Estrutura de subconta: como o modelo expande seu negócio

Escrito em 28 de Maio de 2024 por Lidiane Oliveira

A estrutura de subcontas facilita a gestão financeira e a divisão de recebíveis entre empresas de um mesmo grupo, como franquias, marketplaces e redes. Veja como funciona e outros benefícios de incorporá-la! 

Escalar o negócio é o sonho de muitos empreendedores. Seja por meio da abertura de filiais, de sociedades ou da entrada no modelo de franquias, conhecer a estrutura de subcontas facilita (e muito) a gestão da empresa com a ajuda da tecnologia financeira.

Para você ter uma ideia, mais de 184 mil franquias operam no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising. Agora imagine, como gestor da matriz, gerenciar o fluxo de caixa e as movimentações de cada unidade do seu negócio individualmente? Seria trabalhoso, e as chances de erro, grandes.

Com a estrutura de subcontas, você abre contas atreladas à sua conta principal (conta mestre) e acessa uma série de vantagens que facilitam a sua gestão de fluxo de caixa, a divisão de pagamentos e mais. 

Para entender como o modelo simplifica o processo e traz pontos positivos ao seu negócio, continue a leitura deste artigo! 

O que é estrutura de subconta? 

A estrutura de subcontas é um modelo inteligente para o gerenciamento financeiro de negócios com múltiplas frentes de venda (como marketplaces, franquias ou Business Units). Nestes casos, a gestão acontece por meio de uma conta mestre e suas subcontas — o que simplifica a divisão de recebíveis e o acompanhamento das movimentações financeiras. 

Em geral, a gestão de subcontas ocorre na própria plataforma de meios de pagamento, como a iugu, que oferece a funcionalidade sem limitação de contas atreladas à principal.

Para te ajudar a entender melhor a estrutura, veja a imagem abaixo, que mostra como as subcontas se mantém atreladas à conta mestre em uma espécie de “guarda-chuva”: 

Quais modelos de negócio podem usar a estrutura de subconta?

A estrutura de subcontas é ideal para negócios que geram vendas em diversas frentes, tais como: 

  • marketplaces;
  • empresas que trabalham em Business Units;
  • empresas que embedam tecnologias de pagamento em seu produto original;
  • redes e franquias. 

1. Marketplaces

Negócios que funcionam como marketplaces têm muitos benefícios com o modelo de subcontas. Neste caso, a plataforma detém a conta-mestre (imagine, por exemplo, o Mercado Livre ou a Dafiti), e seus vendedores, as subcontas. 

Dessa forma, a divisão do comissionamento e do valor das operações é mais fluido e integrado.

2. Business Units

Business Units, ou unidades de negócio, são diferentes linhas de produtos ou serviços oferecidos — em alguns casos — por uma mesma empresa. Pense em uma empresa de telefonia que tem, em seu catálogo de produtos, internet, telefone fixo e plataforma de streaming. 

Aqui, a conta mestre é da empresa principal, e as subcontas, de cada negócio pertencente ao guarda-chuva. 

3. Tecnologia embedada à solução

Algumas empresas trabalham o modelo de embedded fnance, incorporando tecnologias financeiras à solução comercializada para assegurar que a oferta ao público seja completa e efetiva. Nesse caso, a conta mestre é da empresa SaaS, e as subcontas, de seus clientes.

Dessa forma, cada subconta roda sua operação financeira, sem misturar as finanças de nenhuma empresa. Adicionalmente, a conta mestre ainda tem visão total sobre o que acontece em todas as subcontas, antecipando problemas e atuando de maneira proativa e consultiva.

4. Redes e franquias

Empresas que operam com redes de negócios (como escolas, academias de ginástica, restaurantes, casas de festa e demais estabelecimentos comerciais) ou franquias se beneficiam do modelo de estrutura de subcontas. 

Isso porque, em muitos casos, os negócios estão espalhados pelo país, o que torna a gestão financeira muito mais complexa e delicada. 

