Portfólio de programador: como criar, dicas e vantagens

Escrito em 22 de Fevereiro de 2022 por Redação iugu

Atualizado em 24 de Agosto de 2023

Conquistar o emprego dos sonhos ou encontrar bons clientes pode ser uma tarefa difícil para os desenvolvedores de software. O portfólio é uma das formas mais eficientes de prospectar um novo trabalho e expor as suas qualidades.

O portfólio de projetos é essencial para muitas profissões, mas os profissionais de desenvolvimento devem seguir algumas dicas para se destacar no mercado de trabalho.

Acompanhe este artigo e saiba como expor seus trabalhos e, se você for iniciante, saiba como começar a sua carreira profissional como programador.

 

O que é um portfólio de programador?

O portfólio é o espaço onde você irá expor os seus trabalhos. Um bom portfólio deve ter um filtro de conteúdo, concentrando somente os seus melhores trabalhos já realizados.

Os trabalhos de um portfólio podem ser profissionais, com cases da sua carreira, ou trabalhos acadêmicos e de estudo, caso você esteja começando agora.

 

Por que ter um portfólio profissional?

Ter um portfólio é a maneira mais prática de mostrar o que você sabe fazer. Ao visualizar trabalhos anteriores, um cliente ou empregador terá facilidade em identificar se você é a pessoa certa para determinado serviço.

Os portfólios são utilizados por profissionais de diferentes áreas, principalmente nas áreas criativas. Porém, os profissionais de desenvolvimento de software não estão livres dessa necessidade.

Imagine que você alega saber lidar com diversas linguagens de programação. Como você pode provar que realmente sabe?

O portfólio é a comprovação do seu trabalho, além de ser uma vitrine para atrair novas oportunidades para a sua carreira.

 

Vale a pena? Vantagens de ter um portfólio

Sim, ter um portfólio vale muito a pena para profissionais de desenvolvimento de software. 

Após ter certeza qual caminho você quer seguir com a sua carreira, o portfólio ajudará a mostrar o seu desempenho e, principalmente, a sua evolução enquanto profissional.

Para isso, é importante ter um portfólio organizado, com trabalhos atualizados e que reflitam exatamente onde você está e onde quer chegar.

 

Como criar seu portfólio como desenvolvedor?

A essência do portfólio irá depender do perfil de cada profissional. Portanto, não há fórmula mágica para ter um portfólio ideal.

Porém, podemos seguir algumas dicas que ajudam muito na hora de selecionar e expor os seus trabalhos.

A melhor forma de ter um portfólio é na internet. Além de ser o seu ambiente de trabalho, também é a forma mais prática de expor seus códigos visualmente. 

Além disso, basta compartilhar um link para que qualquer pessoa possa acessar.

Confira a seguir algumas dicas-chave para se destacar com um portfólio bem construído.

 

Liste habilidades mais relevantes

Organize em tópicos quais são os seus pontos fortes, quais linguagens você domina e outros conhecimentos que tenham relação com o seu trabalho.

Lembre-se também de ter foco. Se você é um desenvolvedor front-end e quer continuar nessa carreira, não adianta colocar conhecimentos de back-end só para “encher linguiça”.

Defina um objetivo, como o cargo que você quer alcançar ou projetos que quer realizar, e monte seu portfólio de acordo com isso.

 

Apresente um currículo curto e rico em informações

Junto ao portfólio é indispensável que haja informações curriculares. Uma breve apresentação com dados de formação, contato e experiências anteriores é o ideal.

Mais uma vez, procure ser breve e coloque somente o que é relevante para o seu objetivo. Dê foco para a sua participação em projetos, cursos que já participou ou dos quais esteja participando no momento.

 

Seja você mesmo

A autenticidade é um dos pontos fortes em qualquer profissão e tanto recrutadores quanto clientes irão valorizar a sua sinceridade. Porém, busque não se expor demais.

É importante frisar também que o seu portfólio deve ser completamente autêntico. Isso é: todos os trabalhos expostos devem ser de sua autoria ou co-participação.

Mentir no portfólio pode ter o efeito reverso, causando falta de confiança por parte de quem está te avaliando e prejudicando a sua carreira.

Se você está começando agora, deixe essa informação em destaque e demonstre interesse em aprender. As oportunidades, com certeza, irão aparecer.

