Planejamento financeiro: o que é e por que fazer na sua empresa

Escrito em 06 de Junho de 2024 por Lidiane Oliveira

Com um bom planejamento financeiro empresarial, seu negócio cresce de forma sustentável, com previsibilidade de caixa, preparação para crises, investimentos conscientes e decisões melhor embasadas. E mais: é possível potencializar os resultados com a tecnologia.

Ter um bom planejamento financeiro é essencial para empresas que almejam o crescimento. Isso porque a etapa permite equilibrar o fluxo de caixa e preparar o negócio para eventuais investimentos (ou blindá-lo em situações de crise). 

É este planejamento que permite, por exemplo, que 73% das indústrias brasileiras enxerguem, em 2024, um bom ano para crescer. 

De acordo com a CNI, Confederação Nacional da Indústria, os aportes devem focar na ampliação ou melhoria da capacidade produtiva (42%) e na otimização do processo produtivo atual (42%). 

Para a análise, as empresas mantêm suas entradas e saídas financeiras bem documentadas, acompanham constantemente as métricas (e geram relatórios financeiros completos), trabalham com margem de gastos, negociam com os fornecedores e têm boas políticas de redução da inadimplência.

Se você quer entender mais sobre planejamento financeiro, incluindo o que é, suas vantagens e como potencializar os resultados com a tecnologia, continue a leitura! 

O que é planejamento financeiro empresarial?

Planejamento financeiro empresarial é o conjunto de medidas adotadas pelas empresas para assegurar a saúde financeira em médio e longo prazo, partindo de medidas adotadas no curto prazo. Para tanto, contempla atividades como gestão orçamentária, fluxo de caixa, análise de precificação, negociação, acompanhamento de KPIs e indicadores e determinação de políticas de cobrança. 

Quais as vantagens do planejamento financeiro empresarial? 

As principais vantagens do planejamento financeiro empresarial são: 

  1. crescimento sustentável;
  2. previsibilidade de caixa;
  3. preparação para crises;
  4. viabilização de investimentos;
  5. uso inteligente de recursos;
  6. decisões melhor embasadas.

A seguir, vemos cada benefício em detalhes. 

1. Crescimento sustentável

Empresas que investem em gestão financeira têm acesso a um retrato fiel da saúde do negócio. Dessa forma, planejam estratégias de crescimento sustentáveis e adequadas à realidade. 

Na prática, significa que não há gastos extravagantes ou decisões tomadas no impulso. Com um bom planejamento financeiro, a empresa evolui de maneira equilibrada e compatível à sua realidade.

2. Previsibilidade de caixa

Outra vantagem de uma boa gestão financeira empresarial é a previsibilidade de caixa. Com fluxos de entrada e saída bem controlados, é possível estimar, meses a frente, qual será o valor disponível para a manutenção do negócio e para eventuais aportes (em equipamentos, estrutura ou pessoal). 

3. Preparação para crises

Por outro lado, o planejamento financeiro assegura que a empresa esteja preparada para momentos de crise. Em alguns casos, a análise comparativa de planejamentos anteriores permite até antecipar a chegada do desafio. 

Em outros, embora não seja possível prever a oscilação nos ganhos, a reserva financeira originada pelo processo ajuda a ultrapassar o obstáculo sem grandes perdas. 

4. Viabilização de investimentos

A organização financeira para empresas é a chave para investimentos seguros e oportunos. 

Isso significa que, ao verificar o planejamento, as lideranças compreendem se há, de fato, abertura para os aportes, ou se a recomendação é aguardar por um momento em que a reserva esteja maior e o mercado, mais aquecido. 

5. Uso inteligente de recursos

O planejamento financeiro também possibilita a economia, na medida em que direciona o uso de recursos de maneira inteligente. 

Com a avaliação dos aspectos previstos no planejamento, você identifica gastos desnecessários, evita desperdícios e redireciona verbas para setores e iniciativas deficitárias.

6. Decisões melhor embasadas

Por fim, o planejamento financeiro funciona como uma bússola para embasar decisões. Se a empresa dá indícios de que passa por uma situação de crise, ou mesmo que os lucros caíram após um período positivo, as lideranças podem preferir colocar o pé no freio. 

Se, por outro lado, o planejamento mostra que há recursos em caixa, pode ser o momento de trabalhar para escalar a operação. 

Vale lembrar que o planejamento financeiro não embasa apenas decisões relacionadas à produção. É possível, por exemplo, entender se o dimensionamento de pessoal está sinérgico com o volume de entregas — o que dá sinais sobre a necessidade de cortes ou contratações. 

Por que fazer um planejamento financeiro para a sua empresa? 

O planejamento financeiro é, como pontuamos até aqui, um importante guia para avaliar a saúde financeira do negócio e estabelecer planos de ação bem embasados. 

De forma geral, o processo ajuda a: 

  • manter os dados financeiros do negócio organizados;
  • reduzir as chances de perda de informações;
  • ampliar a percepção de oportunidades de otimização de processos;
  • traçar metas realistas em curto e longo prazo; 
  • compreender o posicionamento do negócio diante da concorrência. 

Como a tecnologia ajuda no plano de finanças da empresa? 

Adicionar a variável “tecnologia” à equação do planejamento financeiro traz impactos bastante significativos ao processo. Isso porque ferramentas digitais e pautadas em automatização simplificam processos e reduzem o trabalho burocrático dos times. 

A seguir, pontuamos, em detalhes, alguns motivos pelos quais a tecnologia ajuda no plano de finanças da empresa.

1. Centralização de informações

Um dos principais pontos positivos de contar com a tecnologia no planejamento financeiro é a centralização de informações. 

O ideal, portanto, é inserir e armazenar todas as informações em uma só plataforma, o que gera, inclusive, padrões comparativos mais confiáveis. 

2. Geração de relatórios em tempo real

As plataformas de tecnologia financeira reúnem e consolidam dados em relatórios completos, acessíveis em tempo real. Dessa forma, não é preciso alimentar planilhas e perder horas coletando e inserindo individualmente cada variável do processo para gerar insights. 

3. Automação de processos

Já imaginou fazer conciliação financeira automaticamente? E programar envios de e-mails e mensagens de cobrança sem que seja preciso acionar manualmente cada inadimplente? 

Com a tecnologia, estes e outros processos se tornam mais fluidos e funcionais com a automação, o que reduz as chances de erros e libera tempo para que o time se dedique a etapas mais estratégicas do processo. 

4. Informações acessíveis

A tecnologia também ajuda a tornar informações, que antes estariam centralizadas em membros da equipe do departamento financeiro, acessíveis a todas as partes interessadas, 

Isso porque as plataformas digitais completas permitem acessos simultâneos de múltiplos usuários autorizados (como gerentes, diretores, líderes de equipe e agentes operacionais diretamente envolvidos na etapa).

Tudo certo sobre a definição de planejamento financeiro e sua importância? Compreendeu também como potencializar seus resultados com a ajuda da tecnologia? Então, é hora de partir para a prática! 

Aprenda como fazer um planejamento financeiro empresarial em 8 passos agora mesmo! 

Posts relacionados

como reduzir inadimplência nas empresas
grupo de pessoas discutindo sobre previsibilidade financeira da empresa onde trabalham