Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica, não sejam MEI e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h às 17h. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Indiquei um cliente pelo programa de Afiliados. Como eu posso consultar minha indicação?

Você pode consultar sua indicação no Painel do Indicador.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Quero ser cliente

Entenda como a Netflix trabalha com o modelo de cobrança recorrente

Descrição do post. Recomendamos que tenha no máximo 212 caracteres.

Escrito em 13 de Julho de 2020 por Marcos Madureira

Sabe aquele serviço que é cobrado automaticamente em sua conta bancária ou seu cartão de crédito até que você o cancele? Netflix e cobrança recorrente são excelentes exemplos disso, quando você informa os dados bancários para débito, e a cobrança é feita sem que haja a necessidade da sua intervenção.

Esse modelo está cada vez mais presente e visa a otimizar a vida do usuário, assim como a automatizar o recebimento dos valores, vindo de encontro com a falta de tempo e a facilitação das tarefas recorrentes que temos no dia a dia.

Quer entender melhor como a Netflix usa esse modelo? Continue lendo o post!

Como funciona a cobrança recorrente?

O pagamento recorrente é a maneira mais rápida de cobrar os usuários de um serviço. Nesse modelo, a empresa determina o valor a ser debitado automaticamente, todos os meses, na data de vencimento.

Quando a cobrança é feita pelo cartão de crédito, há o uso apenas do valor mensal que será cobrado na fatura. Esse sistema difere de uma compra parcelada, por exemplo, na qual o valor total do item é bloqueado do limite do cartão, e as parcelas são incluídas mensalmente. Dentro do pagamento de recorrência, não há o bloqueio do valor total.

Essa cobrança pode ser feita por débito em conta, pelo cartão de crédito ou ainda pela emissão automática do boleto bancário.

Como a Netflix cresceu ao adotar o SaaS e o modelo de recorrência?

Agora que você já sabe como é feita a cobrança por pagamento recorrente, vamos entender melhor como a Netflix usa esse modelo a seu favor. A empresa é um excelente exemplo do uso da tecnologia para a modernização de serviços, aumentando a acessibilidade e revolucionando o consumo.

Até algum tempo atrás, para alugar um filme, você precisava ir até uma locadora, escolher a fita, levar para casa, assistir e devolver dentro do prazo determinado para que não houvesse a cobrança de multas. Essas fitas ainda deviam ser rebobinadas antes da devolução. Com o tempo, essa mídia foi mudada para DVD, obedecendo ao mesmo sistema.

A Netflix passou a disponibilizar os filmes em formato de streaming, permitindo que a pessoa que contratasse o serviço tivesse acesso aos títulos ali disponibilizados por meio de uma conexão com a internet, a qualquer hora e lugar do dia. Esse serviço é possível com o uso da tecnologia SaaS, que disponibiliza as informações na nuvem e aumenta a acessibilidade.

Para acompanhar essa mudança, era preciso um modelo de cobrança que também fosse simples, altamente acessível e prático. Sabendo dessa necessidade, a empresa aderiu à cobrança recorrente, uma característica comum dos serviços de assinatura atuais.

Quais são as vantagens da cobrança recorrente?

A adesão à cobrança recorrente traz diversas vantagens para a empresa, facilitando o processo e aumentando a autonomia do consumidor. Conheça as principais.

Diminui o risco de inadimplência

Esse benefício vale principalmente quando a cobrança é feita por débito automático ou cartão de crédito. Por se tratar de uma rotina automatizada e autorizada pelo cliente para a melhor data, as chances de que o pagamento não seja efetuado diminuem bastante.

Traz previsibilidade financeira

Como a cobrança é recorrente, o fornecedor consegue fazer uma previsão das suas receitas e organizar suas operações internas com mais segurança. Claro que essa assinatura pode ser cancelada pelo usuário, mas a empresa trabalha com uma margem para que esses cancelamentos não afetem suas atividades.

Facilita a entrada de novos clientes

Os serviços de streaming cobram dos usuários os direitos de uso, e não de propriedade. Isso democratiza o acesso e permite que o conteúdo seja oferecido a preços muito mais interessantes, ajudando a fidelizar os clientes e atrair novos usuários, favorecendo, assim, a expansão da empresa no mercado.

Não é à toa que a Netflix registrou um aumento em seu lucro líquido de 63% entre 2017 e o primeiro trimestre de 2018.

Usa a taxa de cancelamento como métrica

É importante para as empresas acompanharem não só as novas adesões aos seus serviços, como o índice de cancelamento de assinaturas. Com o uso da cobrança recorrente, esses cancelamentos podem ser checados com mais facilidade, otimizando um tempo precioso e permitindo que a empresa adote ações que possam fidelizar ainda mais esse consumidor e evitar que os cancelamentos ameacem a sobrevivência da marca.

Aumenta a transparência

Ao contratar um serviço que usa o pagamento recorrente como modelo de cobrança, o cliente tem acesso a todas as informações relacionadas a ele no ato da contratação: o valor que será debitado, a data e o meio de pagamento.

Essa prestação de informações deixa muito mais claro como o sistema vai funcionar e aumenta a transparência no momento da contratação, diminuindo a incidência de problemas e trazendo mais confiança entre marca e consumidor.

Qualquer divergência pode ser resolvida rapidamente, sendo que o cliente possui todos os dados necessários para contestar alguma cobrança indevida por chat ou atendimento telefônico.

O que você tem a ganhar com a cobrança recorrente?

A cobrança recorrente é um modelo interessante tanto para empresas como para consumidores.

Para as empresas, facilita o acesso de clientes e automatiza o processo, otimizando custos e garantindo que a cobrança seja feita de maneira rápida e prática. Esse modelo vem de encontro com o ritmo de vida moderna, que exige facilidade e recursos inteligentes.

Para os clientes, não há necessidade de um controle tão preciso, já que o débito é feito automaticamente, até que haja o cancelamento da assinatura. Ele tem mais opções de pagamento e pode solicitar o serviço mesmo que não tenha um cartão de crédito, por exemplo.

Apresentamos aqui apenas um dos cases mais conhecidos, o da Netflix e cobrança recorrente, mas diversos serviços por assinatura oferecem essa facilidade aos seus clientes. Trata-se de um modelo prático e acessível, que deve ser cada vez mais adotado pelas grandes empresas, estreitando a relação entre cliente e marca.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a essas informações!