Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Recorrência para insurtechs: a transformação digital dos seguros

Descubra como as novas tecnologias digitalizaram o segmento de seguros e como a recorrência se tornou a melhor forma de cobrança para as insurtechs.

Escrito em 17 de Janeiro de 2022 por Carolina Fanin

Atualizado em 02 de Março de 2022

Desde 1808, quando começaram a surgir as atividades seguradoras no Brasil, o seguro é visto como um “mal necessário”, com processos burocráticos e complexos. Mas, as insurtechs vieram para virar o jogo!

Sem tempo para ler? Que tal ouvir este conteúdo? Aperte o play!

Assim como as fintechs vieram para revolucionar o setor bancário, há mais de uma década, as insurtechs também surgiram com o propósito de facilitar a vida dos clientes, transformando suas percepções sobre a contratação de seguros.

O diferencial está em desenvolver produtos inovadores e fornecê-los digitalmente em um tempo muito menor do que era praticado, para consumidores exigentes que estão em contato com experiências cada vez melhores, oferecidas por empresas inovadoras.

Veja, a seguir, como funcionam as insurtechs e como a recorrência se tornou a melhor maneira de cobrar pelos seus serviços.

O que são insurtechs?

Insurtech ou insuretech, é um termo formado pelas palavras inglesas Insurance (“Seguro”) e Technology, resultado da convergência entre digitalização e estratégias de inovação disruptiva no setor de seguros.

Nos últimos anos, motivado principalmente pelo intenso crescimento das fintechs, o setor de seguros decidiu acompanhar este movimento e modernizar-se, digitalizando seus processos e crescendo a partir da tecnologia.

A aplicação de técnicas inovadoras como inteligência artificial, machine learning e big data ao setor de seguros, bem como o nascimento de diversas startups, focadas em oferecer esse tipo de solução para criar produtos de seguros disruptivos, fortaleceu e consolidou esse crescimento.

De acordo com um estudo realizado pelo Distrito, o Insurtech Report 2020, o Brasil possui, 113 insurtechs, número que representa 32% de todas as insurtechs da América Latina.

Também em 2020, houve um grande avanço regulatório no Brasil e a Superintendência de Seguros Privados (Susep), que passou a flexibilizar a atuação de insurtechs e fortaleceu esse movimento que só tende a crescer.

Confira no infográfico das insurtechs no Brasil os principais números desse mercado:

Fonte: Fintech

Benefícios para os consumidores

Assim como as inovações tecnológicas vêm para facilitar o nosso dia a dia, a tecnologia aplicada aos negócios de seguro possui o mesmo objetivo.

Ajudar as empresas a tornar seus processos mais ágeis e descomplicados é o que faz com que as fintechs, insurtechs, healtechs e outras estejam tão em alta.

Confira quais são os principais benefícios para os consumidores:

Comodidade e facilidade de acesso

Hoje, a maioria dos consumidores faz tudo pelo celular e, por isso, esperam a mesma facilidade quando se trata de seguro ou qualquer outro assunto.

As insurtechs são compatíveis com dispositivos móveis, justamente para que os consumidores possam comparar, tomar decisões e acompanhar tudo no conforto de casa.

Eles podem verificar o status da contratação ou de sinistros a partir de um dispositivo pessoal, economizando tempo de ambas as partes.

Maior segurança e personalização

Com as insurtechs, as empresas definem políticas de segurança e anti-spam rigorosas para garantir a confiança dos consumidores quando fazem transações online.

Além disso, ter esse processo digitalizado permite que a seguradora colete e analise dados dos clientes, possibilitando ofertas atualizadas e produtos personalizados.

Outros benefícios:

  • Possibilidade de contratação e benefícios imediatos;
  • Pagamento recorrente sem comprometer o limite;
  • Contratação 100% online, sem precisar sair de casa;
  • Não é necessário a leitura de contratos gigantescos e de difícil compreensão.

Corretoras ou seguradoras?

Muitas pessoas acreditam que corretoras e seguradoras prestam o mesmo serviço, porém, apesar de se relacionarem, ambas executam trabalhos diferentes.

Veja a seguir quais as diferenças.

Corretoras

Corretoras são empresas que vendem planos de seguro através de corretores, que são profissionais independentes e especializados em encontrar a melhor opção de seguro para a sua necessidade.

Isso significa que, uma corretora possui o contato de diversas seguradoras, para assim, conseguir oferecer opções para seus clientes, com acesso aos melhores preços e condições.

