Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica, não sejam MEI e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Indiquei um cliente pelo programa de Afiliados. Como eu posso consultar minha indicação?

Você pode consultar sua indicação no Painel do Indicador.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Quero ser cliente

Como incentivar a inovação organizacional?

Saiba a importância de apostar na inovação organizacional, quais são os seus benefícios, exemplos e dicas práticas de como implantá-la na cultura na sua empresa.

Escrito em 31 de Dezembro de 2020 por Patrick Negri

Com a competitividade cada vez maior do mercado corporativo, o investimento em inovação organizacional é, hoje, muito mais uma questão de sobrevivência para muitas empresas do que propriamente uma vantagem competitiva no mercado e um diferencial para fazê-la crescer.

A globalização e a tecnologia permitem que os produtos, serviços, processos e demais aspectos de uma empresa sejam constantemente desenvolvidos e aprimorados para atender as expectativas de seus stakeholders. Isso é inovação organizacional: possui suma importância para o desenvolvimento de qualquer empresa e deve ser aplicada em pequenas, médias ou grandes companhias.

Neste artigo, você verá os tipos de inovação organizacional, qual a sua importância, as suas bases e dicas de como implantar este conceito em sua empresa, com o uso da tecnologia e de métodos modernos de produção. Siga conosco até o final e boa leitura!

O que é inovação organizacional?

Inovação organizacional é um conjunto de ações com o objetivo de potencializar os processos de uma empresa, utilizando a tecnologia e outros meios. 

Assim, as empresas que aplicam este conceito precisam permitir mais flexibilidade em suas rotinas internas, mas em contrapartida são beneficiadas de várias maneiras. Veja as principais.

Vantagem competitiva

Ao investir em inovações, a empresa está investindo também em sua sustentabilidade e aumentando o seu horizonte de atuação no mercado. Toda melhoria em um processo vai trazer alguma vantagem competitiva, e a soma de diversos processos resulta em melhores resultados no âmbito geral a longo prazo.

Crescimento empresarial 

Quando se tem vantagem competitiva, o desenvolvimento da empresa e seu consequente crescimento são muito mais acelerados. Deste modo, não é difícil prever também um aumento no faturamento da companhia conforme mais inovações vão sendo implantadas.

Movimenta a economia do país

Ao apostar na inovação para permanecer competitiva no mercado, a empresa segue gerando renda e emprego para os seus colaboradores, fornecedores e demais parceiros, além de continuar ajudando a movimentar a economia do país.

Mas o que pode ser considerado inovação organizacional? Vamos começar com os principais tipos de inovação.

Quais são os tipos de inovação?

Existem diversos modelos de inovação que podem ser aplicadas na sua empresa. Veja a seguir os 8 tipos de inovação mais comuns no ambiente empresarial.

Modelo de negócio

Diz respeito à maneira como a empresa conduz todas as suas atividades. Inovação no modelo de negócio é otimizar os meios de geração de receita para a organização e também o seu modo de operação.

Processo

Aumento da produtividade através da implantação de novos processos operacionais nas diferentes etapas do desenvolvimento do seu negócio.

Organizacional

Novos métodos para aumentar a competitividade da empresa, além de facilitar os processos de recrutamento e seleção e de desenvolvimento dos colaboradores. Aqui também se enquadram a gestão de qualidade e estratégias de comunicação interna, como o endomarketing.

Marketing

Tem relação com as mudanças no produto ou serviço oferecido pela empresa, como design, reposicionamento de mercado, segmentação de público, estratégias de comunicação, promoção etc.

Produto

Realizar melhorias no produto oferecido, para agregar valor e atender as expectativas do público com maior sucesso. 

Trata-se do lançamento ou da criação de algo novo no mercado, assim como o desenvolvimento de mais funcionalidades e outros aspectos nos produtos já existentes.

Serviço

Oferecer um novo serviço no mercado ou implementar melhorias nos serviços já existentes. O objetivo aqui também é agregar valor e satisfazer os clientes da melhor maneira possível.

Inovação incremental

Fazer pequenas e contínuas melhorias em um produto ou serviço, que podem ser quase imperceptíveis para os clientes, mas que são significativas e garantem o melhor resultado no longo prazo.

Inovação radical

Mudanças realmente drásticas capazes de quebrar paradigmas e ditar novas regras no segmento de atuação de uma empresa, chegando até a alterar o modelo de negócios da empresa.

Exemplos concretos de inovação

Conheça a seguir alguns exemplos práticos de inovação para você implantar na sua empresa:

  • expansão da comunicação;
  • adoção das melhores práticas de gestão;
  • descentralização dos processos;
  • gerenciamento de logística;
  • integração com universidades e outras instituições de ensino;
  • atualização da estratégia empresarial;
  • treinamento para colaboradores.

Porém, além de implantar inovações nos processos da sua empresa, é necessário também ter um método para calcular sua capacidade de inovação. Para isso foi criado um conceito chamado de 4 Ps da inovação. Veja mais detalhes a seguir.

Os 4 Ps da inovação

profissional pesquisando sobre como realizar a inovação organizacionalEntendendo os 4 pilares da inovação organizacional fica mais fácil transformar o seu negócio.

O conceito dos 4 Ps é bastante consolidado no marketing, sendo baseado na análise de quatro áreas de decisões (produto, preço, ponto de venda e promoção) que influenciam diretamente os resultados de uma empresa e na forma como ela é vista no mercado.

