Plano de negócios: como e por que montar o seu?

Escrito em 24 de Junho de 2022 por Lidiane Oliveira

Atualizado em 24 de Agosto de 2023

Se você tem planos de empreender, deve saber que esse momento é cheio de desafios e expectativas. Afinal de contas, ter a própria empresa exige dedicação, esforço e muita pesquisa. E é justamente nesse processo que o plano de negócios entra em cena.

Além de servir como uma bússola para quem está iniciando a jornada empreendedora, ele também funciona como uma importante ferramenta para quem já empreende e deseja entender mais a fundo o seu mercado de atuação e ampliar as perspectivas. 

Se você sonha em ter a própria empresa e ainda não sabe por onde começar, fique tranquilo. Preparamos um conteúdo para te ajudar a entender o que é plano de negócio, a importância desse documento e dicas de como construir seu.

Boa leitura!

Sem tempo para ler? Dê um play no conteúdo

O que é um plano de negócios?

O plano de negócios é um documento onde os empreendedores podem planejar o alcance da empresa. Nele, é possível inserir informações como objetivos e metas, que auxiliam na previsão da viabilidade do empreendimento.

É lá que você pode determinar se a sua ideia de negócio tem potencial para entrar no mercado e organizar os principais detalhes operacionais, necessidades e objetivos dessa empresa.

Além disso, ter um plano de negócios pode te ajudar a estar preparado para oferecer um serviço ou um produto de forma assertiva, saber como ele será  distribuído e comercializado, e reconhecer as possíveis adversidades ou gargalos que podem surgir ao longo do caminho.

Apesar de parecer complicado, o plano de negócios é mais simples do que parece, e é um documento vital para a perseverança de empresas em um ambiente tão dinâmico e competitivo como o que vivemos hoje.

A importância do plano de negócios para um empreendimento sustentável

O Brasil é, por natureza, um terreno fértil para empreendimentos. 

Mesmo diante das mudanças causadas pela pandemia de COVID-19, 23% da população economicamente ativa do Brasil planejava ou abriu um negócio em 2020, segundo dados do Relatório Anual do Global Entrepreneurship Monitor

Mas, sabemos que empreender não é uma tarefa fácil. A prova disso é que  mais de 70% das empresas fundadas no país fecham as portas em menos de dez anos de atividade, de acordo com a pesquisa Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Isso acontece porque, muitas vezes, a falta de experiência empresarial e de gestão financeira e administrativa dificultam a prosperidade dos empreendimentos, principalmente a de pequenas e médias empresas.

Afinal de contas, é muito comum que, no início de um negócio, as ideias pareçam muito mais atraentes do que realmente são, o que dificulta a identificação de problemas e inviabiliza a concretização da empresa.

Logo, o plano de negócios de uma empresa é fundamental para que, antes de tudo, você conheça e estude o mercado no qual pretende entrar. 

Assim, você pode começar a se questionar: 

  • Como a sua empresa preenche uma lacuna no seu segmento de atuação? 
  • De que forma o seu negócio se destaca da concorrência?
  • Qual é o impacto que você pode promover?

Com esse estudo de negócios, é possível conhecer a fundo a realidade da empresa, e se manter preparado para as diferentes tomadas de decisão, sejam mercadológicas ou financeiras.

Conheça as estruturas de um plano de negócios

Antes de entender como montar um plano de negócios, é preciso conhecer as estruturas disponíveis para a execução do documento. 

Uma delas é conhecida como Business Model Canvas, que nada mais é do que grande ferramenta para planejamento estratégico, usada para organizar as informações visualmente.

Ele conta com nove divisões, que são:

  • Segmento de clientes: é o público-alvo do seu negócio. Aqui, também é possível ser mais específico e considerar dados como perfil de compra, idade, onde vive, hobbies, locais que frequenta ou utilização de redes sociais;

  • Proposta de valor: a proposta de valor refere-se às entregas que a empresa fará e como elas vão gerar valor aos clientes;

  • Canais: aqui, você pode escrever quais canais serão utilizados para a aquisição e relacionamento com o cliente, desde o primeiro contato até a entrega final;

  • Relacionamento: após a definição dos canais, é hora de refletir sobre como se dará o relacionamento em cada um deles. Essa etapa é realizada em conjunto com a definição de canais, pois os dois pontos são complementares;