Ou seja, quando uma pessoa ou empresa procura uma corretora, ela está na verdade buscando profissionais que tenham conhecimentos abrangentes sobre o mercado de seguros e não o seguro diretamente.

Seguradoras

As seguradoras, por sua vez, são empresas que oferecem o seguro em si. São elas que firmam contrato com os compradores e assumem o risco e a responsabilidade pela indenização, quando necessário.

As insurtechs englobam tanto corretoras quanto seguradoras. Ambas já estão utilizando a digitalização e a tecnologia para melhor seu relacionamento com os clientes.

Conheça algumas insurtechs que estão dando o que falar!

Thinkseg

A Thinkseg é uma das únicas empresas brasileiras de seguros na lista InsurTech 100.

A startup utiliza Inteligência Artificial para oferecer produtos personalizados para cada cliente.

Veja alguns destaques da empresa:

  •  Lançou o primeiro seguro pay-per-use (pague pelo uso) para automóveis no país;
  • Viabiliza até 40% de desconto no seguro automóvel para bons motoristas, após analisar o modo como eles dirigem;
  • Oferece planos acessíveis, com assinatura a partir de R$ 25,00;
  • Possui plataforma 100% digital, toda a comunicação com os clientes acontece através de um app, sem burocracia.

Youse

Um seguro completo que oferece coberturas para diversas finalidades: auto, vida, residência, etc.

  • 100% online, você pode resolver tudo pelo app, desde a contratação até o cancelamento, livre de burocracias;
  • Preços e condições de pagamento acessíveis, você pode contratar o seguro de vida por exemplo a partir de R$ 13,00 / mês;
  • Iniciativa digital viabilizada pela Caixa Seguradora.

Minuto Seguros

Outra insurtech que se destaca na lista da InsurTech 100, a Minuto Seguros oferece uma plataforma onde você pode cotar até 16 seguradoras diferentes, facilitando a comparação e a sua decisão.

Além disso, também são data driven e podem personalizar ofertas para cada perfil de cliente, podendo optar pelos seguros: auto, acidentes pessoais, empresas, residencial, viagem e vida.

ONLi

A ONLi é uma plataforma digital de seguros, otimizada para corretoras. Se posiciona como uma aceleradora digital, facilitando a distribuição de seguros online oferecendo tecnologia para que as corretoras preocupem-se apenas em vender.

Adepta ao Open Insurance, em 2008 foi uma das ganhadoras do Programa de Aceleração Visa, em reconhecimento às soluções de alta performance para sua carteira de clientes.

Insurtechs como a Thinkseg e a Youse, assim como várias outras - incluindo empresas SaaS - já trabalham com os pagamentos recorrentes, através de assinaturas mensais para vender seus serviços.

Continue a leitura para saber mais como funciona a recorrência nestes casos!

Como funciona a recorrência para as insurtechs?

Assim como acontece com as fintechs, unir a tecnologia das insurtechs aos pagamentos recorrentes traz facilidades que beneficiam tanto as empresas, quanto os clientes.

Veja algumas delas:

  • Emissão automática de cobranças e notas fiscais;
  • Régua de cobrança personalizada;
  • Redução da inadimplência;
  • Parametrização de descontos para clientes especiais;
  • Relatórios de desempenho por período.

Ao oferecer essa forma de cobrança, a empresa facilita a vida do cliente que receberá as cobranças sem precisar se deslocar e também alivia seus próprios processos, não precisando emitir boletos manuais, por exemplo.

Para os clientes, os principais benefícios são:

  • Diversas opções de pagamento: cartão de crédito, boleto ou até mesmo Pix;
  • Não compromete o limite do cartão uma vez que a cobrança é feita apenas no valor mensal (ou trimestral, semestral, etc).

Como oferecer pagamentos recorrentes?

Para oferecer esse tipo de pagamento, é necessário contar com a tecnologia de uma empresa de pagamentos como a iugu, que poderá automatizar a gestão da sua recorrência.

Por meio do painel, ou integração da base via api da iugu, você realiza facilmente todos os processos de cadastro de clientes, com possibilidades de personalização da régua de comunicação, formas de pagamento disponíveis e ciclos de cobrança semanal, mensal ou anual.

Além disso, através de nossa plataforma você pode acompanhar de perto a performance de seu negócio por meio dos status das cobranças recorrentes​ como saldo em conta, pagamentos realizados, pendentes e cancelados.

Para saber mais sobre as cobranças recorrentes, baixe o Guia Completo sobre Cobranças Recorrentes!