Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Os 6 melhores livros sobre empreendedorismo inovador

Descubra como fazer sua empresa alcançar o sucesso através da inovação!

Escrito em 08 de Outubro de 2021 por iugu

Você já parou para refletir que todos os dias várias empresas vão à falência? Já tentou analisar qual fator costuma ser decisivo para tirar uma empresa do mercado?

E as empresas que se mantêm firmes? Qual seria o segredo delas para o sucesso?

Como empreendedor, você provavelmente já se fez a seguinte pergunta: o que posso oferecer para meus clientes que eles ainda não têm acesso?

A verdade é que ter uma ideia criativa muitas vezes parece algo disponível apenas para gênios ou pessoas que nasceram com o dom da criatividade.

Visando quebrar paradigmas limitantes e te ajudar a inovar seu empreendimento através de sugestões simples, trouxemos 6 livros com dicas que você pode aplicar agora mesmo, e o melhor, sem grandes investimentos!

1. A Regra é Não Ter Regras – Reed Hastings, Erin Meyer

Se você tem um empreendimento e deseja que ele seja inovador, então, provavelmente, já passou horas e horas se perguntando qual ideia poderia fazer sua empresa se destacar e alavancar o negócio. Mas, e se disséssemos que o impulso que você precisa para inovar já está em suas mãos?

Reed Hastings, CEO da Netflix, e Erin Meyer, professora no INSEAD Business School em Paris, afirmam em seu livro A Regra é Não Ter Regras que a implementação de uma cultura de liberdade, na qual a empresa é um ambiente seguro e sem regras, é a grande responsável pela inovação na Netflix.

Segundo Reed Hastings, a Netflix viu a necessidade de implementar o que a empresa chama de “liberdade com responsabilidade”, pois quando os funcionários se sentem livres para trabalhar sem ter que ficar se preocupando com regras, abre-se espaço para ter ideias criativas e explorar novos projetos.

Dessa forma, os autores pregam que dar liberdade aos funcionários garante que eles sejam capazes de tomar decisões individuais, realizar suas ações e projetos com mais responsabilidade, levando em consideração sempre o melhor para a empresa. Por isso, a Netflix aposta em eliminar as regras para garantir inovação.

regras-2

2. Decoding Silicon Valley – Michele E. Messina

Quando você pensa em empresas inovadoras, qual a primeira coisa que vem à sua cabeça? Se a resposta for “Vale do Silício”, significa que você está informado. O Vale do Silício nada mais é do que o berço das maiores startups do mundo! Não acredita? Então pode pesquisar onde a Google, Apple, e a Netflix se localizam.

No livro Decoding Silicon Valley, Michele E. Messina, pioneira em treinamento sobre práticas do Vale do Silício, se propõe a decodificar o ecossistema tecnológico do Vale do Silício a fim de ajudar empreendedores a impulsionarem seus negócios.

A autora ensina que o Vale do Silício prioriza buscar soluções para problemas do mercado ou de clientes antes mesmo de pensar no produto. Em seguida, são realizados testes para descobrir o que realmente será aceito pelo mercado. E qual atitude tomar a seguir para vender sua ideia?

Michele Messina ensina, ainda, que no mundo do empreendedorismo é necessário investir em networking. Sem uma rede de contatos é impossível conseguir investimento e levantar capital. Dessa forma, pratique o mindset do Vale do Silício no seu dia-a-dia e se inspire nas grandes empresas para inovar!

 decoding-1

3. Empreendedorismo Inovador – Nei Grando

Não dá pra pensar em inovação sem pensar em tecnologia, certo? Hoje em dia, nossa vida é rodeada por aparatos tecnológicos. Então, se você tem interesse em criar uma startup de tecnologia, o livro Empreendedorismo Inovador, que foi escrito por 25 especialistas, tem exatamente as dicas que você precisa.

Nei Grando, organizador das ideias do livro, explica que, para abrir uma startup de tecnologia, o empreendedor precisa buscar por investimento. E o primeiro passo para conseguir investimento é passar suas ideias para o papel, levando em conta como o negócio funcionará, que necessidade servirá, público alvo, etc.

Após esse momento, um dos autores, Cassio A. Spina, recomenda que seja elaborado um protótipo, ou uma prova conceito do serviço/produto, para que o investidor entenda que sua ideia pode ser colocada em prática, pois esse é um momento crucial para a decisão de investimento.

Por incrível que pareça, o mundo da tecnologia ainda é um território inexplorado, e quanto mais ele cresce, mais oportunidades para explorá-lo aparecem. Portanto, faça a pergunta chave para ter uma startup de sucesso: "como resolver este problema?” Adicione a tecnologia na resposta e encontre uma solução inovadora!

inovador-1

4. Incansáveis – Maurício Benvenutti

No ano de 2000, 52% das 500 maiores empresas do mundo faliram, foram vendidas ou saíram da lista. E, se compararmos com as empresas que estavam na lista das 500 maiores do mundo em 1955, 88% não existem mais ou saíram de pauta, sabe porquê? Porque não conseguiram se adaptar às mudanças tecnológicas.