  • Principais atividades: nas atividades, serão descritos os principais serviços do negócio e como eles atuarão na entrega do valor;

  • Recursos-chave: os recursos-chave são importantes para que as atividades sejam realizadas. É nessa etapa que serão descritos os equipamentos, cargos e funcionários, recursos financeiros, sistemas, etc;

  • Fontes de receita: a fonte de receita refere-se à forma como a empresa ganha dinheiro. Aqui, vale a pena refletir sobre como o produto ou serviço gera retorno à empresa, e ter um modelo claro de rentabilidade;

  • Estrutura de custos:  refere-se à forma de obter receitas por meio da proposta de valor;
  • Parcerias-chave: nesta etapa, entram as parcerias e demais agentes que auxiliam na viabilização do negócio, como, por exemplo, os serviços terceirizados e fornecedores;

Como montar um plano de negócios?

Agora que você já conhece o modelo, é hora de saber o que deve ter um plano de negócios. Confira.

 1. Sumário Executivo


O sumário executivo é o primeiro passo do plano de negócios. Nele, você irá inserir as principais informações, como a descrição do seu empreendimento, a missão e o diferencial dele em relação à concorrência. Além disso, também é preciso acrescentar:

  • A descrição do perfil dos empreendedores e dos empregados; 
  • Os produtos, serviços e os principais benefícios; 
  • Potenciais clientes; 
  • A localização; 
  • O investimento total; 
  • A forma jurídica e o enquadramento tributário.

 2. Análise de mercado


A análise de mercado é uma das partes mais importantes do desenvolvimento de um plano de negócios, já que é a partir dela que você irá entender quem são os seus potenciais clientes e concorrentes.

 3. Plano de Marketing


O plano de marketing é fundamental para dar objetividade ao seu negócio, pois é nele que você consegue explorar as estratégias de divulgação dos seus serviços. 

O que a empresa vai vender? Quais são os preços? Quais serão as estratégias de divulgação e promoção? Todos esses pontos precisam estar presentes nessa etapa.

 4. Plano Operacional


Nesta etapa, você irá descrever como o seu negócio irá funcionar, e determinar questões como capacidade de produção, estrutura física, processos logísticos, regulamentações e assuntos jurídicos.

 5. Plano Financeiro


No plano financeiro, você irá incluir tudo que envolve dinheiro, como despesas, estimativas de investimentos, capital de giro necessário, estimativa de faturamento, lucratividade e demais indicadores que viabilizem a manutenção e expansão do negócio.

 6. Análise estratégica


A análise estratégica exige a utilização de ferramentas de análise, como a Análise SWOT É ela que irá possibilitar a avaliação das forças, fraquezas, oportunidades e ameaças ao negócio, possibilitando a otimização do desempenho da empresa.

É possível revisar?

Como você deve saber, a transformação digital trouxe impactos profundos aos negócios, e a tendência é que eles se acentuem cada vez mais. Sendo assim, é natural que o plano de negócios também acompanhe a velocidade das mudanças do mundo moderno.

Dessa forma, o plano de negócios é um documento que precisa estar em constante evolução, sendo revisitado, adaptado e incorporando novas informações e tecnologias.

Por fim, é importante lembrar que o seu plano não é, de fato, a realidade do negócio. Tenha em mente que imprevistos e eventos que fogem do controle da empresa irão acontecer.

Mas ter a inteligência para entender quando sair do plano e quando retomá-lo é uma habilidade essencial para construir um empreendimento de sucesso.

iugu: gestão financeira inteligente para todas as fases da sua empresa

Como vimos até aqui, o plano de negócios é fundamental para a criação de um empreendimento, pois é ele que auxilia na construção de uma visão macro do negócio e na criação de empresas verdadeiramente prósperas.

E como dissemos logo acima, para se destacar, é preciso, também, apostar em inovações e tecnologias que auxiliem a sua empresa a chegar mais longe!

Agora que você sabe o que é e quais são as etapas do plano de negócios, que tal aprofundar os conhecimentos?

Baixe gratuitamente o seu Kit de Inovação Financeira e fique por dentro do futuro financeiro dos negócios!

Banner material inovação financeira para SuperApps

Posts relacionados

Equipe calculando a capacidade de pagamento da empresa.
grupo de pessoas discutindo sobre previsibilidade financeira da empresa onde trabalham