Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Tudo sobre marketplaces que você precisa saber antes de começar

Escrito em 07 de Julho de 2015 por Renato Ribeiro

Atualizado em 04 de Maio de 2021

Ao contrário do tradicional e-commerce, que possui um vendedor para muitos compradores, existe uma nova tendência em termos de venda de produtos e serviços no mercado online. Saiba tudo sobre marketplace  antes de começar a operar nesse ambiente.

De acordo com uma pesquisa publicada no E-commerce Brasil, houve um aumento de 90,7% no número de varejistas em shoppings virtuais em 2018. Essa modalidade tem crescido cada vez mais no Brasil. Para saber tudo sobre marketplaces, continue lendo este artigo.

Se você ainda tem algumas dúvidas, não sabe o que é marketplace, como funciona. Fique calmo, vamos falar tudo sobre marketplaces neste post. Confira!

Tudo sobre marketplace: o que é, como funciona

O que é marketplace?

Para começar a descobrir tudo sobre marketplace, o primeiro passo é entender o que é um marketplace. Para isso, pense em um portal de e-commerce colaborativo que opera com vários vendedores e compradores em um só lugar. A fórmula é simples: estão todos juntos num só endereço!

Como funciona um marketplace?

Para entender como funciona um marketplace, saiba que a chave do sucesso da operação é ser um excepcional intermediador, ele funciona como um novo canal de vendas.

Esse modelo de negócio vem crescendo e chamando a atenção de vendedores, por oferecer um ambiente adicional de canal de vendas e divulgação de seu trabalho; e também de consumidores, que buscam encontrar melhores preços, mais variedade e qualidade.

Para vendedores, estar em um marketplace é uma questão de estratégia de mercado, porém a responsabilidade é redobrada. Para nutrir um bom perfil é crucial que ele:

  • Responda os clientes com prontidão,
  • Entregue os produtos no tempo certo,
  • Documente a entrega e a emissão de notas fiscais,
  • Esteja em regularização com as normas.

Ao pesquisar tudo sobre marketplace você verá que a concorrência é grande e quem não tem competitividade rapidamente perde clientes.

O modelo de negócio do marketplace é baseado na intermediação. A lógica é simples: o negócio é intermediado por uma plataforma que cobra um percentual (fee) por cada negociação fechada dentro do seu ambiente. Como na imagem abaixo:

tudo sobre marketplace

Então, como são os repasses em marketplace?

Os repasses em marketplace vão depender, pois cada um trabalha com custos e políticas próprias. Neste tipo de mercado é preciso pensar no valor do produto, já que outros artigos similares estarão sendo oferecidos na mesma plataforma, e consumidores poderão comparar o valor do mesmo produto em diferentes lojas.

A grande vantagem deste tipo de negócio é que o próprio site de marketplace é a vitrine dos produtos e serviços, o que diminui o envolvimento do vendedor com o processo de venda.

Mas nem tudo sobre marketplace são flores e todo negócio tem seu preço. É preciso colocar tudo na ponta do lápis e conhecer os riscos e as vantagens de empreender nesse modelo.

Leia também: Quatro modelos para monetizar seu marketplace

A quais aspectos jurídicos devo ficar atento?

Mas afinal, quem está comprando de quem? Quem tem a obrigação de emitir a nota fiscal? O esquema é simples, existe uma classificação tributária especial que permite a chamada intermediação financeira.

No caso, o marketplace emite a nota fiscal para o vendedor com o valor de porcentagem que ele cobrou na venda, e fica na responsabilidade do vendedor a emissão da nota fiscal da compra para o consumidor.

Emissão de nota fiscal

A emissão de nota fiscal no marketplace é especialmente importante para vendedores, pois em caso de uma contestação (chargeback) de compra, ou seja o comprador informar a administradora do cartão de crédito dele de que não reconhece a compra, o marketplace descontará o dinheiro de sua conta imediatamente.

