IaaS, PaaS e SaaS: como funcionam os modelos de nuvem?

Em 2023, os gastos mundiais em serviços de Nuvem devem crescer 20,7%, totalizando US$ 591,8 bilhões

Escrito em 05 de Janeiro de 2023 por Thainara Carvalho

Atualizado em 14 de Fevereiro de 2023

Você se lembra de como era o mundo corporativo há 15 anos? É bem provável que, à época, conceitos como cloud computing não fizessem parte do cotidiano. Contudo, os avanços velozes da tecnologia incorporaram siglas como IaaS, PaaS e SaaS ao vocabulário empresarial.

Apesar de não ser uma novidade, o tema ainda pode gerar dúvidas em gestores e empreendedores. Afinal de contas, esses conceitos possuem especificidades, e é difícil acompanhar tantas nomenclaturas que surgem por aí.

Pensando nisso, preparamos um artigo para te ajudar a entender o que é IaaS, PaaS e SaaS, para o que servem e quais são as vantagens de investir nos serviços.

Boa leitura!

Sem tempo para ler? Experimente o player abaixo!

IaaS, SaaS e PaaS: afinal, o que são?

Os nomes podem parecer difíceis, mas entender o que significa IaaS, PaaS e SaaS é mais simples do que você imagina.

De forma resumida, Infrastructure As a Service (Infraestrutura como Serviço), Platform As a Service (Plataforma como Serviço) e Software As a Service (Software como Serviço) são serviços de computação em nuvem. 

A partir deles, uma empresa pode migrar parte ou toda a sua infraestrutura de TI para a nuvem de provedor de serviços, que ficará responsável pela gestão de certos componentes. 

Além disso, cada uma dessas siglas representa um tipo de serviço diferente. Veja só.

1. SaaS (Software As a Service)

Você pode até achar que não, mas o SaaS provavelmente faz parte do seu dia a dia. 

Nesse modelo, a empresa compra um licença para ter acesso a softwares na nuvem. O software em nuvem, por sua vez, distribui dados online, que podem ser acessados via navegador web ou integração com APIs.

Alguns exemplos de SaaS conhecidos e já utilizados incluem:

  • Skype;
  • Office365
  • OneDrive

Quem pode utilizar?

Na hora de decidir se o SaaS é uma boa opção para o seu negócio, é importante levar alguns pontos em consideração.

Geralmente, o Software As a Service é recomendado para empresas de pequeno e médio porte que não possuem orçamento o suficiente para a compra das licenças. Nesses casos, a utilização de SaaS é extremamente vantajosa.

Além disso, o serviço também é uma boa opção para as empresas que precisam oferecer acesso remoto a aplicativos.

2. PaaS (Platform As a Service)

No modelo de PaaS, os provedores do serviço fornecem um ambiente em que os desenvolvedores podem criar e gerir aplicativos na nuvem, onde é possível modificar, criar ou otimizar diferentes aplicações.

Quem pode utilizar?

No modelo de PaaS, os desenvolvedores só precisam se preocupar com a programação das aplicações, já que tarefas como manutenção e atualização da infraestrutura são de responsabilidade do provedor do serviço. 

Dessa forma, é possível otimizar as rotinas de trabalho das equipes, o que gera mais eficiência.

3. IaaS (Infrastructure As a Service)


No modelo de IaaS, contrata-se um provedor de serviços em nuvem para gerenciar componentes como armazenamento, servidores, processamento e rede.

A empresa contratante, por sua vez, permanece como responsável pela criação e gerenciamento de aplicativos, integrações e recursos de segurança. 

Alguns exemplos de IaaS incluem:

  • Amazon Web Services (AWS);
  • Microsoft Azure;
  • Google Compute Engine (GCE).

Quem pode utilizar?

O modelo de IaaS é ideal para as empresas que têm um rápido crescimento, uma vez que ele proporciona escalabilidade e flexibilidade. Isso significa que é possível alterar a quantidade de servidores sempre que se desejar.

Por que utilizar serviços de computação em nuvem?

Como vimos até aqui, a utilização de serviços como SaaS, PaaS ou IaaS alteraram significativamente a rotina corporativa de empresas de diferentes segmentos e vem crescendo de forma exponencial. 

De acordo com as previsões da Gartner, os gastos mundiais dos usuários finais em serviços de Nuvem pública devem crescer 20,7%, totalizando US$ 591,8 bilhões em 2023, acima dos US $490,3 bilhões em 2022. 

Além disso, o estudo Market Guide for SaaS Management Platforms revelou que 50% das empresas devem utilizar computação em nuvem, como SaaS (Software as a Service), para gerenciamento até 2026.

Se você é empreendedor, pode estar se perguntando quais são as vantagens de utilizar IaaS, PaaS e SaaS.

Para te ajudar, elencamos as principais vantagens que os serviços de computação em nuvem oferecem aos negócios. 

1. Redução de custos

Uma das principais vantagens de serviços como IaaS, PaaS e SaaS é a redução de custos, uma vez que eles permitem que as empresas tenham acesso a infraestruturas e armazenamento sem precisar fazer grandes investimentos. 

2. Otimização da rotina

Ao optar pela computação em nuvem, a empresa pode deixar responsabilidades como manutenção, atualização e instalação de softwares nas mãos dos provedores. 

Dessa maneira, os gestores da empresa podem se dedicar melhor à sua área de atuação e gerar mais eficiência em outras áreas do negócio. 

3. Segurança

A segurança de dados deve ser uma das principais prioridades de qualquer negócio. 

Logo, contar com serviços em nuvem é uma maneira inovadora de garantir a proteção de arquivos e sigilosas da empresa. 

Dessa maneira, é possível evitar todos os riscos do armazenamento físico, como roubo de informações, perdas por falhas e acessos não autorizados. 

Com a tecnologia, o seu negócio vai mais longe

Ao longo do artigo, entendemos como funcionam os serviços IaaS, PaaS e SaaS e as vantagens que eles proporcionam a negócios dos mais diferentes portes e segmentos. 

E, como você viu, utilizar a tecnologia de forma estratégica para o crescimento e escalabilidade de um negócio é um importante trunfo em um ambiente tão competitivo. 

Da mesma maneira que os serviços de computação em nuvem garantem a otimização dos processos de desenvolvimento e armazenamento, as APIs proporcionam flexibilidade e robustez para o financeiro de um negócio.

As APIs de pagamentos são ferramentas inovadoras que permitem conectar seu negócio a um modelo de cobranças personalizado, além de maior segurança da informação, agilidade nas transações e compatibilidade na integração entre sistemas e aplicações

Quer saber mais sobre como essa tecnologia pode gerar mais inovação e competitividade a sua empresa? Então, baixe gratuitamente o nosso Whitepaper e descubra todo o poder das APIs Financeiras.

capa api financeira