Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Solicitar Contato

5 passos para implantar a gestão de dados em empresas SaaS

Escrito em 03 de Setembro de 2020 por Patrick Negri

Existem várias formas de otimizar um negócio, especialmente, aqueles que fornecem produtos como serviços. Para quem quer tomar decisões mais inteligentes, o uso da gestão de dados em empresas SaaS é uma das melhores escolhas que podem ser tomadas. Ela reduz riscos e garante mais confiabilidade para cada escolha feita pelo time de gestão.

Mas como qualquer estratégia, isso demanda cuidado. A empresa precisa estar preparada para mudar a sua cultura e garantir que as escolhas sejam aceitas pelos profissionais. Assim, a competitividade e a habilidade de manter contratos será muito maior.

Quer saber mais sobre o tema e como utilizar a gestão de dados em empresas SaaS? Então, confira o post a seguir!

O que é a gestão de dados?

A gestão de dados é estruturada para que a empresa possa manter as suas informações organizadas e com a integridade intacta. Ela combina estratégias de segurança e controle de acesso a backup para evitar que os registros sejam acessados sempre que necessário. Tudo isso orientado a três princípios, que são:

  • manutenção da disponibilidade de todos os arquivos;
  • proteção dos dados contra acessos não autorizados;
  • criação de mecanismos para manter os registros com a integridade robusta sempre.

Por que a gestão de dados deve ser utilizada pela sua empresa?

A gestão de dados em empresas SaaS pode atrair vários resultados positivos. Juntos, eles criam um ambiente de alta performance e inovação. Ao mesmo tempo, conseguem mitigar riscos e preparar a empresa para eventuais problemas.

Confira, a seguir, cada um dos ganhos que o seu negócio terá ao investir nessa abordagem!

Redução de erros

Se os dados do negócio são protegidos corretamente, as chances de falhas acontecerem são muito menores. Os profissionais sempre trabalharão com registros confiáveis e em um padrão comum a todas as áreas. Assim, as decisões e processos serão feitos com menos chance de dar errado.

Melhoria na comunicação com parceiros comerciais

Para se comunicar de modo eficiente com o seu cliente, sempre é importante ter informações precisas. A gestão de dados em empresas SaaS ajuda a manter uma base íntegra.

Assim, vendedores, analistas de suporte e demais profissionais que se relacionam com o seu cliente poderão sempre firmar compromissos com base em uma análise robusta do cenário atual.

Decisões mais robustas

As decisões movidas a dados criam ambientes mais inovadores e eficazes. Ao mesmo tempo, ganham mais confiança dos colaboradores. Assim, você pode garantir que os projetos terão mais sucesso e todos trabalharão em busca de objetivos comuns.

Como implementar a gestão movida a dados no seu negócio?

Para implementar a gestão de dados em empresas SaaS, alguns cuidados devem ser tomados. Eles precisam ter como base o perfil do negócio e as suas regras de compliance. Além disso, precisam estar em conformidade com as normas legais da área.

Veja, em 5 passos, como implementar uma política de gestão de dados em empresas SaaS!

1. Tenha um ambiente digitalizado

A digitalização é uma das melhores formas de garantir que a sua política de gestão de dados será efetiva. Com registros digitais, a criação de backups, a aplicação de regras de segurança e os testes de integridade serão mais fáceis. Além disso, rotinas de controle e integração ganham efetividade.

A digitalização de dados deve ser feita com o apoio de soluções como:

  • sistemas de gestão integrada;
  • ferramentas de relacionamento com o consumidor;
  • sistemas de gerenciamento de vendas.

2. Integre aplicações

A integração entre aplicações garante que os dados circularão com padrões semelhantes e sempre estarão atualizados. Ao mesmo tempo, melhora a abrangência das políticas de controle de acesso. Por isso, o negócio deve apostar em APIs que permitam unificar a infraestrutura.

Esse trabalho pode ser feito com o apoio de um time de especialistas. Ele garantirá que a integração seja feita seguindo os padrões do mercado. Ao mesmo tempo, definirá as regras básicas para que nenhum erro ocorra após a unificação das comunicações ser concluída.

3. Defina normas de segurança

As normas de segurança e de controle de acesso são fundamentais para estruturar uma política de gestão de dados. Manter os registros íntegros sempre dependerá da habilidade em proteger cada arquivo de acessos não autorizados. Por isso, mantenha normas claras para controlar quem pode visualizar, modificar ou criar arquivos.

Essas normas valem especialmente para os dados de clientes e das vendas. Contratos, informações de pagamento e registros de compras precisam ser protegidos com muito cuidado. Afinal, o seu vazamento pode levar a grandes prejuízos em médio e longo prazo.

4. Monitore o comportamento dos usuários

O acompanhamento dos usuários deve sempre ser feito. Isso evita que uma conta violada seja utilizada sem que os gestores de segurança saibam. Ao mesmo tempo, reduz o tempo necessário para as empresas tomarem medidas que bloqueiem as contas violadas.

Por isso, sempre utilize sistemas de TI voltados para esse fim. Faça ajustes para evitar acessos não autorizados e mantenha alertas programados. Assim, a integridade da sua infraestrutura será mantida com muito mais facilidade.

5. Treine as equipes

Todos os usuários devem ser treinados para utilizar boas práticas no seu dia a dia. Não adianta o negócio ter uma gestão de dados robusta, se as normas não forem seguidas. Portanto, não deixe de ensinar os seus profissionais a não se expor a riscos desnecessários.

Gerir uma empresa com base em dados é uma escolha que deveria ser tomada por qualquer negócio. Mas nas empresas SaaS isso tem um impacto especial. Afinal, coloca o negócio à frente da concorrência e prepara as equipes para qualquer problema que possa ser enfrentado no futuro.

O uso da gestão de dados em empresas SaaS coloca esse tipo de negócio em um lugar de destaque. As decisões das lideranças serão mais robustas e alinhadas com as demandas do público-alvo. Ao mesmo tempo, todos os times poderão reduzir riscos, minimizar erros e se alinhar às demandas do público-alvo.

Por isso, não deixe de buscar um parceiro para utilizar as técnicas e sistemas de gestão de dados em empresas SaaS. Assim, você poderá se manter competitivo, mesmo em cenários desafiadores!

Se você quer saber em detalhes sobre como a gestão de dados pode manter o seu negócio mais eficaz, fale conosco!