Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Saiba o que é faturamento e como calcular o da sua empresa

O que é faturamento? Essa é uma dúvida comum nos primeiros passos de um negócio. Confira o texto e aprenda este conceito.

Escrito em 17 de Março de 2021 por Marcos Madureira

Atualizado em 08 de Outubro de 2021

A gestão de uma empresa deve monitorar uma série de indicadores a fim de analisar as finanças de uma empresa. Dentre tantos parâmetros temos o faturamento, mas o que é faturamento?

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo.


Ainda que seja um dos aspectos mais importantes da gestão financeira de um negócio, muitos empreendedores demonstram certo desconhecimento sobre o que de fato significa faturar. Contudo, entender o que é faturamento é essencial para a empresa garantir melhores resultados.

Neste artigo, você vai entender o conceito de faturamento, quais são seus tipos e como saber quanto uma empresa fatura. Acompanhe a leitura.

Qual é o significado de faturamento?

De acordo com seu sentido etimológico, a palavra “faturamento” indica o estabelecimento de um negócio jurídico entre duas pessoas envolvidas em uma operação mercantil que resultará em ganhos monetários em troca da venda de mercadorias ou prestação de serviços.

Ou seja, o faturamento de uma empresa é simplesmente a soma de todas as vendas realizadas ou serviços prestados em um determinado período. Este cálculo, geralmente, é feito uma vez ao mês ou anualmente.

Por exemplo, se uma agência de marketing cobra R$500 pela consultoria e presta esse serviço para 20 clientes em um mês, seu faturamento mensal será de R$10.000. Caso os valores da consultoria e dos número de clientes não se alterem, o faturamento anual será de R$120.000.

Assim, o faturamento está atrelado ao volume dos produtos ou serviços vendidos pela empresa e ao preço que é cobrado do consumidor. Ou seja, à relação mercantil entre quem vende e quem compra. 

Para ter uma visão realista do desempenho financeiro, entretanto, é necessário olhar para outros indicadores. Afinal, outras coisas afetam as finanças de um negócio — como o controle dos tributos recolhidos pelo governo, que varia conforme as atividades das empresas e seu faturamento.

Com isso, é importante conhecer, também, os tipos de faturamento da sua empresa. Acompanhe a leitura.

O que é faturamento bruto?

O faturamento bruto é exatamente o valor que a empresa recebe por meio das vendas de produtos ou da prestação de serviços em certo período. Assim, o faturamento bruto cresce sempre que um cliente realiza uma compra ou contrata um serviço.

documentos e relatórios para ilustrar o que é faturamento

Ainda que o consumidor compre um produto ou solicite um serviço de forma parcelada ou por meio de pagamento recorrente, o faturamento bruto considera o valor total em seu cálculo. Portanto, mesmo que o cliente tenha efetuado o pagamento de apenas uma parcela, o faturamento do período contabilizado inclui o valor integral da compra.

É importante destacar que está aqui a diferença entre o faturamento bruto e a receita de um negócio, pois esta só considera o valor que a empresa já recebeu. 

Como calcular o faturamento bruto?

O cálculo do faturamento bruto é simples. Para chegar ao valor faturado, basta multiplicar a quantidade de itens vendidos ou serviços prestados pelo preço correspondente a cada um deles em um determinado período.

Você pode escolher se deseja chegar ao faturamento anual ou mensal, as duas formas mais escolhidas. Para maior controle das finanças, o mais indicado é que o cálculo seja feito mensalmente.

Para chegar ao valor do faturamento bruto, basta usar no cálculo as vendas correspondentes ao período que deseja, utilizando a seguinte fórmula:

faturamento bruto = preço de venda x quantidade vendida

O que é faturamento líquido?

Com o faturamento líquido, é possível analisar melhor o desempenho financeiro do seu negócio. Esse tipo consiste no valor do faturamento bruto já com as deduções de impostos que incidem na venda de produtos ou prestação de serviços.

Além disso, o faturamento líquido também desconta as deduções de vendas, isto é, as vendas ou contratos cancelados e produtos devolvidos. Assim, já é possível ter uma noção melhor da margem de lucro da empresa no período calculado.

O faturamento líquido exige o conhecimento dos tributos que incidem nas atividades que a empresa executa. Alguns exemplos são:

  • Imposto Sobre Serviços (ISS), obrigatório a todas as empresas e de competência municipal;
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de competência estadual e exigida em alguns casos;
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), de competência federal que incide sobre produtos industrializados no Brasil ou importados.

Como calcular o faturamento líquido?

Para calcular seu faturamento líquido, basta subtrair as deduções de vendas e os impostos incidentes sobre cada operação do valor referente ao faturamento bruto em um determinado período.

O faturamento líquido também pode ser calculado ao ano ou mensalmente. Para ter mais controle, é recomendado realizar os cálculos conforme o faturamento bruto e os impostos mensais. Ao fim do ano, basta somar tudo para chegar ao faturamento anual. Calcular o faturamento mensal é até melhor para estimar os custos de suas operações.

Utilizando no cálculo as vendas correspondentes ao período que deseja, a fórmula para se chegar ao valor do faturamento líquido é:

Faturamento líquido = faturamento bruto - deduções de vendas - impostos

Agora que você já sabe o que significa faturamento, quais os tipos e como fazer o cálculo, confira a importância desse indicador para seu negócio.

