Voltar

FAQ

Quais as formas de pagamento aceitas pelo gateway iugu?

Aceitamos boleto e cartão de crédito nacional (internacional das bandeiras Mastercard, Visa, Amex, Diners e Elo). Cartões de débito não são aceitos por questões de segurança de dados.

Quais são as categorias de negócios aceitas pela iugu?

Aceitamos diversos tipos de negócios, desde que possuam conta jurídica e não estejam classificados na lista de produtos e serviços proibidos.

O que é necessário para começar a usar iugu?

Após o contato com nossos consultores e fechamento de contrato é necessário criar uma conta iugu seguindo nossos requisitos para abertura de contas.

Qual o horário de expediente da iugu?

Nossa plataforma sempre estará no ar, o atendimento ao cliente e os saques de contas ocorrem se segunda a sexta, das 9h30 às 16h30. Entretanto, por dependência de sistemas bancários, os serviços da iugu são interrompidos em feriados. Saiba mais em nossa página de expediente.

Quais são os recursos cobrados pela iugu?

A partir do plano escolhido, os recursos são cobrados em modelo de assinatura e cobranças mensais. Se necessário, somam-se taxas de configuração inicial e tarifas variáveis. Saiba mais sobre as tarifas cobradas clicando aqui.

Em quais moedas a iugu aceita transações?

A iugu aceita transações somente em Real. No caso do uso de cartão de crédito internacional, a cobrança é também é feita em Real e a bandeira do cartão faz o câmbio para a moeda do cliente.

A iugu é homologada pelo Banco Central?

A iugu recebeu a licença do Banco Central que nos autoriza a funcionar como Instituição de Pagamentos. Publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de agosto de 2020.

Quais bancos a iugu suporta?

Para receber os pagamentos pela iugu, é preciso possuir uma conta PJ em um dos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banco Original, Banestes, Banrisul, Bradesco, BRB, BS2, C6, Caixa Econômica, Inter, Itaú, Mercantil do Brasil,Modal, Neon, Nubank, PagSeguro, Safra, Santander, Sicoob (Bancoob), Sicredi, Unicred e Via Credi.

Posso cancelar a iugu a qualquer momento?

Você deve solicitar o cancelamento da sua conta com 30 (trinta) dias de antecedência.

A plataforma pode ser utilizada por quem não é desenvolvedor?

Sim! Temos um painel facilitado onde é possível realizar a gestão financeira, cobrar seus clientes, controlar as assinaturas e acompanhar o crescimento de sua empresa.

Sua dúvida não está aqui?

Experimente a página de Ajuda e Suporte da iugu.

Voltar

Descomplique processos financeiros com a iugu!

Juros do boleto bancário: cálculo, lei e os cuidados no processo

Saiba como calcular juros do boleto bancário por meio de um passo a passo completo e exemplificado.

Escrito em 30 de Março de 2020 por Marcos Madureira

Atualizado em 07 de Dezembro de 2020

Saber como calcular juros do boleto bancário é uma necessidade de todo empresário brasileiro. Afinal, para sair na frente da concorrência, uma estratégia inteligente é oferecer diferentes opções de meios de pagamento. Nesse contexto, o boleto bancário se destaca, principalmente no ambiente virtual.

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

Essas afirmações podem ser comprovadas por meio de dados. Segundo pesquisa recente, esse método de pagamento é o preferido entre 75% dos consumidores brasileiros. Só para você ter uma ideia, mais de 3 bilhões de boletos são gerados todo o ano no país. 

Com essas informações, é possível concluir que oferecer esse tipo de pagamento é uma boa tática, certo? No entanto, para que o seu fluxo de caixa e suas vendas não sejam prejudicados, saber como calcular juros de boleto bancário é uma prática essencial. 

Para saber mais sobre o tema e entender como calcular boleto em atraso, é só ler este post até o fim. Boa leitura! 

Vale a pena oferecer o boleto bancário como pagamento? 

Antes de saber como calcular juros do boleto bancário, é interessante refletir sobre esse método de pagamento. Afinal, muitos empresários têm receio sobre a segurança deste meio. Esta também é sua dúvida? Então, pode ficar tranquilo! O boleto bancário é, sim, um método seguro de pagamento!

Para completar, essa modalidade também é bastante prática. Isso porque gerar um boleto não representa grandes dificuldades. Além disso, o custo para emiti-lo também não é alto. Logo, oferecer esse meio de pagamento demonstra que sua empresa é bem-estruturada e que se preocupa com seus clientes. 

Para não ter preocupações em relação a esse processo, contar com um sistema de cobranças que realize pagamentos digitais, como o da plataforma da iugu,  é uma atitude assertiva

Sente-se mais seguro agora? Então, siga com sua leitura e aprenda como calcular juros do boleto bancário!

