Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Guia para escolher o nome para loja virtual e e-commerce

Veja nossas dicas para escolher o nome para loja virtual (e-commerce) e entre para o mercado dos negócios digitais

Escrito em 18 de Setembro de 2020 por Patrick Negri

Atualizado em 08 de Outubro de 2021

Escolher um nome para loja virtual (e-commerce) pode ser um processo extremamente desafiador. Afinal, ele precisa ser relevante, combinar com o seu negócio e gerar identificação, não é mesmo? 

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo:

No entanto, não precisa se desesperar, pois, no decorrer desse post, daremos dicas interessantes e sugestões de nomes para sua loja virtual. Para saber mais, basta seguir com sua leitura! 

Nome para loja virtual (e-commerce): dicas para escolher bem!

Confira agora o que você precisa considerar na hora de escolher um nome para sua loja virtual (e-commerce).

1. Analise o seu público-alvo

Analisar o seu público-alvo é uma etapa essencial para quem está escolhendo um nome para sua loja virtual (e-commerce), isso porque ele deve estar alinhado com o perfil de sua audiência, ainda mais se você está montando um e-commerce do zero.

Desse modo, é fundamental que você elenque várias características de seu público-alvo, como:

  • faixa etária;
  • gostos;
  • hobbies, 
  • interesses;
  • necessidades
  • e desejos. 

Depois de analisados todos esses aspectos, você , automaticamente, já eliminará algumas sugestões de nomes para sua loja virtual que não combinem com o perfil de sua audiência. Isto é, se o seu nicho for direcionado para crianças, você já descartará algum nome mais difícil e, até mesmo, de duplo sentido. 

2. Não invente muito

Criatividade é muito bom, mas não exagere! Isso porque se escolher um nome muito extravagante, é bem provável que as pessoas não saibam soletrá-lo, se esqueçam facilmente dele ou, pior, que não consigam associá-lo com seu negócio.

Isso não significa que precise eleger um nome óbvio demais, só não invente tanto e o mantenha curto!

3. Nem pense em colocar o nome de sua Razão Social 

A sua Razão Social é o nome registrado em cartório da sua empresa. É ele que aparece nos documentos e contratos, logo, tem um forte caráter legal. Além disso, a Razão Social de uma organização geralmente conta com uma nomenclatura extensa. Desse modo, além de pouco original, ele não representará sua marca com efetividade, percebe? 

Para saber um pouco mais sobre o tema, recomendamos que assista ao vídeo abaixo!

 

 

Nome para loja virtual (e-commerce): + 5 dicas para você conhecer

Confira agora mais cinco dicas para escolher o nome para sua loja virtual (e-commerce).

1. Estude a concorrência

Você não quer que um cliente associe o nome de sua marca com a da concorrência, certo? 

Sendo assim, você precisa fazer um estudo sobre os seus principais concorrentes. Essa etapa é importante porque ao realizar essa pesquisa, você poderá se inspirar e ter insights para criar o seu nome, algo totalmente inédito.

sugestões de nomes para loja virtual

2. Verifique a disponibilidade do domínio

O domínio nada mais é do que o endereço de seu site. Para saber se você pode utilizá-lo, é preciso verificar a sua disponibilidade. Para isso, você pode acessar o Registro.br.

Nesse quadro, você precisa também analisar o seu objetivo. Pretende, no futuro, internacionalizar o seu negócio? Então, talvez a melhor alternativa não seja optar pelo “.com.br”, mas pelo “.com”. 

3. Pense no SEO

Pensar no SEO é uma prática estratégica para quem está escolhendo um nome para sua loja virtual. Sendo assim, é recomendável buscar pelas palavras-chaves que mais descrevem e combinam com o seu negócio no Google. 

Feito isso, é importante analisar as referências. Nesse momento, é preciso pensar como um usuário, isto é, como as pessoas procurariam no Google sobre o assunto. 

Verifique no Google quais são os nomes que aparecem no topo. Não escolha nenhum que seja parecido, opte por um mais específico para, assim, conseguir alcançar, em um futuro próximo, a primeira página do buscador. 

4. Combine palavras

Depois de feita a busca no SEO e ter observado várias sugestões de nomes para sua loja virtual, você pode pensar em combinação de palavras. Por exemplo, se o seu nicho for o de maquiagem, você pode optar por “portaldamaquiagemdivina” ou “mundodamaquiagemdivina”, por exemplo. Utilizar um gerador de nomes pode ser uma boa opção para te auxiliar nessa etapa.

5. Registre a sua escolha

Depois de tanta pesquisa, analise e brainstorming, você, finalmente decidiu o nome para sua loja virtual? Maravilha! Então, chegou o momento de registrá-lo. Esse registro poderá ser realizado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), mediante o pagamento de uma taxa. Ele precisa ser feito para que outras pessoas não utilizem o mesmo nome que o seu, entendeu? 

O que você achou desse post sobre sugestão de nomes para loja virtual? Foi útil? Deixe sua opinião nos comentários!

Aproveite o momento, para esclarecer algumas questões de ordem legal da sua loja virtual. Será que seu produto ou serviço está alinhado com sua classificação fiscal? 

Não se assuste sobre a seriedade do assunto. Isso porque, por meio desse e-book, você entenderá tudo sobre o tema de modo descomplicado, e logo saberá:

  • se o seu produto está adequadamente classificado para fins fiscais;
  • se sua opção tributária é adequada para o seu negócio;
  • se o seu negócio apresenta algum problema fiscal.

Para saber tudo isso, veja nosso ebook de como ter um e-commerce de sucesso.E-commerce de sucesso