

A iugu oferece diferentes soluções para o seu e-commerce vender mais e ter mais praticidade no dia a dia. Para te ajudar a inovar também na experiência de pagamento do seu cliente, lançamos o kit de inovação financeira, que vai te trazer insights sobre tecnologia e novidades do setor. Baixe gratuitamente!

banner_inovação-1