Firebase: o que é e como utilizar?

Escrito em 28 de Setembro de 2022 por Redação iugu

Atualizado em 24 de Agosto de 2023

Desenvolvedores que utilizam ou já utilizaram Ruby on Rails entendem bem como facilitar o manejo do back-end de uma aplicação pode permitir uma escalabilidade que leva o produto ao sucesso (vide Twitter e AirBnB).

Se as facilidades trazidas pelo Rails são sinônimos de tranquilidade para você, o Firebase certamente leva esse sentimento a um novo nível.

Essa plataforma, mantida pela Google desde 2014, proporciona um ambiente para rápida implementação de aplicações mobile e web.

O Firebase oferece uma variedade de ferramentas para desenvolver sua aplicação sem se preocupar em desenvolver o back-end do zero.

Essa modalidade de serviços a que pertence o Firebase é conhecida como Back-end as a Service (BaaS), ou Back-end como Serviço.

Para saber mais sobre o que é Firebase, suas funcionalidades e vantagens, continue a leitura!

Back-end as a Service (BaaS)

Back-end as a Service descreve um conjunto de serviços, ferramentas e funcionalidades para que o usuário possa estruturar o back-end da sua aplicação sem precisar desenvolvê-lo.

Geralmente, plataformas de BaaS oferecem funcionalidades genéricas e prontas para o uso, que o usuário pode integrar à aplicação e começar a usar imediatamente. Assim, precisa apenas desenvolver e manter o front-end.

A diferença entre usar um framework como Rails e uma plataforma de BaaS é que o framework será baixado pelo desenvolvedor, instalado em sua máquina e integrado à aplicação de uma maneira manual.

Já numa plataforma como o Firebase, o usuário precisará apenas conectar sua aplicação às ferramentas através da API da plataforma. É um processo, no mínimo, mais limpo. Além disso, é mais ágil.

O que é Firebase?

Firebase é um produto do tipo Back-end as a Service. A plataforma permite desenvolver aplicações mobile/web e manejar sua infraestrutura através da Google Cloud Platform (GCP).

Além das ricas integrações com a infraestrutura de Cloud Computing da Google, usuários do Firebase dispõem do Google Analytics, AdMob e outras ferramentas.

Sua compatibilidade com todas as principais plataformas mobile também desempenha um papel importante na construção da imensa popularidade do Firebase.

Outro fator por trás da popularidade do Firebase é a facilidade que ele traz para desenvolvedores iniciantes ou inexperientes com back-end cujas aplicações requerem certas funcionalidades.

Começar a utilizá-lo também é incrivelmente simples: você cria o projeto através do web app do serviço, abre no seu computador o código de front-end em que está trabalhando, instala o SDK do Firebase e se conecta à nuvem com as credenciais do seu projeto.

Feito isso, você já pode começar a utilizar as funcionalidades desejadas.

Serviços disponíveis na plataforma Firebase

O usuário do Firebase tem acesso a um grande número de produtos, serviços e extensões disponíveis na plataforma.

Você pode escolher os que precisa e utilizá-los em conjunto para construir uma aplicação sólida e bem estruturada.

Os produtos são divididos em três grandes categorias: build; liberação e monitoramento; e engajamento.

Confira a lista de produtos por categoria:

  •   Build
      • Cloud Firestore - permite criar aplicações serverless e armazenar seus dados na nuvem para acesso online e offline;
      • Realtime Database – para sincronização rápida e segura de dados JSON entre usuários de aplicações serverless;
      • Remote Config - sinalize recursos durante o desenvolvimento e implemente alterações posteriores através do Firebase Console;
      • Firebase Extensions - uma loja com numerosas extensões para agregar novas funcionalidades e integrações à aplicação;
      • App Check - protege a aplicação de acessos por tráfego sem credenciais válidas;
      • Cloud Functions - permite criar funções acionadas por produtos do Firebase;
      • Authentication - adicione autenticação, sistemas de login e gerenciamento de credenciais à sua aplicação;
      • Cloud Messaging - infraestrutura segura para troca de mensagens push entre um servidor e outros dispositivos;
      • Hosting - hospedagem de alta performance e segurança para websites;
      • Cloud Storage - armazene dados do aplicativo e do usuário na nuvem para segurança e rápido acesso;Firebase ML - integre funcionalidades baseadas em Machine Learning à sua aplicação;
    • Liberação e Monitoramento
  • Crashlytics - permite monitorar problemas de estabilidade da aplicação em tempo real;
  • Google Analytics - análise ilimitada e sem custos adicionais das métricas da aplicação;
  • Remote Config - lançamento gradual de novos recursos para assegurar a qualidade das novas implementações;
  • Monitoramento de Desempenho - acompanhamento em tempo real da performance da aplicação e sugestões de melhorias;
  • Test Lab - automação de testes da aplicação em dispositivos físicos e virtuais;
  • App Distribution - gerenciar a distribuição de versões pré-lançamento da aplicação a testers;
    • Engajamento
      • Remote Config - otimizar e alterar a experiência do usuário sem precisar lançar uma nova versão;
      • Google Analytics - insights sobre o perfil dos usuários e seus padrões de uso da aplicação;
      • A/B Testing - conduza testes A/B com facilidade para melhor entender como cada versão afeta as métricas;
      • Authentication - insights sobre usuários e comportamentos de login;
      • Cloud Messaging - envie notificações push direcionadas e automáticas aos usuários;
      • Crashlytics - mostra como a estabilidade tem impactado as métricas da aplicação;
      • Dynamic Links - crie links que direcionam o usuário ao local certo dentro do app;
      • In-App Messaging - envie mensagens contextuais que fornecem oportunidades de convidar o usuário a uma ação.

Quando e por que usar Firebase?

Firebase se apresenta como uma boa opção sempre que houver interesse, por parte do(s) desenvolvedor(es), em acelerar, escalar ou até viabilizar a implementação de novas funcionalidades em uma aplicação.

Oferecendo uma estrutura robusta, compatível até mesmo com as aplicações mais complexas, ele facilita criar experiências coesas e consistentes em praticamente todo caso de uso.

Assim sendo, quase não há contraindicações para o uso do Firebase. Se ele atende às necessidades do seu projeto, use-o sem medo.

Gostou desse texto? Que tal continuar? aprendendo com os outros artigos do iugu4devs? Leia mais sobre a ferramenta Git e descubra a sua importância para os desenvolvedores.

Posts relacionados

homem segurando um celular e um cartão de crédito fazendo um pagamento online
mão de mulher segurando celular com tela aberto do Drex