Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Crowdfunding: qual o melhor tipo de investimento para a sua empresa?

Existem muitas maneiras de conseguir fundos para alavancar a sua nova empresa. O crowdfunding é uma delas, conheça e saiba como fazer!

Escrito em 31 de Janeiro de 2022 por Redação iugu

Atualizado em 01 de Fevereiro de 2022

Crowdfunding pode ser definido como uma forma de levantar recursos para financiar projetos e negócios, por meio de plataformas online. A iniciativa geralmente permite alcançar um grande número de pessoas interessadas na ideia, que podem apoiar financeiramente a concretização do projeto.

É muito utilizado por ONGs, startups ou empresas em crescimento, como forma de conquistar fundos alternativos. É um jeito inovador de obter financiamento para novos projetos, negócios ou ideias.

Também pode ser uma maneira de cultivar uma comunidade em torno de sua oferta. Ao usar o poder da comunidade online, quem inicia um crowdfunding obtém, por vezes, informações úteis sobre o mercado e já acessa potenciais novos clientes.

Se você é empreendedor ou empresário, especialmente de pequenas e médias empresas, e está pensando em maneiras de financiar um novo negócio ou ideia, conheça mais sobre o crowdfunding neste artigo.

Como funciona o crowdfunding?

Crowdfunding, ou financiamento coletivo, difere-se de um financiamento comum justamente por ser proveniente de um grupo de pessoas e não de instituições financeiras.

Plataformas de crowdfunding são sites que permitem a interação entre os empreendimentos (captadores de recursos) e a crowd (multidão) em si.

Geralmente, as plataformas cobram uma taxa se a campanha de angariação de fundos for bem-sucedida. Em troca, espera-se que essas plataformas de crowdfunding forneçam um serviço seguro e fácil de usar.

Existem dois modelos principais de financiamento por crowdfunding:

  • Tudo ou nada: se você atingir sua meta, receberá o dinheiro e, se não atingir, todos os financiadores receberão seu dinheiro de volta – sem ressentimentos e sem perdas financeiras.
  • Flexível: mesmo que o valor mínimo não seja arrecadado dentro do prazo, o dinheiro captado é entregue à empresa e as taxas da plataforma são cobradas normalmente.

Existem também tipos de crowdfunding, que variam de acordo com o retorno dado aos investidores. Conheça alguns dos mais comuns, utilizados por PMEs e Startups:

Principais tipos de financiamento coletivo

1. Peer-to-Peer ou Debt Crowdfunding

Nesse caso, a “multidão” empresta dinheiro para uma empresa com um acordo firmado: de que o dinheiro será reembolsado com juros. É muito semelhante ao empréstimo tradicional de um banco. 

Entretanto, os juros costumam ser muito menores comparados aos juros de empréstimos bancários. Ou seja, após o empreendimento se concretizar, os investidores terão um pequeno retorno financeiro, de forma pontual.

2. Equity Crowdfunding

O Equity é voltado para empresas de pequeno e médio porte que procuram investimentos para expandir seus negócios.

Neste caso, a empresa vende várias partezinhas por meio do crowdfunding. As pessoas apoiadoras são, na verdade, investidoras e recebem uma participação percentual na empresa, assumindo direitos e deveres como acionistas.

3. Crowdfunding baseado em recompensas

Indivíduos doam para um projeto ou empresa com a expectativa de receber em troca uma recompensa não financeira, como bens ou serviços.

Este é um dos tipos mais comuns de crowdfunding.

4. Crowdfunding baseado em doações

Indivíduos doam quantias para atender ao objetivo maior de financiamento de um projeto de caridade específico, sem receber nenhum retorno financeiro ou material.

Tipo muito comum de crowdfunding para projetos e ações sociais.

Benefícios do Crowdfunding

Você já deve ter começado a imaginar como esse tipo de investimento poderá ajudar a sua empresa, certo?

Aqui estão alguns dos benefícios do crowdfunding:

Alcance

Ao usar uma plataforma de crowdfunding, você tem acesso a milhares de investidores credenciados que podem ver, interagir e compartilhar sua campanha de captação de recursos.

Objetividade

Ao criar uma campanha de crowdfunding, você passa pelo processo de olhar para o seu negócio do nível mais alto – sua história, ofertas, mercado, proposta de valor, recursos e muito mais, podendo ter mais claro na sua mente o seu objetivo.

Marketing

Do lançamento ao fechamento, você pode compartilhar e promover sua campanha por meio de mídias sociais, boletins informativos por e-mail e outras estratégias de marketing online, para atingir ainda mais pessoas.

Validação de Conceito

Apresentar o seu conceito ou negócio às pessoas é uma excelente oportunidade para validar a sua oferta.

À medida que os investidores em potencial começam a manifestar interesse e fazer perguntas, você verá rapidamente se falta algo que os tornaria mais propensos a comprar a sua ideia.

Eficiência

Um dos maiores benefícios do crowdfunding online é sua capacidade de centralizar e otimizar seus esforços de captação de recursos.

Ao criar um perfil único e abrangente para o qual você pode direcionar todos os seus clientes e potenciais investidores, você elimina a necessidade de buscar cada um deles individualmente, em um formato muito mais acessível.

Leia também: Fundraising: os primeiros passos para conquistar um investimento

Como e onde conseguir um Crowdfunding?

Existem centenas de sites de crowdfunding onde você pode conseguir cadastrar a sua empresa para receber investimento, na maioria deles você pode:

  • Configurar uma página para descrever, promover e postar atualizações sobre seu projeto;
  • Aceitar doações online;
  • Especificar os tipos de projetos ou campanhas (por exemplo, criativo/artístico; empreendedor; necessidades pessoais).

Por isso é tão importante ter o seu projeto claro e objetivo, para que você possa criar uma campanha atrativa para o público.

Dica: atente-se aos termos e condições de cada site para estar ciente das taxas cobradas e da política do site (tudo ou nada, ou flexível), e faça sua escolha de acordo com as suas necessidades.

Importante lembrar também que nem todos os projetos atingem seus objetivos, então reserve um tempo para aprender o que torna as campanhas de crowdfunding para o seu tipo de projeto bem-sucedidas.

Para isso, você pode consultar esta lista de plataformas de crowdfunding e conferir as campanhas que estão rolando por lá:

Com tantas campanhas e plataformas diferentes na internet, os maiores desafios são, de fato, alcançar um número suficiente de pessoas e apresentar uma história confiável e convincente que os leve a doar e compartilhá-la com seus amigos.

Dica: utilize suas redes sociais! Grande parte do relacionamento e do engajamento do seu público vem de lá. Através das redes sociais você poderá criar seu storytelling e se conectar com as pessoas de uma maneira muito mais simples.

Aproveite essa estratégia pois a maioria das plataformas permite que você compartilhe suas redes sociais na sua campanha!

O crowdfunding tem crescido muito no Brasil e vem se mostrando cada vez mais como uma alternativa viável de fomentar a inovação de empresas.

E se você quer mais dicas sobre inovação, que tal baixar nosso Kit de Inovação Financeira e aprender outras maneiras de inovar no seu negócio e melhorar a experiência de compra dos seus clientes?