FIDC: conheça alternativas ao crédito tradicional para empresas

Escrito em 13 de Junho de 2023 por Maria Carolina Rosa

Atualizado em 24 de Agosto de 2023

 

O ano de 2023 começou com diversos desafios financeiros a nível global. De acordo com a pesquisa Chief Economists Outlook, do Fórum Econômico Mundial, os principais economistas do mundo esperam uma recessão global este ano, o que pode afetar o mercado de crédito e a rentabilidade das companhias.

Dentro desse cenário de cautela financeira, muitas empresas recorrem a medidas para driblar as dificuldades que podem se apresentar no futuro, como empréstimos e financiamentos para se manterem de pé. Entretanto, a longo prazo, essa prática culmina em endividamentos e, consequentemente, fechamento de portas. 

Segundo dados do Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian, no primeiro semestre de 2022, a média de empresas que estavam com contas negativadas no país era de seis milhões. Em relação a 2021, houve um crescimento de 3,45%.

Nesse cenário de endividamento crescente, recursos como a antecipação de recebíveis, possibilitada pelos FIDCs, têm chamado a atenção das empresas. 

Então, que tal entender mais sobre o que é FIDC e as vantagens dessa modalidade para as empresas? Continue a leitura do conteúdo a seguir e fique por dentro do assunto. 

Experimente ouvir esse conteúdo!

Afinal, o que é FIDC?

O termo FIDC significa Fundo de Investimento em Direitos Creditórios. Trata-se de modalidade de investimento que consiste na securitização de créditos, ou seja, na transformação de uma carteira de recebíveis em títulos financeiros negociáveis no mercado.

Para te ajudar a entender como funciona o FIDC, usaremos um exemplo simples: uma empresa reúne uma série de créditos que possui a receber, como pagamentos, financiamentos, empréstimos ou duplicatas. Esses créditos são transferidos para um fundo de investimento, que emite cotas representativas desses direitos creditórios.

Dessa forma, os fundos servem como um adiantamento de contas para que as empresas tenham dinheiro em caixa em um período mais curto de tempo. 

Assim, o dinheiro das parcelas de uma venda via cartão de crédito, por exemplo, que demoraria até 12 meses para entrar em conta, fica disponível em poucos dias. 

mão de uma mulher segurando celular e pagando compras com método de pagamento cartão de crédito

Portanto, o FIDC fornece recursos suficientes para as empresas poderem arcar com os custos das operações diárias e ainda gerar rentabilidade para os cotistas.

Os investidores, por sua vez, podem adquirir essas cotas, e o retorno para eles acontece quando há os pagamentos recebidos pelos devedores dos créditos. 

Vale ressaltar que o FIDC é regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e sua operação envolve a participação de diversos agentes, como a administradora do fundo, o gestor e o custodiante, responsáveis por sua estruturação, gestão e acompanhamento.

FIDC e antecipação de recebíveis: entenda a relação

Agora que você já sabe o que é Fundo de Investimentos em Direito Creditório, é hora de entendermos a fundo a relação entre FIDC e antecipação de recebíveis.  

De forma resumida, ela ocorre quando os direitos creditórios adquiridos pela empresa que realiza a antecipação de recebíveis são transferidos para um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios.

Nesse caso, o FIDC se torna o titular desses recebíveis, e os investidores do fundo se tornam os beneficiários dos pagamentos futuros.

Como o próprio nome sugere, essa modalidade permite que a empresa que vendeu seus recebíveis antecipadamente obtenha recursos financeiros antes do prazo, em troca de ceder seus direitos creditórios

Os investidores do FIDC, por sua vez, podem investir nesses recebíveis e obter retorno por meio dos pagamentos realizados pelos devedores.

Nesse contexto, o FIDC funciona como um veículo de investimento que possibilita a captação de recursos para a antecipação de recebíveis, ao mesmo tempo em que oferece aos investidores a oportunidade de diversificar suas aplicações por meio da exposição a diferentes tipos de créditos.

Quais são as vantagens do FIDC para as empresas?

Em um cenário de instabilidade econômica e um alto índice de inadimplência, investir em direito creditório é uma saída eficaz para as empresas que desejam melhorar o fluxo de caixa sem se preocupar com os juros de financiamentos e empréstimos.

Veja, a seguir, as principais vantagens do FIDC para os negócios:

  • Acesso a capital: ao transferir seus direitos creditórios para o FIDC, a empresa tem a possibilidade de obter recursos financeiros de forma antecipada, o que é vantajoso em situações em que há necessidade de capital de giro ou investimentos imediatos;
  • Melhoria do fluxo de caixa: a antecipação dos recebíveis por meio do FIDC permite que a empresa valores que receberia no futuro antecipadamente,  contribuindo para a melhora no fluxo de caixa e proporciona mais flexibilidade financeira para lidar com obrigações financeiras;
  • Redução do risco de inadimplência: ao utilizar o FIDC, a empresa transfere o risco de inadimplência dos devedores para os investidores do fundo, o que pode ser vantajoso em cenários de alta inadimplência, já que a empresa não precisa se preocupar com a cobrança e recuperação dos créditos;
  • Diversificação de fontes de financiamento: o FIDC permite que a empresa acesse recursos financeiros por meio da venda dos seus direitos creditórios, diversificando suas fontes de financiamento. Dessa forma, é possível reduzir a dependência de empréstimos bancários ou outras formas tradicionais de captação de recursos;

É importante lembrar que cada empresa possui um modelo e situação financeira única. Portanto, é necessário cautela para avaliar as características e os custos envolvidos no uso do FIDC antes de decidir utilizá-lo como forma de captação de recursos.

Como fazer antecipação de recebíveis com o FIDC da iugu?

Em fevereiro de 20222, a iugu levantou R$ 100 milhões por meio de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios estruturado pela gestora H2Kapital, em conjunto com o Bradesco BBI (coordenador exclusivo), por meio de uma oferta pública com esforços restritos nos termos da Instrução CVM 476 ー órgão que estabelece as normas para todos os FIDCs. 

Por aqui, os recursos do FIDC são utilizados nas antecipações dos valores que os clientes da iugu têm a receber nas operações de cartões de crédito transacionadas em nossa plataforma de automatização financeira.

Com isso, a antecipação de recebíveis na iugu é flexível para o cliente escolher o valor e quais parcelas antecipar, com total transparência na plataforma. 

Isso só é possível porque, a partir da chegada da CERC, uma das registradoras que participa do mercado de recebíveis de cartões no país, se tornou mais simples proporcionar aumento na oferta de crédito e mais segurança nas transações que envolvem ativos financeiros.

Com a tecnologia de automatização de meios de pagamento online da iugu, você tem Hub completo com diferentes soluções financeiras para escalar os resultados da sua empresa. 

Além de API em português, robusta e poderosa, você ainda pode antecipar seus recebíveis com as melhores taxas do mercado.

Quer entender mais sobre como a iugu pode potencializar o sucesso da sua empresa? Entre em contato com nossos especialistas e escolha o plano ideal. 

Planos-iugu

pagamentos online

Posts relacionados

mão de empreendedora teclando em notebook para fazer uma comissão automatizada
mão de uma mulher, segurando cartão de crédito e usando o gateway de pagamento iugu
homem com barba sentado em sofá, segurando boletos, fazendo parcelamento sem cartão de crédito pelo notebook