Ebook Inadimplência

A importância de conhecer seu faturamento

Como você percebeu, o faturamento está ligado ao volume de vendas e ao preço de cada item vendido ou serviço prestado. O valor dessa multiplicação é extremamente valioso para analisar a performance das vendas e entender se os produtos ou serviços estão conquistando os consumidores conforme o planejamento da sua produção.

profissional da iugu realizando o processo de cálculo do faturamento

A partir dessas informações, os gestores podem realizar mudanças operacionais se necessárias, analisar a capacidade produtiva do negócio, alterar as estratégias de vendas ou, até mesmo, pensar na viabilidade da expansão da linha de produção ou dos serviços ofertados.

Conhecer o faturamento também é muito importante no sentido jurídico, uma vez que é um critério para a definição do porte da empresa. Por exemplo, a modalidade MEI apresenta limites de faturamento, que quando ultrapassados aumenta o porte da empresa, gerando outras responsabilidades perante a lei.

Nesse sentido, o faturamento de uma empresa é um dos fatores para o cálculo dos impostos que ela deve pagar ao governo. Acompanhe a leitura para entender como o regime tributário é influenciado pelo faturamento.

Faturamento e regime tributário

Você já entendeu a importância do faturamento para a saúde financeira de uma empresa. Mais do que isso, ele compõe a base de cálculo para os tributos que sua organização deve pagar. Com efeito, o valor faturado pelo negócio no ano fiscal e regime tributário escolhido pode implicar em diferentes taxas e regras de tributação.

Para atuar conforme a legislação, você deve optar por um dos regimes tributários disponíveis, considerando o faturamento bruto anual da sua empresa.

  • Simples Nacional: criado em 1996, esse regime tributário simplifica o recolhimento dos impostos de micro e pequenas empresas. Isto é, que faturam até R$ 4,8 milhões por ano;
  • Lucro Presumido: qualquer empresa cujo faturamento não ultrapasse os R$ 78 milhões, pode se inscrever nesse regime tributário, no qual a margem de lucro específica muda conforme a atividade da empresa;
  • Lucro Real: esse regime, por sua vez, faz o cálculo dos impostos considerando o lucro líquido da empresa, sendo exigida de toda empresa com faturamento anual acima de  R$ 78 milhões ou que não se enquadrem nos regimes simplificados.

As regras e as alíquotas de cada um desses regimes são diferentes, sendo o regime tributário dependente do faturamento e das atividades das empresas. Ao ultrapassar o limite de faturamento estabelecido, por exemplo, pelo Simples Nacional, a empresa é, automaticamente, enquadrada no próximo porte.

Conhecer o faturamento do seu negócio é, portanto, crucial para o sucesso das operações e otimização de seus resultados, além, claro, de influenciar nos impostos a serem pagos aos órgãos competentes.

Para que você saia do artigo sem dúvidas, confira, agora, as diferenças entre faturamento e lucro para não se confundir mais. 

Qual a diferença entre lucro e faturamento?

Os conceitos de Lucro e Faturamento, embora completamente distintos, podem ser confundidos por novos empreendedores sem experiência no mercado. Contudo, para a gestão financeira do seu negócio, é imprescindível saber conceituá-los e usá-los como  instrumentos a favor de suas operações.

Bem, o faturamento, como já abordamos ao longo de todo o artigo, é o valor conquistado a partir da venda de produtos ou serviços prestados. O lucro, por sua vez, é o dinheiro que sobra depois da dedução de gastos - e se nada sobra, a empresa entra em prejuízo.

O lucro se assemelha ao faturamento líquido, que subtrai do bruto todas as deduções de vendas e impostos incidentes sobre a venda ou prestação de serviços. Contudo, o primeiro considera, ainda, as despesas administrativas do negócio e outras que não se relacionam à comercialização dos produtos e serviços em si.

Um faturamento alto, portanto, nem sempre acarreta em alta lucratividade. Afinal, uma empresa de cosméticos, por exemplo, pode faturar muito no Dia dos Namorados, promovendo um aumento no valor faturado no mês de junho. Contudo, se a empresa aumentar muito os gastos para dar conta da demanda, o lucro pode ser mínimo.

Por isso, utilizar apenas o faturamento para analisar a saúde financeira do seu negócio nem sempre vai dar certo. Para tanto, é necessário considerar também indicadores como os gastos, que devem ser bem controlados para que, então, o valor faturado se converta em lucro.

Conte com a iugu!

profissionais da iugu felizes em entender como simplificar o cálculo de faturamento

Entendeu o que significa faturamento dentro de uma empresa? Se o valor faturado por seu negócio aumenta em datas comemorativas ou graças a estratégias de marketing, você deve estudar uma maneira de cumprir com a alta na demanda sem aumentar os custos de produção.

Ou seja, para avaliar o desempenho das vendas de cada produto, o quanto a empresa vai, de fato, lucrar e a performance do negócio, é preciso analisar várias métricas em conjunto. Além disso, o cálculo correto do faturamento da sua empresa evita que você pague mais impostos do que deveria, assim como multas e outras penalidades em casos de inadequações encontradas pela Receita Federal.

O faturamento, sozinho, não aponta muitos resultados, sendo necessária a incorporação dele em um planejamento que considere a totalidade de seu negócio. Parece complexo? Uma parceria com a iugu simplifica essa jornada rumo à segurança e estabilidade financeira. 

Nossa plataforma conta com um sistema de automação de seus processos que vai transformar o modo de gerir as finanças da sua empresa. A iugu, inclusive, auxilia na definição do faturamento de todo empreendimento, gerando relatórios personalizados e fáceis de analisar. 

Conheça nossos planos