Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Inteligência artificial no varejo: entenda como ela está moldando o mercado

Escrito em 14 de Agosto de 2020 por Patrick Negri

Atualizado em 21 de Dezembro de 2020

A transformação digital trouxe inúmeras mudanças estruturais dentro do cenário corporativo. Logo, as empresas que não adotarem inovações, como a inteligência artificial no varejo, poderão perder sua fatia de mercado. 

Não se trata de sensacionalismo, mas sim de realidade. Afinal, o comportamento do consumidor mudou. Isto é, sua jornada de compra não é mais linear nem óbvia. 

Além disso, os clientes estão mais exigentes. Dessa forma, para oferecer personalização e antecipar suas necessidades, e, assim, fornecer uma excelente experiência para eles, é fundamental analisar seus dados. É aí que a tecnologia entra em cena. 

Só para você ter uma ideia da importância desse conceito e da estimativa de expansão desse mercado, de acordo com pesquisa da Mordor Intelligence, a inteligência artificial no varejo foi avaliada em mais de 1 bilhão de dólares em 2019. Acha muito? Poi sabia que, até 2025, a previsão é de que esse setor alcance quase 11 bilhões. 

Entre os benefícios de aplicar essa invocação, estão: economia de custos e aumento de produtividade, como você pode observar na imagem abaixo. 

inteligência artificial no varejo

Crédito: Know Lab 

O que a inteligência artificial no varejo e sua importância? 

A inteligência artificial no varejo é uma inovação que permite que máquinas e sistemas simulam o pensamento humano por meio da tecnologia. Assim, essas ferramentas tomam decisões acionando os bancos de dados e, logo, interpretam e analisam diferentes cenários do comportamento do consumidor. 

De acordo com Bob Hety, analista da Gartner, apesar do investimento inicial em IA ser alto, não adotá-lo pode ser fatal para quem trabalho no varejo. Sem falar que a AI representa diferenciação em um mercado tão competitivo e saturado:

"Nos próximos cinco anos, mais ou menos, a IA se tornará um dos principais elementos de diferenciação para os varejistas"... É realmente urgente que eles sejam proficientes nisso."

De acordo com pesquisa da McKinsey feita em 2019, houve um aumento de quase de 25% na utilização da IA pelas empresas. 

Nesse contexto, 60% dos executivos que atuam no varejo afirmaram que suas organizações incorporaram pelos menos uma solução tecnológica. O resultado dessa decisão foi interessante, uma vez que boa parte deles relatou que conquistou maiores faturamentos.

Para ter uma visão mais ampla sobre o assunto, recomendamos que assista ao vídeo abaixo: 

Empresas que utilizam a inteligência artificial no varejo com sucesso

Confira, agora, empresas nacionais e internacionais que adotaram a inteligência artificial no varejo e que impulsionaram seus negócios. 

1. Magazine Luiza 

A gigante brasileira do marketplace Magazine Luiza apostou na inovação para melhorar a experiência de seus clientes e teve como reflexo uma mudança em sua estrutura financeira. 

Até 2015, a companhia não estava com resultados financeiros satisfatórios. No entanto, ela conseguiu reverter esse cenário e assim conquistou um crescimento de quase de 600% e um dos maiores lucros líquidos de sua história. 

Para tanto, a empresa investiu em novas plataformas e aplicativos, como o Magazine Você, que permite que seus usuários criem suas próprias vitrines virtuais.  

O Aplicativo Mobile Vendas e Estoquista é outro exemplo. Por meio dessa ferramenta, os vendedores conseguem visualizar todo o estoque da loja e, assim, oferecer atendimentos mais ágeis e eficientes para seus clientes.

Além disso, a empresa valoriza a abordagem omnichannel e assim mantém a qualidade de seu atendimento em todos os seus canais. 

2. Amazon 

Considerando que a personalização representa hoje uma das preferências do consumidor atual, sendo importante para 91% das pessoas, como mostra pesquisa da Accenture, contar com tecnologias que promovam essa questão é uma atitude inteligente, certo?

Foi o que fez a Amazon, que ao utilizar o machine learning, consegue oferecer uma estratégia personalizada para seus clientes com base em recomendações customizadas sobre leituras de livros e de ofertas pessoais. 

3. Leroy Merlin

A Leroy Merlin, rede francesa bastante conhecida do ramo de materiais de construção, está há mais de cinco anos investindo em inteligência artificial para melhorar a experiência de compra de seus clientes. 

Para isso, a empresa fez diversas parcerias, contratou especialistas do mercado e reconstruiu seus sistemas internos. 

Uma de suas novas inovações foi apostar na estratégia omnichannel para oferecer uma experiência única e memorável tanto no ambiente online como o físico. 

Para tanto, fez uma parceria com a IBM. Assim, a empresa americana ofereceu uma solução de nuvem híbrida e, logo, a Leroy Merlin contará um um sistema mais dinâmico e eficaz para administrar a sua plataforma digital. 

4.  L’Oréal

A  L’Oréal, uma empresa francesa varejista da área de cosméticos, quis aprimorar o seu atendimento ao ao cliente, oferecendo respostas mais ágeis a seus consumidores. 

Pelo fato da empresa receber milhares de clientes diariamente e não conseguir dar conta de responder a todos com rapidez e oferecer as respostas adequadas, a companhia decidiu investir em uma solução da Zendesk que permitiu o gerenciamento eficiente de perguntas, o monitoramento efetivo do status e o envio de atualizações das dúvidas. 

Não é preciso nem dizer que a empresa melhorou o atendimento ao cliente e incrementou seu faturamento ao adotar a inteligência artificial no varejo, certo?

Como você viu ao longo deste texto, contar com inovações pode garantir a sobrevivência de uma empresa no mercado. 

No entanto, você não precisa começar esse processo investindo em todas as vertentes. Se der atenção a algumas delas, apostando na personalização e em estratégias que façam sentido para o momento atual de seu negócio, é possível que a sua empresa ganhe destaque no mercado antes que imagine. 

Nesse contexto, oferecer um sistema de pagamentos que alie tecnologia com personalização pode fazer toda a diferença. Para isso, existe a iugu, especialista no setor e que conta com o melhor custo-benefício do mercado. Para saber mais, basta conversar com um dos experts da iugu aqui! 

Crédito da foto de capa: Freepik