Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Planilha de orçamento: o que é e dicas para criar a sua

Conheça a importância do documento e saiba como fazer o seu em passos simples

Escrito em 29 de Agosto de 2022 por Thainara Carvalho

Atualizado em 30 de Agosto de 2022

Fazer a gestão financeira de um negócio está longe de ser uma tarefa fácil. Com entradas e saídas diárias, pode ser difícil acompanhar os resultados do negócio. Para reverter o problema, é preciso contar com as ferramentas certas, como a planilha de orçamento empresarial.

Dessa forma, é possível fazer melhores projeções e entender como investir no seu negócio sem prejudicar o orçamento, evitando prejuízos à saúde do empreendimento.

No entanto, pode ser difícil saber por onde começar. Pensando nisso, preparamos um conteúdo para te ajudar a entender o que é uma planilha de orçamento e dicas para que você possa criar a sua em passos simples.

Vamos lá?

O que é a planilha de orçamento?

A planilha de orçamento empresarial é uma ferramenta de planejamento financeiro. A partir dela, é possível entender os volumes de entrada e saída de dinheiro de um determinado período, e comparar os resultados obtidos com os resultados desejados.

Geralmente, o documento é dividido em abas, que podem ser semanais, quinzenais, mensais ou anuais, e também contém informações sobre vendas e despesas.

Com ela, é possível ter uma visão macro sobre as movimentações financeiras da empresa, e identificar as áreas que merecem mais atenção.

Dessa forma, as finanças ficam mais organizadas, o que contribui para as tomadas de decisão assertivas, a economia de recursos e aumento da lucratividade.

Qual é a importância da planilha de orçamento?

Seja em uma multinacional ou em um comércio de bairro, uma gestão financeira eficiente é imprescindível para o sucesso de qualquer negócio. 

Afinal de contas, ela é o motor da empresa, e possibilita a continuidade das operações.

E a importância desse controle fica ainda mais nítida em períodos turbulentos.  De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), desde que a pandemia do novo coronavírus chegou ao Brasil, 716.000 empresas fecharam as portas. 

Do total de negócios fechados, temporária ou definitivamente, quatro em cada 10 afirmaram que a situação deveu-se à falta de um planejamento financeiro perante a crise da pandemia.

Diante desse cenário, é nítida a importância de ferramentas que auxiliem na organização das finanças, como as projeções de receitas e despesas, as entradas de saída e entre outros elementos de gestão. 

Com uma planilha de orçamento empresarial, você tem um guia prático para tomar as melhores decisões para o negócio, e ainda consegue visualizar o histórico de receitas e despesas. 

Assim, fica mais fácil fazer um acompanhamento e realizar os ajustes necessários para otimizar o desempenho da empresa com mais segurança.

O que deve constar em uma planilha de orçamento empresarial?

A planilha de orçamento empresarial deve ser feita em programas como o Microsoft Excel ou Google Spreadsheets, já que estes oferecem fórmulas e gráficos que facilitam os cálculos, eliminam as chances de erros e dão mais agilidade às operações.

Diferente de uma planilha de orçamento familiar ou pessoal, a planilha empresarial deve conter elementos que permitam a avaliação das finanças e monitoramento de resultados de forma detalhada, como:

  • Abas divididas por semana, mês, trimestre, semestre ou ano, atendendo as análises da empresas;
  • Valores estimados e efetivos, como vendas de mercadorias, vendas de produtos e prestação de serviços;
  • Fórmulas para avaliação do desempenho da empresa de acordo com o período escolhido; 
  • Valores com estimados e efetivos de despesas fixas e ocasionais, como compra de insumos, softwares, energia, aluguel, etc;
  • Saldo da diferença entre rendimentos e despesas.

Controle o seu financeiro com a ajuda da tecnologia

Agora que você já sabe como fazer uma planilha de orçamento e a importância desse documento para a saúde da sua empresa, que tal contar com a ajuda da tecnologia para deixar esse processo ainda mais eficiente?

Baixe gratuitamente o seu Mini Guia de Eficiência Financeira para Empresas e entenda, na prática, mensurar a saúde financeira do seu negócio através de métricas e como implementar a transformação digital necessária nesta área.

eficiencia financeira