Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica, não sejam MEI e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Indiquei um cliente pelo programa de Afiliados. Como eu posso consultar minha indicação?

Você pode consultar sua indicação no Painel do Indicador.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Quero ser cliente

O que é varejo online: o que as empresas de varejo físico têm feito para migrar para o varejo online? 

Escrito em 17 de Março de 2020 por Marcos Madureira

Saber o que é varejo online é uma ação estratégica fundamental de quem deseja iniciar um negócio digital ou apenas se manter bem-informado sobre o mercado. Afinal, o setor de e-commerce está crescendo como nunca. Logo, tem chamado a atenção de muita gente.  

De acordo com dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), esse segmento apresentou uma receita de R$ 35 bilhões apenas no primeiro semestre de 2019. 

Acha muito? Pois saiba que o segundo semestre também foi bem marcante. Isso porque em novembro aconteceu a Black Friday que, segundo pesquisa da Ebit/Nielson, registrou uma marca que superou os R$ 3 bilhões no varejo online. 

Para Ana Szasz, líder da Ebit/Nielson, esse fato mostra que o consumidor brasileiro já incorporou a Black Friday ao seu calendário. Segundo ela, essa informação também demonstra que as lojas mais tradicionais estão mais preparadas para esse tipo de evento e estão entendendo melhor as demandas do mercado. 

Ciente de todos esses dados, continue lendo para saber o que é varejo online

Afinal, o que é varejo online? 

Varejo online nada mais é do que a comercialização de serviços ou produtos que acontece no ambiente virtual. Esse processo acontece sem intermediários e tem como foco o consumidor final. 

Muito simples, não é mesmo? Nesse cenário, o desafio acaba sendo das lojas tradicionais que precisam se adaptar a essa nova realidade. Afinal, além do mercado estar mais competitivo, o consumidor moderno está mais exigente. 

Dessa forma, para não ficar para trás, além da mudança de mindset, algumas medidas precisam ser tomadas para todo gestor que deseja ter sucesso em seu empreendimento. Não ter medo de investir em inovações tecnológicas é uma delas. 

Agora que você já sabe o que é varejo online, continue lendo para descobrir o que as empresas que atuam no varejo físico precisam fazer para migrar para o online. 

o que é varejo online

Crédito: Unsplash

O que é varejo online: se adaptar para sobreviver!

Hoje, migrar sua loja física para sua loja online ou, então, interligar suas operações de forma efetiva pode garantir a sobrevivência de seu negócio, devido aos seguintes motivos:

  • o cliente atual está totalmente conectado: antes de realizar uma compra ele busca por informações na Internet e faz isso, na maioria das vezes, pelo celular. Logo, a necessidade de assegurar a seu cliente uma boa experiência física e digital, por meio de uma estratégia omnichannel é bastante recomendada;
  • você pode expandir o seu negócio: tem clientes fiéis em sua loja física? Pois saiba que um negócio virtual pode aumentar consideravelmente a sua visibilidade. Isso porque esse comércio independe de sua localização;
  • menos custos: te dá calafrios só de pensar o quanto você precisará gastar para migrar o seu negócio físico para o online? Pois saiba que os custos são menores do que o de uma loja física. Isso porque o varejo online não demanda nem aluguel de imóveis, nem a contratação de funcionários formais. 

o que é varejo online

Crédito: Finalidade Digital 

O que é varejo online: como migrar de uma loja física para uma virtual?

Para migrar de uma loja física para uma virtual ou, simplesmente, interligar suas operações, é preciso:

1. Conhecer seu público-alvo a fundo

Para saber se essa mudança faz sentido para o seu negócio, é essencial fazer uma pesquisa de mercado com seus clientes e prospects. Essa etapa é importante porque fortalece o relacionamento offline com eles, o que contribui para o processo de fidelização também no ambiente digital;

2. Não deixar a qualidade de atendimento em segundo plano 

O modelo físico demanda contato olho no olho e a possibilidade de o cliente ver e tocar os itens, certo? Isso não acontece no ambiente virtual.

Porém, isso não significa que o atendimento nesse campo não importe, muito pelo contrário! Você precisará contar com um bom time que possa atender seus clientes com qualidade e profissionalismo, por meio de chats, e-mails e até pelo telefone e redes sociais. Logo, é crucial que todos os seus canais de comunicação funcionem com excelência. 

3. Investir em marketing digital

Para conquistar mais clientes, é fundamental que eles conheçam sua marca. Desse modo, é extremamente importante investir em marketing digital para promovê-la. 

Nesse quadro, vale destacar que o marketing digital conta com ferramentas que vão muito além da divulgação. Isto é, hoje você pode monitorar todas as suas campanhas em tempo real e, assim, saber se a estratégia aplicada está refletindo em suas vendas.  

4. Dê atenção especial à logística

Na loja física, a logística acontece de modo mais simples, pois boa parte dos itens já existe no ato da compra. No varejo online, isso não ocorre dessa forma. Em outras palavras, é primordial que além de realizar um bom controle de estoque, o seu processo logístico ocorra de forma organizada e harmoniosa. 

Nesse contexto, é essencial contar com fornecedores de qualidade, como boas transportadoras que realizem as entregas de forma dinâmica e cuidadosa.  

5. Otimize os seus processos financeiros

Otimizar os seus processos financeiros e oferecer diversidade em pagamentos online valoriza a sua relação com os seus consumidores. Nesse item, é essencial contar com um sistema que realize esses processos de forma automatizada. Isso porque ele é muito mais eficaz do que o manual, pois a incidência de erros é bastante reduzida. 

Além disso, um sistema robusto dá agilidade para o seu negócio e muito menos dor de cabeça para você, gestor. Afinal, por meio dele, é possível criar uma régua de cobrança, o que contribui para a diminuição da inadimplência.

Neste post, você soube o que é varejo online e conheceu dicas preciosas sobre o tema. Como pôde perceber, contar com boas parcerias é uma excelente estratégia nesse processo de mudança. 

Para ajudá-lo em seu sistema de cobranças, por exemplo, existe a iugu, uma plataforma de pagamentos online com o melhor custo-benefício do mercado e que está pronta para estruturar as suas operações financeiras de ponta a ponta! Clique aqui e saiba mais

Crédito da foto de capa: Freepik