Como calcular juros do boleto bancário: o que diz a lei? 

Antes de saber como calcular juros do boleto bancário, é importante compreender como esses juros devem ser aplicados de acordo com a lei. 

O que é essencial saber, em primeiro lugar, é que quando um cliente não realiza o pagamento de seu título em sua data de vencimento, ele se torna inadimplente. Nesse caso, é seu direito como empresário aplicar esses juros. 

Porém, diante disso, vale um aviso: se o seu cliente não efetuar essa quitação pelo fato de sua empresa ter atrasado para emitir esse documento, a lei não ficará ao seu lado! 

Em outras palavras, é o seu negócio que sairá perdendo. O artigo 42 do Código do Consumidor estipula que se o cliente for cobrado indevidamente, ele tem direito à repetição do indébito, em uma quantia duas vezes mais alta a que foi paga em excesso. Achou muito? Pois saiba que, a esse valor, são acrescentados juros e correção monetária. 

Diante desses dados, é possível compreender que é preciso tomar certos cuidados para evitar cobrança indevida, certo? Porém, de modo geral, a sua  empresa está amparada pela lei para cobrar os juros devidos. 

Nesse contexto, é preciso considerar algumas questões importantes, como o seu relacionamento com o cliente. Ou seja, apesar de ser o seu direito cobrar juros, é válido avisar o cliente em questão sobre os valores que serão aplicados caso ele não quite sua dívida. 

Essa estratégia fortalecerá a relação cliente-empresa. Desse modo, você poderá, em um futuro próximo, apresentar benefícios para ele, como oferecer descontos se ele antecipar o pagamento, por exemplo. Assim, as duas pontas saem ganhando, percebe? 

Outra dica é: avalie o histórico do cliente inadimplente. Afinal, ele pode, simplesmente, ter se esquecido de pagar o título. Se esse for o caso, é interessante ficar aberto a negociações. 

como calcular juros do boleto bancário

Como calcular juros do boleto bancário: passo a passo 

Entenda agora como calcular juros do boleto bancário por meio de um exemplo simples e claro.

O primeiro ponto sobre esse cálculo que você deve conhecer é que essa conta varia de acordo com o número de dias de inadimplência. Isto é, se o cliente tiver atrasado 10 dias para quitar seu pagamento, ele pagará um valor mais alto do se tiver atrasado apenas 2. 

Nesse quadro, é importante saber que o limite de juros por atraso é de 1% ao mês. Contudo, essa conta pode apresentar algumas variações. Para compreender melhor, é só observar o exemplo abaixo. 

Um mês comercial tem 30 dias, certo? Sendo assim, é preciso dividir o teto dos juros, que é 1%, pelos dias do mês. Ou seja, é preciso dividir 1% por 30. Essa conta tem como resultado: 0,033%. 

O próximo passo desse cálculo é: multiplique esse resultado pelo número de dias de inadimplência. Isto é, se o cliente tiver atrasado 10 dias e o valor do boleto for de R$ 100,00, a conta fica assim: 

0,033% x 10 dias de atraso = 0,33%

R$ 100,00 x 0,33% = 0,33

Ou seja, o valor de juros do boleto bancário nesse caso é de R$ 0,33.

No entanto, vale informar que o cálculo total também apresenta o valor da multa. Vamos supor que a multa calculada seja de R$ 1,00, o cálculo total fica:

R$ 100 (valor do boleto) + R$ 1,00 (valor da multa) + R$ 0,33 (juros) = R$ 101,33.

como calcular boleto em atraso

Para saber como calcular a multa, não deixe de ler: “Quanto cobrar de multa e juros em boleto bancário: entenda como deve acontecer essa cobrança”.

Como calcular boleto em atraso: descomplique!

Agora, você já sabe como calcular boleto em atraso, não é mesmo? Com certeza, percebeu que a conta não é difícil. Porém, realizar esse processo manualmente, além de prejudicar a produtividade da sua equipe, pode apresentar falhas. Isto é, o cálculo pode ser feito errado. 

Desse modo, para não ter problemas, segue uma dica extremamente vantajosa para o seu negócio: conte com um sistema de cobranças online! Por meio dele, erros de cálculo não acontecerão e o seu time poderá se dedicar a realizar mais parcerias, por exemplo.

Uma das funcionalidades que esse sistema apresenta é a sua regra de cobrança. Por meio dela, é possível enviar lembretes de vencimento, envios de cobrança e também avisos sobre a inadimplência. Incrível, não? 

Para isso, você pode contar com a iugu, uma plataforma de pagamentos digitais completa, automatizada e eficiente. 

Apresentando o melhor custo-benefício do mercado, o sistema da iugu pode fazer maravilhas para o seu negócio. Quer saber quais são elas? Então, clique aqui, e converse, sem compromisso, com um dos especialistas da iugu.