Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica, não sejam MEI e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Indiquei um cliente pelo programa de Afiliados. Como eu posso consultar minha indicação?

Você pode consultar sua indicação no Painel do Indicador.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Quero ser cliente

KPIs para SaaS: meça os riscos e conheça as oportunidades para seu negócio

Escrito em 07 de Julho de 2020 por Marcos Madureira

Nem toda empresa de SaaS que trabalha com pagamento recorrente utiliza KPIs para SaaS para avaliar seu desempenho. Trata-se de um grande erro. Afinal, é fundamental mensurar resultados para conseguir identificar as oportunidades e riscos e, assim, aplicar estratégias embasadas direcionadas ao crescimento da empresa. 

A realidade é uma só: a organização que não utiliza métricas para SaaS para avaliar a sua performance tem pouco controle sobre o seu negócio. Afinal, mensurar resultados configura uma condição básica para gerir estratégias, definir correções e alinhar as demandas do mercado em relação aos produtos e serviços de sua companhia. 

A sua empresa ainda não utiliza KPIs para SaaS? Calma, não é preciso se desesperar! Sempre é tempo de abraçar estratégias que direcionem o seu negócio para o sucesso. 

O primeiro passo já foi dado. Afinal, você está buscando conhecimento sobre o assunto, não é mesmo? Para seguir sua caminhada, basta ler este post até o fim e, assim, conhecer as mais importantes métricas para SaaS!

KPIs para SaaS: as top 5 métricas essenciais

Confira, agora, as cinco KPIs para SaaS essenciais para fazer o seu negócio crescer.

1. Custo de aquisição por cliente (CAC)

O custo de aquisição por cliente (CAC) representa uma das métricas para SaaS mais importantes. Afinal, por meio desse indicador, é possível saber quanto uma companhia desse segmento gasta com estratégias de marketing e de vendas para conseguir converter um lead em um cliente. 

Em outras palavras, o CAC reflete o custo para adquirir um novo cliente. Nesse sentido, é crucial destacar que, de acordo com estudos, custa até 25 mais adquirir um novo cliente do que manter um antigo.

Diante desses dados, é possível concluir que a meta de um negócio deve estar direcionada para reduzir o CAC, certo? Afinal, um CAC muito elevado pode reduzir, significativamente, a margem de lucro de uma companhia. 

Para calcular esse KPI para SaaS, a fórmula é seguinte: gasto total com marketing e vendas dividido pelo número total de clientes. 

Suponhamos que a sua empresa tenha investido R$ 400 mil em ações de marketing e R$ 500 mil em estratégia de vendas e, assim, tenha conquistado 1800 clientes. Desse modo, o seu CAC é de R$ 500,00. 

Para compreender ainda melhor o que é CAC e saber como reduzi-lo, assista ao vídeo abaixo.

2. Lifetime value (LTV)

O Lifetime Value (LTV) nada mais é do um indicador que mede o valor do tempo de vida do cliente. Em outras palavras, essa métrica reflete o potencial de vendas do cliente ao longo de seu relacionamento com a empresa. 

Essencial para empresas que trabalham com SaaS, especialmente no modelo de assinaturas, essa métrica é importante porque ajuda a definir metas e estratégias que reduzam o custo de aquisição de clientes (CAC), melhorem a retenção e que estimulem a fidelização. 

O LTV está totalmente ligado à satisfação do consumidor, pois a tendência é de que um comprador que tenha vivenciado uma boa experiência de compra continue utilizando os serviços de sua companhia e fazendo upgrades de seus produtos.

Para chegar a esse KPI para SaaS, é preciso multiplicar o valor médio de suas vendas (o ticket médio) pela média de compras do cliente por ano e pela média do relacionamento.

Para entender na prática, vamos a um exemplo!

Se o ticket médio de sua empresa é de R$ 3000,00, cada cliente compra 10 vezes por ano e o relacionamento dura, em média, seis anos, o seu LTV é de R$ 180 mil. 

Para complementar o seu conhecimento sobre o assunto, indicamos que assista ao vídeo seguir. 

3. Taxa de conversão 

A taxa de conversão reflete o número de leads que se transformaram em clientes. Essa métrica para SaaS é importante porque indica se o trabalho de captação de leads de sua equipe de marketing está sendo eficiente ou não. 

O cálculo da taxa de conversão é fácil. Basta dividir o número total de clientes pela quantidade de leads e multiplicar por 100. 

Ou seja, se a sua empresa conseguiu fechar com 18 clientes e o seu número de leads tenha sido de 220, a sua taxa de conversão foi de 8%. 

4. Ticket Médio

Bastante utilizado por empresas que atuam no varejo e no segmento de tecnologia, essa métrica também é fundamental para o SaaS. Isso porque, por meio dela, é possível direcionar estratégias para aumentar as vendas e, assim, conquistar lucros mais atrativos. 

Há duas maneiras de calcular o ticket médio:

  • ticket médio = faturamento bruto dividido pelo volume de vendas;
  • ticket médio= valor total de vendas dividido pelo número de clientes.

Por exemplo, suponhamos que a sua empresa tenha registrado R$ 20 mil em vendas no período de um mês. Esse valor foi pago por 35 clientes. Desse modo, o ticket médio é de R$ 571,00. Ou seja, cada cliente gastou cerca de R$ 570,00 por mês em sua companhia. 

métricas para saas

Confira também: “Como diminuir o churn rate em empresas de SaaS”. 

5. Receita mensal recorrente (MRR)

Bastante utilizada em empresas que trabalham com planos de assinatura e Saas. a Receita Mensal Recorrente (MRR) é um indicador vital para realizar um gerenciamento efetivo desses segmentos. Isso porque essa métrica revela se é preciso investir mais ou se o momento é de colocar o pé no freio. 

Para calcular o MRR, o cálculo é simples. Basta multiplicar a quantidade total de clientes de sua base pelo valor pago mensalmente nos planos de assinatura. 

Por exemplo, se uma companhia tem 20 clientes pagando R$ 200,00 por mês, o MRR é de R$ 20 mil, o que representa R$ 240 mil em um período de um ano. 

Agora que você já sabe quais são as principais KPIs para Saas e entendeu a importância de contar com essas métricas de Saas para o seu negócio, que tal dar um empurrão para que esses indicadores fiquem alinhados com suas previsões de faturamento?

Para isso, você pode contar com a iugu, uma empresa especializada em pagamentos recorrentes. Com a plataforma da iugu, é possível automatizar e estruturar seus processos financeiros de ponta a ponta. Para saber mais, é só conversar com um dos especialistas da iugu, clicando aqui. 

Crédito da foto de capa: Diferencial TI