Na mesma lógica, os 4 Ps da inovação permitem analisar quatro áreas críticas para consolidar a capacidade de inovação de uma empresa. Veja a seguir quais são cada uma destas áreas e o que considerar nas análises de cada uma.

Propósito

Primeiramente é preciso entender que toda inovação tem o propósito de contribuir para o aumento de entradas de caixa (vendas, contratos, formas indiretas etc.) ou para a redução das saídas de caixa (custos, despesas etc.) da empresa. 

Se uma ideia não cumpre este propósito, não deve ser considerada inovação e nem ser implementada.

Além disso, a estratégia da empresa deve nortear as novas ideias. A empresa deve ter uma definição clara de sua visão, missão e valores para alinhar mais facilmente as possíveis inovações às suas estratégias.

Processos

Após a escolha da inovação que será implantada e seu alinhamento com as estratégias e objetivos da empresa, é hora de definir os processos para transformar as novas ideias em resultados mensuráveis.

Uma estratégia muito comum nas grandes corporações para o gerenciamento dos processos envolvendo novas ideias é a utilização do funil de inovação. Este método organiza as fases de desenvolvimento de novas ideias relacionadas a um produto ou serviço, facilitando este processo.

Pessoas

Para que as novas ideias sejam colocadas em prática com eficácia, é importante contar com dois perfis de profissionais na sua empresa: os gestores e os empreendedores. Os empreendedores vão perceber as oportunidades e fazer sugestões, enquanto os gestores têm a missão de transformar as ideias em resultados mensuráveis.

Políticas

Para criar as condições para que inovações sejam de fato implantadas em sua empresa, é necessário definir e divulgar internamente políticas bastante claras em relação a:

  • contratação - valorizar os perfis de gestor e empreendedor destacados acima;
  • remuneração - definir parte variável da remuneração dos colaboradores atrelada aos resultados do negócio;
  • parcerias - estar aberto a novas parcerias, até mesmo com concorrentes;
  • demais políticas - pensar em políticas de gestão para desenvolver uma cultura organizacional baseada na inovação, dentro do contexto do seu negócio.

Como incentivar a inovação organizacional?

equipe de profissionais conversando sobre inovação organizacional Os gestores devem pautar a inovação organizacional nos projetos de suas equipes.

É comum que, em tempos de crise como o atual, as empresas se preocupem em enxugar as despesas e buscar renegociações com fornecedores e parceiros para equalizar o balanço de caixa. Porém, muitos gestores esquecem o papel da inovação organizacional no momento de se adequar às mudanças do mercado.

E para criar uma cultura de inovação na sua empresa, é preciso envolver os colaboradores nesta estratégia. Ao estimular uma inovação participativa, é possível fazer com que os colaboradores tenham como suas as metas da empresa e assim toda a companhia cresça.

Para isso, a liderança da empresa deve se esforçar para inspirar e manter motivadas suas equipes de trabalho. No artigo 3 maneiras de criar uma cultura de inovação, da Harvard Business Reviews, são oferecidas dicas para pequenas e grandes empresas neste âmbito:

  • cultivar o sentimento de desafio - apresentar projetos exigentes, mas com a certeza de que as tarefas sejam compatíveis com suas habilidades e recursos;
  • escolher a pessoa certa para cada trabalho - buscar quem se sentiria mais estimulado a cumprir determinada demanda;
  • não exigir sempre 100% - atender 70% do que foi pedido é bastante aceitável. Isso incentiva o colaborador a buscar inovações sem se sentir pressionado.

Como a tecnologia pode ajudar na inovação organizacional?

Hoje em dia, a tecnologia é grande aliada das empresas na implementação de melhorias nos quesitos segurança, compliance, captação de clientes, produtividade, geração de receita e muitos outros.

O uso da computação em nuvem é um exemplo claro disso. Há pouco tempo este tipo de tecnologia era só uma tendência, hoje a empresa que não faz uso dela já é considerada ultrapassada.

Assim, se uma empresa precisa de certo tipo de inovação, mas não tem capacidade de implantá-la, pode estar fadada ao fracasso

Por isso muitas empresas estão adotando ações e estratégias para potencializar sua capacidade de inovação, um indicador indispensável para seu crescimento sustentável.

Entre os benefícios que as inovações tecnológicas podem trazer para a sua empresa estão:

  • valor da marca - agrega valor à imagem da sua empresa, tornando o negócio mais atrativo para investidores e acionistas, despertando interesse das grandes corporações;
  • lucratividade - aumenta o ROI (Return Over Investiment) de investidores e acionistas;
  • precisão dos dados - agiliza e qualifica a tomada de decisões;
  • otimização de processos - reduz o desperdício de recursos e tempo;
  • geração de novas demandas, produtos e serviços;
  • automatização - elimina tarefas manuais e repetitivas;
  • aumento da participação de mercado e do ciclo de vida dos produtos e serviços;
  • capacidade de resposta - adequar-se rapidamente às mudanças do mercado;
  • aumento da produtividade - com novos recursos e ferramentas.

Prepare-se para o futuro

Em um primeiro momento pode parecer difícil implantar a cultura de inovação na sua empresa, mas com planejamento, engajamento dos colaboradores e ações comprovadamente eficazes, o caminho estará traçado para que novas ideias preparem seu negócio para as necessidades do mercado sempre em evolução.