 

Faça links para redes sociais profissionais

Se você utiliza redes profissionais, como LinkedIn ou tem perfis em outros sites, onde você fale sobre o seu trabalho, lembre-se de deixar links para conexão.

Os links podem ser, até mesmo, um canal de YouTube com dicas para outros programadores. Os links também podem ser de perfis pessoais, que demonstrem um pouco sobre o seu dia a dia e hobbies.

 

Como ter um portfólio se você é iniciante na área?

Pode parecer paradoxal que seja necessário um portfólio para conseguir trabalhos, se o portfólio depende de trabalhos realizados. Mas isso não significa que não dê para começar.

 

Crie trabalhos de estudo

A primeira dica é começar a criar projetos por conta própria. Você pode expor códigos que criou ao tentar replicar alguma função de um site mais conhecido, trabalhos realizados em cursos ou até mesmo interfaces criadas voluntariamente.

O importante é começar e procurar progredir com o seu conhecimento. Você pode criar sites para familiares, vizinhos e colegas, ou até mesmo desenvolver o seu portfólio como exemplo.

 

Use o Github

O Github é o melhor lugar para hospedar seus códigos e, consequentemente, expor os seus trabalhos.

Por lá também é possível fazer conexões e conhecer outros profissionais. É uma ótima maneira de trocar conhecimentos e mostrar o seu trabalho.

 

Crie um blog

Nem todo profissional de desenvolvimento tem paixão por escrever, mas compartilhar conhecimento é uma das melhores formas de aprender. 

Mantenha um blog para exercitar sua escrita e organizar seus estudos. Caso não queira ter um site com blog para expor seu trabalho, você pode criar um perfil no Medium, onde dá para criar conexões com outros profissionais da área e multiplicar o seu conhecimento.

 

Quais ferramentas para criar um portfólio?

O portfólio pode ser hospedado em diversas plataformas, podendo até ser um site próprio. 

Porém, para se consolidar na área de desenvolvimento de software, algumas plataformas podem ser mais indicadas para expor os seus códigos.

 

Github

Como já falamos, o Github é praticamente indispensável para desenvolvedores exporem seus trabalhos. 

O uso da plataforma é gratuito e você pode facilmente compartilhar o link de um projeto seu. O site é o maior repositório open source do mundo, com mais de 28 milhões de usuários.

É o lugar perfeito para conhecer outros profissionais e, claro, mostrar a qualidade do seu trabalho.

Há duas formas de compartilhar um projeto hospedado no Github:

  • Compartilhando a URL do seu GitHub;
  • Compartilhando a URL de ferramentas que você usa para hospedar seus códigos, como GitLab ou BitBucket.

O Github também permite a integração com outras plataformas, como é o caso do Heroku.

 

Heroku

O Heroku é outra alternativa para expor trabalhos desenvolvidos com facilidade. A plataforma permite que você exponha trabalhos em Laravel, Node.js, HTML, CSS, Angular e React. 

O Heroku também é gratuito, mas apresenta limitações que você não vai ter com o Github, por exemplo. Uma forma de resolver isso é interligando as duas plataformas, o que pode aumentar o alcance dos seus perfis.

 

LinkedIn

Usar o LinkedIn é uma ótima dica para os mais diversos profissionais. Por ser uma plataforma voltada para conexões profissionais, é possível encontrar outros desenvolvedores, acompanhar pessoas inspiradoras e ficar de olho nas vagas de emprego.

O LinkedIn também é ótimo para organizar as suas experiências profissionais e cursos. Funciona, mais ou menos, como um currículo. Portanto, lembre-se de incluir o seu LinkedIn nos links do seu portfólio, e não esqueça de deixar o seu portfólio disponível no seu perfil da rede social.

 

Outras plataformas

Também dá para expor o seu trabalho em outras plataformas, como a AWS e o GCP. Porém, esses diretórios são pagos e as funcionalidades são liberadas por créditos, que nem sempre cobrem as principais funcionalidades.

Independentemente de onde você escolha expor seus trabalhos, mantenha seu portfólio organizado e atualizado para se destacar entre a concorrência. Para mais dicas de carreira, confira outros artigos do blog Iugu4devs!