Maurício Benvenutti, sócio da StartSe, explica no livro Incansáveis que qualquer pequeno empreendedor é capaz de ultrapassar uma grande corporação hoje em dia. Isso acontece porque grandes empresas não conseguem se adaptar às mudanças devido ao peso do corporativismo.

Segundo o autor, muitas empresas falham em inovar por possuírem pensamentos limitados e defasados a respeito dos avanços tecnológicos, e encontram dificuldade de enxergar com otimismo as oportunidades. Muitas ideias parecem horríveis no início, a Google, por exemplo, foi o 13º site de busca que surgiu.

De forma inspiradora, esta obra ensina que o empreendedor não deve ter medo de se colocar à prova de situações, pois ousar é incrível! E se falhar, lembre que as falhas são aprendizados que nos indicam o caminho correto, então, não tenha medo de tentar!

 incansáveis-1

 

5. Inovação e Espírito Empreendedor – Peter F. Drucker

 Peter F. Drucker, considerado por muitos anos como o “Pai da Administração Moderna”, ensina em seu livroInovação e Espírito Empreendedor que inovação é um ato de prática e disciplina. Ele apresenta ainda quais práticas são boas e ruins durante o desenvolvimento de uma ideia. Vamos conferir quais são?

Segundo o autor, na hora de desenvolver uma ideia devemos estudar o mercado, as pessoas e as expectativas, devemos analisar oportunidades de forma crítica e sermos simples porque, como é mencionado no livro, a inovação é uma solução simples e direta para um problema.

E o que não devemos fazer? Para desenvolver uma ideia inovadora não devemos tentar criar algo muito complicado e nem tentar agradar a todos.

Deu para ver que ter ideias inovadoras não é coisa de gênio ou de pessoas extremamente criativas, certo? Peter afirma que criatividade é um ato de vontade, disciplina e planejamento, e que para usar a criatividade para inovar, precisamos buscar maneiras de tornar nossos próprios produtos obsoletos!

 inovação-1

6. Inove ou Morra – Luiz Guimarães

Você já ouviu falar da Terceira Revolução Digital? Sua empresa está preparada para sobreviver a ela? Luiz Guimarães ensina em seu livro Inove ou Morra uma estratégia poderosa chamada “Reengenharia Digital”, que pode ajudar sua empresa a não se tornar obsoleta diante das crescentes mudanças tecnológicas.

O autor propõe a seguinte reflexão: “você consegue se imaginar sem seu smartphone?” Segundo ele, mais cedo ou mais tarde todas as gerações incorporarão em suas vidas as atuais tecnologias. E a melhor forma de inovar nos tempos atuais é tornar a vida das pessoas mais convenientes através do uso da tecnologia.

Mas de que forma podemos transformar uma marca para que ela seja mais conveniente na era digital? Luiz Guimarães propõe que a marca deve economizar o tempo do cliente, reduzir o esforço para adquirir um produto ou serviço e oferecer ao cliente controle sobre os produtos ou serviços.

Qualquer empresa que não se dispõe a implementar esses requisitos está fadada ao insucesso. Nesse contexto, Luiz Guimarães mostra que a Reengenharia Digital é essencial para atender às expectativas dos consumidores no quesito conveniência, e sua aplicação evita que a empresa morra por falta de inovação.

inove-1

Não deixe sua empresa se tornar obsoleta!

Inovação não é um bicho de sete cabeças!

Vimos aqui que desenvolver um empreendimento inovador não é tão difícil quanto parece, e diferentemente das empresas no passado, possuímos a tecnologia ao nosso favor.

Grandes empresas se mantêm firmes no mercado oferecendo aos seus clientes produtos e serviços que alinham suas necessidades com a conveniência que a tecnologia proporciona.

Fora que, você como empreendedor, não precisa ficar martelando sobre formas de lançar um produto ou serviço inovador, basta implementar na sua empresa uma cultura que permita que todos os funcionários se sintam livres para ter e aplicar ideias e soluções.

Considerando as ideias dos livros acima, o que você está esperando para tornar seu empreendimento um lugar inovador?

Busque a inovação e veja sua empresa alcançar o sucesso!

 

 

Este post foi produzido pela equipe do PocketBook4You, uma plataforma que oferece centenas de resumos de livros dos maiores autores e best-sellers da atualidade, e tem como principal missão levar conhecimento diversificado que se encaixa no dia a dia de cada um dos seus usuários, ao redor do Brasil e do mundo!