Com a funcionalidade, embora cada unidade gerencie suas finanças de forma autônoma, a conta mestre acompanha e ajuda a assegurar a estabilidade comercial dos negócios.

Quais as vantagens da estrutura de subcontas?

Trabalhar o modelo de estrutura de subcontas é positivo por uma série de fatores — alguns dos quais já citamos ao longo deste artigo. 

Para refrescar sua memória e te ajudar a enxergar as possibilidades de forma ordenada, veja a lista abaixo! 

Independência de operação para as subcontas

Cada subconta funciona de modo independente e autônomo. Isso quer dizer que as finanças e as gestões financeiras não se misturam: cada negócio tem a liberdade de executar seus processos, como conciliação financeira e fluxo de caixa;

Transparência na gestão financeira pela conta mestre 

Ao mesmo tempo, a conta principal consegue visualizar e acompanhar o progresso das subcontas, o que ajuda a antever problemas financeiros e atuar como uma consultora; 

Possibilidade de criação de subcontas ilimitadas 

Na iugu, a criação de subcontas não tem limite. Isso significa que, caso seja, por exemplo, gestor de um marketplace com 150 negócios associados, pode ter 150 subcontas. De igual maneira, se for o proprietário de uma imobiliária com 5 corretores, pode ter 5 subcontas;

Split de pagamentos facilitado 

Por falar em imobiliárias…sabe aquele processo moroso e delicado de segmentar as comissões entre os corretores da sua empresa? 

Com a estrutura de subcontas, tudo fica mais fácil. Afinal, é por meio da ferramenta que acontece o split de pagamentos. Estamos falando da divisão de valores de acordo com porcentagens previamente determinadas (e estipuladas por você), que são repassados automaticamente para as partes envolvidas nas operações; 

EXTRA! Saiba mais sobre a ferramenta de split de pagamentos da iugu e revolucione sua divisão de lucros e comissões! 

Escalabilidade para acompanhar o crescimento do negócio

Em função do número ilimitado de subcontas, a estrutura é perfeita para acompanhar o crescimento da sua empresa. Quanto mais parceiros, clientes, corretores ou associados você tiver, basta abrir novas contas atreladas à principal e iniciar os negócios! 

Possibilidade de personalização das subcontas 

Você já ouviu falar em whitelabel? A tecnologia, presente na funcionalidade de subcontas da iugu, permite que você personalize a estética das suas contas de acordo com a sua empresa. Assim, ainda que opere no modelo de finanças embedadas, mantém apenas os seus elementos visuais em evidência. 

Case de sucesso: como a Clinicorp se beneficiou da estrutura de subcontas da iugu? 

A Clinicorp é um software de gestão especializado em clínicas odontológicas e de estética. Sua principal missão é entregar mais eficiência para os consultórios, o que é feito a partir de ferramentas que geram ganho de tempo, otimizam esforços e dão mais velocidade para a gestão da rotina.

Em busca de uma solução para integrar e centralizar todas as clínicas odontológicas e de estética, bem como suas ações, em uma única plataforma, a Clinicorp encontrou, na iugu, a visão de arquitetura necessária. 

Dessa forma, passou a isolar os dados e as ações de cada cliente — o que é primordial para o modelo de negócio, visto que são muitas operações financeiras acontecendo simultaneamente. 

Se as contas estivessem misturadas, seria impossível manter o controle, sem contar a alta complexidade para a conciliação financeira de cada clínica.

Quer saber se deu certo? Bom, os dados não mentem: entre 2023 e 2024, a Clinicorp aumentou o volume total de transações processadas em 45%!

Impressionante, não é? 

Inspire-se neste caso de sucesso e conheça mais sobre as possibilidade de adaptação da estrutura de subcontas às suas demandas! Fale com o nosso time de especialistas e comece agora mesmo!

mulher mexendo no notebook e falando no celular em ambiente corporativo

 

Posts relacionados

análise de soluções de pagamento para imobiliárias