Neste caso você poderá abrir uma disputa, que significa apresentar documentos que comprovem a entrega do produto/serviço, tal como a nota fiscal emitida, comprovante da entrega, emails trocados, etc.

O marketplace em seu lugar de intermediador, mediará a documentação dos dois lados e apresentará tudo para a administradora do cartão de crédito, que por sua vez tem regras burocráticas para casos como estes e está sempre à favor de seu cliente. A nota fiscal é o documento máximo que pode salvar a pele do vendedor para ter o seu dinheiro de volta.

Risco de fraudes

O grande diferencial de um marketplace está em ampliar constantemente a vitrine de produtos e a promover a descentralização do estoque, direcionando cada vez mais ao perfil de cada consumidor.

Este tipo de negócio coloca em prática o mais novo termo criado pelo autor Chris Anderson, a chamado “Cauda Longa”. O acesso a produtos e serviços passou a ser mais fácil, e produtos que antes eram considerados inalcançáveis e/ou desconhecidos acabaram caindo no gosto de muitos clientes por meio deste tipo de negócio.

As facilidades acabaram atraindo a entrada de novos vendedores de múltiplas regiões em suas mais diferentes operações, e talvez este ponto seja o mais vulnerável. Pois é aí que o risco de fraude reside.

Por isso, para entender tudo sobre marketplace, é preciso falar também sobre os riscos. Vamos exemplificar uma situação de fraude numa plataforma para gestão de eventos e pagamento de ingressos: um vendedor se cadastrada e cria um evento que realizará. Ele mesmo compra os ingressos de seu evento e utiliza diversos cartões roubados para pagamento.

Sem saber, o marketplace repassa todo o dinheiro das vendas para o vendedor “fraudador”. As cartas de contestações, em geral, podem chegar em até 180 dias após a compra, pois cada bandeira de cartão possui suas próprias regras.

Esta é uma prática que vem sendo adotada por quadrilhas especializadas neste tipo de esquema de fraude. Uma boa análise de risco no momento da entrada do vendedor, checando suas credenciais, CNPJ; tal como comprovação de realização do evento, poderia ter evitado essa fraude, que é um caso real.

Atualmente, as empresas digitais estão loucas para diminuir as barreiras de entrada de um novo cliente na plataforma, substituindo longos formulários por perguntas mais simples e rápidas, porém isso não deve acontecer com um marketplace.

A única segurança deste tipo de e-commerce é saber quem é o vendedor e quem está comprando, e a única forma de garantir as informações é por meio de formulários não tão simples como de outros mercados.

Veja também: Estudo de caso de marketplace

Como é a gestão financeira?

A gestão financeira de um marketplace é uma de suas características mais fortes, principalmente pelo procedimento das vendas e repasses em marketplace de receitas. O novo negócio exigiu destes “shoppings virtuais” um formato de gerenciamento diferenciado.

A fatura unificada é uma das novidades! Podemos citar o exemplo da Amazon marketplace, em que o comprador pode adquirir itens de diversos vendedores e, no final da compra, sua fatura é unificada pela Amazon com apenas um valor total, facilitando a experiência do comprador. A divisão da receita é realizada internamente pela Amazon, pelo chamado split de pagamento.

Nesta intermediação, o dinheiro da venda entra diretamente na conta do marketplace, que realiza os devidos descontos de suas taxas e faz os repasses para os fornecedores.

Neste pool de produtos e serviços cada vez mais segmentado, a exigência de uma disciplina financeira mais rígida tem ganhado destaque!

Para ganhar tempo nessa gestão financeira, que tal eliminar trabalhos manuais com a automação de cobranças? Na iugu somos especialistas em soluções de cobranças e recebimentos para o modelo de marketplace.

Além disso, nossa API é uma das mais completas e intuitivas do mercado. Por meio dela é possível ler toda a regra de negociação das empresas e automatizar as cobranças.

Quer saber mais como eliminar trabalhos manuais e por meio da automação de cobranças? Fale com um de nossos especialistas e peça uma demonstração.