Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

O que é storytelling e como usá-lo para captação de clientes na TI

Escrito em 17 de Maio de 2020 por Redação iugu

Atualizado em 21 de Dezembro de 2020

Durante conferência privada da Amazon, o presidente da empresa, Jeff Bezos, entrou no palco vestindo um terno robótico, chamando a atenção de todos e virando assunto da imprensa internacional e das redes sociais. Bezos pode ser citado como um dos CEOs atuais que sabe o que é storytelling e como usar esse recurso para vender suas ideias.

Contar histórias é uma ferramenta que traz excelentes resultados para a aquisição de novos clientes e até fãs da marca. Isso vale também para organizações do setor de tecnologia, que usam recursos como esse para se manterem sob os holofotes.

Quer saber mais sobre o storytelling e como usá-lo para captar clientes no nicho de TI? Então, continue a leitura!

O que é storytelling?

Podemos definir storytelling como a arte de comunicar uma ideia com o uso de recursos linguísticos e visuais, por meio de uma narrativa envolvente com começo, meio e fim.

Por que esse recurso é tão importante? A resposta está no cérebro humano, que tem mais facilidade para reter histórias, que tenham uma evolução e um contexto, do que dados soltos. Uma boa história é capaz de humanizar e aumentar a proximidade com as pessoas.

Como o storytelling atua na atração de novos clientes?

Uma boa história ativa partes do cérebro que, com a ajuda da imaginação, levam o cliente para dentro daquela experiência. Esse processo estimula a liberação de dopamina, facilitando a associação e as lembranças.

Além disso, quando a narrativa é bem construída, ela inspira e motiva o ouvinte a agir. Isso significa que, ao acoplar uma boa história sobre o seu produto, seu consumidor em potencial tem uma propensão muito maior de comprar com você.

Qual a importância do storytelling para o negócio?

O storytelling pode ser usado como uma ferramenta poderosa de marketing. Isso porque, quando a história é bem construída, ela é capaz de chamar a atenção do público e despertar sentimentos positivos que estimulam os clientes a adquirirem seus produtos ou serviços.

Entenda como o storytelling atua no público.

Conecta pessoas

Uma boa história desperta a empatia, elemento essencial para que os clientes se identifiquem e estabeleçam uma conexão com a sua empresa. Além de fazer com que essas pessoas fiquem mais propensas a comprar com você, elas provavelmente passarão a ser clientes fiéis se houver qualidade no serviço e no atendimento, pois já estabeleceram uma certa ligação emocional.

Gera engajamento

As histórias despertam emoções no público, e são praticamente um convite para que ele participe e relate suas experiências. Isso traz um engajamento muito maior. Pode perceber que empresas que trabalham com esses recursos têm um número maior de curtidas e comentários nas redes sociais, aumentando a sua relevância e a capacidade de atrair ainda mais pessoas.

Como usar o storytelling nos negócios?

Conhecendo um pouco mais sobre o storytelling e como ele impacta o seu público, conduzindo-o para que ele passe a integrar a sua base de clientes, fica fácil entender por que tantos empreendedores estão usando esse recurso, assim como Bezos fez na conferência da Amazon.

Para ajudar você a também aplicar o storytelling, reuni algumas sugestões de uso dessa estratégia para a sua empresa.

Organize apresentações de projetos

Apenas mostrar a sua solução e informações técnicas certamente vai deixar as pessoas entediadas. Conte todo o processo por trás da criação e procure links com histórias que sejam comuns às outras pessoas para despertar a empatia.

Incluir esses elementos de storytelling na apresentação provoca o envolvimento do público e aumenta a possibilidade de que as pessoas comprem o que você está lançando ou falem disso para seus amigos.

Gere identificação

Somos indivíduos totalmente diferentes ― temos preferências e aspirações distintas. Mas, os sentimentos unem todos os humanos, pois todos nós já sentimos tristeza, dor, alegria, esperança e medo em algum momento da vida.

Em seu uso do storytelling, sempre busque estimular emoções em comum com o cliente. Isso vai despertar a identificação e fazer com que seu consumidor em potencial estabeleça uma conexão mais forte com a sua marca.

Destaque um problema para o qual você traga a solução

Os profissionais de TI enfrentam problemas constantes, que vão desde questões técnicas até dificuldades para lidar com as exigências dos clientes.

Quais problemas a sua solução realmente resolve? Foque nos problemas que as equipes de tecnologia normalmente enfrentam e mostre como a sua solução pode resolver essas dificuldades.

Ao mostrar todos esses benefícios, o cliente entenderá que realmente precisa do seu produto e certamente fará a compra em algum momento.

Integre como estratégia em um pitch de elevador

O pitch de elevador é um discurso rápido e bem estruturado, capaz de “vender o seu peixe”. Incluir técnicas de storytelling nessa abordagem ajuda a envolver o interlocutor e despertar seus sentimentos durante a história, abrindo portas para que ele aceite a sua abordagem e argumentos.

Mas lembre-se de que uma das principais características do pitch de elevador é a objetividade. Construa uma história, mas que seja concisa e, ao mesmo tempo, envolvente.

Como usar a criatividade no storytelling?

Como citei um pouco acima, as histórias não precisam ser contadas apenas verbalmente. Existem diversos elementos que podem ser aplicados para tornar a sua narrativa mais interessante e engajadora. Você pode usar recursos sensoriais, música, imagens, vídeos ― tudo isso vale para contar uma boa história e envolver seus futuros compradores.

Provavelmente, você já encontrou uma boa história contada nas redes sociais, que atraiu muito engajamento e colocou a marca em destaque, por meio de recursos interativos. Esse é um bom exemplo do uso criativo do storytelling.

Usar esse diferencial vai ajudar muito na prospecção de novos clientes e pode aumentar significativamente o faturamento da sua empresa.

Neste post, expliquei o que é storytelling, como ele pode ajudar a sua empresa e atrair clientes da área de tecnologia. Mesmo que essas pessoas trabalhem com recursos mais objetivos, uma boa história é capaz de atraí-las e ser convertida em situações favoráveis.

E você, gostou deste conteúdo? Acha que ele pode ser útil e quer receber mais informações como essa? Aproveite então para assinar a newsletter da iugu. Me comprometo a enviar emails avisando sobre novas publicações, sempre com temas que podem impulsionar seu negócio!