Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Prevenção à fraude: como reconhecer e evitar ataques no e-commerce

Com o crescimento do e-commerce, cresce também o número de golpes. Aprenda a identificá-los e levar mais segurança ao seu negócio

Escrito em 19 de Agosto de 2022 por Thainara Carvalho

Atualizado em 16 de Setembro de 2022

As vendas no comércio eletrônico explodiram durante o período pandêmico. No entanto, esse mesmo crescimento trouxe consigo mais riscos e desafios: até 2024, os comerciantes podem perder bilhões em fraudes de pagamentos online. Diante desse cenário, é fundamental estar atento às melhores práticas de prevenção à fraude no e-commerce.

Afinal, com as inovações e transformações que ocorreram no comércio eletrônico e nos meios de pagamento, os ataques também se tornaram mais sofisticados.

Portanto, investir nas soluções certas de detecção e prevenção de fraudes pode fazer uma grande diferença para a segurança dos clientes e, consequentemente, a saúde financeira do negócio. 

Para te ajudar a ficar por dentro do assunto, elencamos alguns dos principais tipos de fraude de comércio eletrônico, os sinais de alerta para detectá-las. Confira!

Sem tempo para ler? Experimente ouvir o conteúdo!

Quais são os principais tipos de fraude no e-commerce?

Antes de começarmos a falar sobre os sinais e dicas de prevenção, é preciso, primeiro, conhecer os principais tipos de fraudes no e-commerce para entender a ação dos criminosos. Veja só:

1. Fraude de pagamento

A fraude de pagamentos ocorre quando os criminosos utilizam cartões de crédito roubados para comprar mercadorias e lucrar com a revenda de itens.

As transações com cartão não presente – que ocorrem quando o cartão ou o titular do cartão não estão presentes – correm maior risco de fraude, já que os criminosos não precisam apresentá-los. 

Sendo assim, as empresas que não evitam esse tipo de fraude correm o risco de perder dinheiro com estornos, falsos positivos e operações ineficientes.

2. Fraude amigável

A fraude amigável ocorre quando um consumidor faz uma compra online e, em seguida, contesta a cobrança com o banco. Geralmente, essas solicitações terminam em estornos para o comerciante, o que prejudica o lucro e o estoque.

Em alguns casos, o consumidor tem intenções maliciosas e pode contestar o pagamento, mas ainda manter os bens ou serviços. 

Por isso, contar com um sistema de prevenção a fraude ajuda empresas e comerciantes a evitar fraudes amigáveis, resolver disputas e evitar estornos.

3. Fraude de controle de conta

A fraude de controle de conta acontece quando um humano ou mesmo um bot utiliza informações de login roubadas para acessar as contas de clientes, como e-mails, senhas e outras informações pessoais.

Uma vez com acesso, os criminosos conseguem retirar dinheiro ou pontos de fidelidade, roubar dados ou comprar produtos e serviços.

Além da perda de receita, a fraude de controle de contas prejudica a reputação da marca e abala a confiança dos consumidores.

4. Fraude de cobrança de assinatura


Adotar um modelo de negócios que funciona a partir de cobranças recorrentes é uma ótima maneira de gerar receita previsível e ainda fornecer valor contínuo a clientes novos e existentes. 

No entanto, esse modelo também pode expor as empresas a novas atividades de fraude criminosa e amigável.

Isso porque os criminosos ou clientes podem utilizar credenciais falsas para obter avaliações gratuitas ou descontos por indicação.

5. Fraude de abertura de conta nova

A fraude de abertura de conta nova ocorre quando um criminoso cria novas contas utilizando fragmentos de dados de identidades reais, com o objetivo de aproveitar ofertas e serviços. 

Como se trata de uma abordagem mais elaborada, pode ser difícil determinar se a conta pertence a um cliente legítimo, o que pode levar a compras fraudulentas e perda financeira.  

Identificando fraudes: 5 sinais que exigem atenção

Sabemos que o avanço da tecnologia também significa ataques e fraudes mais sofisticadas, o que dificulta a detecção e prevenção dos crimes. No entanto, com algumas dicas, é possível ficar atento aos sinais e evitar prejuízos. Confira.

1. Endereços que não correspondem ao endereço de IP

No e-commerce, as empresas conseguem rastrear os detalhes dos pedidos de forma muito mais fácil: desde endereços de cobrança e envio até endereço IP no checkout: está tudo lá.

Assim, se o endereço de IP não corresponde às informações de envio e cobrança, é um sinal para ficar atento. 

2. Endereços de entrega incomuns

Endereços de envio ou cobrança incomuns podem ser indicadores de fraude, especialmente se forem enviados para estados ou países diferentes. 

Se uma empresa vende predominantemente no mercado interno, um aumento inesperado nos pedidos internacionais também pode indicar fraude.

3. Pedidos em grande quantidade

Os pedidos com uma quantidade de produtos acima da média também podem ser indícios de fraude.

Como os criminosos sabem que as vítimas podem cancelar os cartões roubados, eles tendem a realizar pedidos em grandes quantidades antes da ação dos titulares. 

Portanto, se houver algum pedido grande para o mesmo produto, considere entrar em contato com o cliente para confirmar e esclarecer os detalhes da compra.

4. Múltiplos cartões utilizados em um mesmo endereço de IP

Quando há pedidos partindo de um mesmo endereço de IP, mas efetuados com vários cartões diferentes, isso pode indicar um problema. Embora não seja incomum que os clientes tenham mais de um cartão, vários cartões – especialmente usados ​​ao mesmo tempo – devem ser considerados suspeitos.

5. Compras muito acima ou abaixo da média

Seu cliente fez uma compra muito acima da média em questão de valores? Atenção, pois ele pode ter sido vítima de algum tipo de golpe.

Também é importante ficar atento aos pedidos abaixo da média, pois podem indicar que os clientes foram vítimas de fraude de controle de conta. 

Conte com a tecnologia para proteger suas vendas

Estar a par sobre os tipos de fraude e como eles acontecem é fundamental para evitar prejuízos financeiros e a reputação da marca. Afinal, hoje os consumidores estão muito mais exigentes em relação à cibersegurança e à proteção de dados. 

Mas com a ajuda da tecnologia, a detecção e a prevenção de fraudes no e-commerce ficou mais fácil do que nunca. Aproveite para aprofundar seus conhecimentos sobre o tema e conhecer as 9 melhores práticas de prevenção a fraude no e-commerce.